Gestão de pessoas

Fit cultural: saiba como escolher os melhores colaboradores para sua empresa

Fortes tecnologia apresenta Fit Cultural
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 14/08/2019 Tempo estimado de leitura: 17 minutos

O recrutamento e seleção de candidatos é um processo excepcionalmente importante para as empresas, já que são os colaboradores que prestarão os serviços da organização, produzirão ou venderão os produtos, desempenharão as operações da organização etc. Desenvolver o fit cultural é uma estratégia eficiente para identificar os colaboradores mais alinhados aos objetivos de sua empresa, bem como para contratar os candidatos mais adequados à organização.

Atualmente não basta que os colaboradores tenham conhecimentos técnicos e experiência em suas respectivas áreas para garantir o sucesso do negócio no mercado, é crucial que seus perfis estejam alinhados à cultura organizacional da empresa e contribuam para o seu desenvolvimento. Se você quer saber do que se trata essa estratégia, leia os tópicos seguintes onde apresentamos o conceito e importância de fit cultural, como construí-la, seus benefícios, como aplicá-la no processo seletivo e nos colaboradores da empresa. Confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O conceito de fit cultural

Fit é um termo em inglês que pode ser traduzido para “encaixar”, podemos conceituar fit cultural como uma forma de encaixar os colaboradores na cultura organizacional. Trata-se do alinhamento dos valores dos profissionais e aqueles que são desejados dentro da empresa, sua finalidade é a de gerar sinergia entre os objetivos e a cultura da empresa que tem uma vaga aberta e o candidato.

Esse é um aspecto essencialmente importante a ser considerado nos processos de recrutamento, porém, ressalta-se que contratação por fit cultural não significa contratar pessoas que sejam essencialmente idênticas, seus atributos e valores podem ser diversificados, desde que se encaixem às especificidades da empresa.

A importância de contratar colaboradores alinhados à cultura

O fit cultural faz parte da gestão estratégica que permite antever o esforço coletivo e simultâneo dos colaboradores, pois se tem maior garantia que eles terão uma convivência mais harmônica e trabalharão juntos para atingir um mesmo objetivo. Caso sejam contratados indivíduos com comportamentos e objetivos diferentes, eles poderão ter conflitos dentro da organização e faltar com sinergia na execução de trabalhos. Isso aumenta a rotatividade de funcionários da empresa e gera diversos gastos no negócio.

Atualmente o fit cultural é mais valorizado que o fit funcional — que são as habilidades e experiências dos profissionais de um indivíduo —, pois a tática garante que os colaboradores permaneçam mais tempo na empresa e não diminuem o gasto de tempo ou capital na renovação de profissionais.

O primeiro passo é definir a cultura organizacional da sua empresa

Para desenvolver o fit cultural, é necessário que os empreendedores e administradores definam qual será a cultura organizacional da companhia. Primeiramente comece estudando bem o negócio, entendendo quais são os seus objetivos a curto, médio e longo prazo, bem como os seus propósitos. Isso pode ser identificado no planejamento estratégico da empresa. Caso ela não tenha esse instrumento, é fundamental que ela o desenvolva, já que é uma peça-chave para o desenvolvimento a longo prazo de qualquer organização na atualidade. Nesse planejamento, estão destacados os seguintes elementos:

  • missão: consiste no motivo de existência da empresa, ou seja, o propósito pelo qual os colaboradores e sócios se esforçam para seu sucesso. Por exemplo, a missão da Google é: organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis e úteis em caráter universal;

  • visão: trata-se de um cenário futuro que a empresa deseja alcançar, um sonho a ser conquistado pelos envolvidos na organização. Veja a visão da Arcor: Ser a empresa nº1 de guloseimas e biscoitos na América Latina e consolidar participação no mercado internacional;

  • valores: são os princípios que regem o comportamento dos colaboradores, sócios, acionistas, gestores e demais envolvidos. Alguns exemplos são: responsabilidade social, satisfação do cliente e respeito às pessoas.

Esses conceitos devem ser revisados com frequência, já que compõem a base estratégica e comportamental da empresa. A partir deles, será possível ditar como os colaboradores devem agir internamente com seus colegas e externamente com clientes, fornecedores, concorrentes etc. Porém, mesmo com a boa definição desses componentes, os gestores ainda se deparam com o desafio de implementar essa cultura na empresa, pois nem sempre os indivíduos os seguirão.

Essa questão é solucionada ao criar um culture code (código da cultura organizacional), que é um documento que expõe de forma expressa as principais diretrizes de forma objetiva, clara e concreta. Para elaborá-lo, pode-se elencar palavras, frases curtas ou expressões que traduzam os valores da empresa. Elas devem ser de fácil entendimento e estar em um lugar acessível para todos, de preferência em um mural bastante visível. Alguns exemplos de frases que podem ser alocadas no código são:

  • juntos a equipe é mais forte: acreditamos um time unido, preparado e sinergético é a fonte para o sucesso;

  • nosso foco é o compromisso com o cliente: respeitamos nossos clientes como pessoa e buscamos solucionar todos seus problemas;

  • não somos iguais a ninguém: nossa equipe é dotada de talentos e líderes que inspiram, sendo um norte para nossas ações.

São vários outros tópicos que podem ser adicionados ao culture code, eles inspirarão todo pessoal e os direcionarão para um mesmo comportamento. Ressalta-se que o código deve ser aplicado tanto aos candidatos à vagas, novos colaboradores, administradores e proprietários ou acionistas que já estão trabalhando na empresa. Além disso, o documento ainda contribuirá para o desenvolvimento da empresa ao fortalecer sua marca perante o público em geral e demais profissionais que visitarem a empresa. Com os códigos e valores bem estruturados você pode ir para o segundo passo, que é traçar o perfil do colaborador ideal para a empresa.

Trace um perfil desejado de FIT cultural

Antes de iniciar o processo de recrutamento de profissionais, é fundamental colocar no papel qual é o perfil do colaborador que está buscando. Devem ser consideradas exigências em relação ao cargo em aberto, como currículo, experiência, formação e competências, quanto os elementos interpessoais da pessoa, como competências comportamentais e soft skills desejadas. Alguns exemplos dessas últimas qualidades são:

  • comunicabilidade;

  • flexibilidade;

  • liderança;

  • trabalho em equipe;

  • transparência;

  • gerenciamento de tempo.

Os valores pessoais também devem ser considerados, como o comprometimento com a sustentabilidade do meio ambiente, com a responsabilidade social, segurança do trabalho etc. Ressalta-se que as qualidades listadas são meros exemplos, é importante construir o perfil conforme a necessidade e cultura de sua empresa.

Benefícios em contratar candidatos que sejam fit com a cultura da empresa

As vantagens estão diretamente ligadas à melhoria da qualidade no local de trabalho, na melhor escolha das contratações e produtividade dos colaboradores. Entenda-os melhor a seguir.

Precisão nas contratações

Durante o processo seletivo, os responsáveis conseguirão identificar de forma mais fácil as pessoas que têm um fit cultural adequado, que se integrarão mais rapidamente na organização e se sentirão mais confortáveis no ambiente de trabalho. Como também, os colaboradores terão maior probabilidade de permanecerem na empresa por mais tempo e se desenvolverem. Sem a aplicação do fit cultural, a empresa aumenta as suas chances de contratar indivíduos que sairão do negócio, gerando necessidade de nova contratação.

Aumento da produtividade

Os profissionais que se identificam com os princípios e vales da empresa se sente orgulhoso de fazer parte da equipe, essa satisfação faz com que ele se sinta motivado a trabalhar no local e se esforçará para trabalhar em harmonia com seus locais, ser produtivo e alcançar os objetivos. Imagine um cenário em que a empresa consiga contratar todos ou grande parte dos colaboradores com o fit cultural adequado, ela terá em mãos uma equipe de alto desempenho e que entregue resultados muito além do esperado.

Essa é uma projeção onde todos saem ganhando, a empresa conseguirá atingir seus objetivos antes dos prazos, os administradores poderão determinar metas e objetivos mais ambiciosos, além de que a equipe terá uma satisfação pessoal ao atingir os objetivos. Por essa razão que há um ganho no crescimento mútuo tanto da empresa quanto dos profissionais.

Retenção de talentos

Os talentos são os colaboradores com o perfil ideal para empresa, eles têm o diferencial de que são excepcionalmente produtivos e capazes de impulsionar exponencialmente o desenvolvimento do negócio. Esse tipo de colaborador deve ser retido ao máximo e existem várias estratégias que cumprem o objetivo, como criação de um bom plano de carreira e recompensas e o desenvolvendo o fit cultural, já que contribuirão para que os talentos desejem permanecer na empresa.

Diminuição do turnover

Turnover consiste na alta taxa de rotatividade de colaboradores, ou seja, vários indivíduos são admitidos e desligados de maneira sucessiva, o que gera grandes custos com encargos trabalhistas e novos processos seletivos, podendo causar até o desequilíbrio financeiro para a empresa. São vários fatores que podem contribuir para a elevação desse índice, como a insatisfação do trabalho, clima organizacional ruim, problema na gestão dos colaboradores, inadequação ao perfil da vaga, entre outros.

Diversos desses problemas são solucionados com a criação do fit cultural da empresa, já que o ambiente da organização será propício para que os colaboradores desejam se manter no negócio. Além disso, mesmo que o colaborador contratado não tenha o currículo e habilidades técnicas exatamente adequadas ao cargo, essas falhas podem ser resolvidas com posteriores treinamentos e capacitações, já as características pessoais, soft skills, objetivos de vida são difíceis de serem alterados.

Melhoria do clima organizacional

O colaborador desenvolverá um senso forte de confiança em uma empresa que vivência os valores que acredita. Além de contribuir para os benefícios listados, também reduz o índice de absenteísmo na empresa, minimizando o número de ausências por qualquer motivo. O bom clima organizacional impacta positivamente a boa convivência dos colaboradores, dos administradores e torna o ambiente mais agradável aos clientes. Outra vantagem à empresa consiste no fato de que os colaboradores se tornarão genuinamente embaixadores da marca, pois eles buscarão melhorar a imagem da empresa, trazer novos clientes, agradá-los e fidelizá-los.

Trabalho sinérgico

Quando as pessoas têm um mesmo objetivo e ideias parecidas, elas terão melhor vivência no local de trabalho, se encaixarão mais rapidamente à rotina de trabalho e, consequentemente, terão sinergia na execução das tarefas. Entretanto, essa vantagem não atinge somente o ambiente da organização, como também no alcance de resultados, pois os indivíduos contratados serão talentos com alto desempenho e quando eles trabalham em conjunto a produtividade da empresa é multiplicada.

6 dicas de como medir o fit cultural de um candidato

À primeira vista parece ser essencialmente difícil identificar e medir o fit cultural de cada candidato, já que se trata de qualidades interpessoais. Mas existem táticas que podem ser aplicadas nas etapas do processo de seleção e recrutamento que permitem fazê-lo. Se você avaliar o fit cultural durante todo o procedimento, serão contratados talentos e líderes que garantirão o sucesso da organização a longo prazo. Também é possível apontar os candidatos inadequados, que são aqueles que:

  • não se encaixarão na equipe existente;

  • poderão ficar insatisfeitos com seu cargo na empresa em pouco tempo;

  • não vão aderir os valores e comportamentos desejados pela empresa.

É possível que os responsáveis percebam que os candidatos que se apresentaram para o cargo não têm fit cultural que se encaixa na empresa. Isso faz com que seja necessário a realização de um novo processo, mas, ainda assim, há economia para a empresa pelo fato de que não será contratado um colaborador que logo seria desligado. Nos tópicos seguintes listamos os principais deles nos 6 tópicos seguintes.

1) Use perguntas específicas na entrevista de emprego

Normalmente uma entrevista de emprego é utilizada para conhecer as habilidades do indivíduo, suas motivações, objetivos e capacidade de comunicação. Essa é uma etapa importante para identificação dos valores e atitudes do entrevistado, sendo recomendado realizar as seguintes perguntas:

  • em qual tipo de cultura você se desenvolve?

  • qual é o seu local de trabalho ideal?

  • quais são os valores que mais se atrai?

  • por qual razão você deseja trabalhar nessa empresa?

  • como você descreve a cultura desta empresa, com base no que você a conhece?

  • quais são as práticas e contribuições que você traria de outra organização que trabalhou?

  • conte sobre sua experiência de trabalho em outra organização cuja cultura organizacional você se encaixava ou não. No caso que você não se encaixa, qual foi o motivo?

2) Dinâmicas em grupo

Essa é uma fase do processo seletivo em que os avaliadores veem os candidatos efetivamente em ação, identificando suas capacidades de trabalhar em grupo, competências, perfil e comportamento. Aqui será preciso desenvolver atividades que auxiliem os recrutadores a medirem o fit cultural de cada um dos candidatos.

Um exemplo de atividade que permite isso é a criação de um Role Playing, termo em inglês onde se simula um cenário imaginário onde os participantes interpretam papéis diferentes e devem resolver um problema conjuntamente. A equipe responsável pode utilizar uma situação real que a empresa já vivenciou e ditar qual será a função de cada profissional na simulação, por exemplo, um atendimento de um cliente problemático. Durante a dinâmica, será possível identificar os candidatos com mais paciência, capacidade de liderança, trabalho em equipe e o seu fit cultural.

3) Testes de perfil comportamental

Existem vários testes desenvolvidos especificamente para avaliar o perfil comportamental das pessoas, normalmente os testes classificam os indivíduos em fatores como dominância, influência, estabilidade e cautela — resultados do teste comportamental popularmente conhecido como DISC. É possível realizar outros exames personalizados que trazem perguntas sobre suas características pessoais, ideias e objetivos para identificar seu fit cultural.

Essa é uma forma fácil e eficiente de identificar o comportamento do indivíduo, já que podem ser realizados de forma online, são aplicados em primeira instância e os resultados são gerados rapidamente, pois os dados são coletados e trabalhados por um sistema de gestão. Assim, em pouco tempo é possível determinar quais são os candidatos que continuarão ou não a desenvolver as demais etapas do processo seletivo.

4) Histórico do candidato

Analisar o histórico profissional dos candidatos é uma estratégia comum de ser utilizada pelas empresas, os recrutadores coletam dados de diversas redes sociais, LinkedIn e outras fontes que tenham informações profissionais de cada pessoa. Isso pode ser bastante difícil de ser feito manualmente, pois demanda bastante tempo e nem sempre é possível identificar o fit cultural. Recomenda-se a implementação de um software de gestão que cria um banco de currículos de candidatos e histórico de informações sobre os processos seletivos realizados, isso otimiza a realização do processo nas próximas contratações.

5) Envolva outros setores na seleção

Solicite apoio de gerentes, supervisores e líderes dos setores para construir o fit cultural antes de iniciar o processo de recrutamento e seleção, bem como para analisar as características de cada candidato para averiguar seu encaixe na cultura da organização. Eles saberão melhor que ninguém como deve ser alinhamento das pessoas durante a contratação.

É preciso que eles entendam que, apesar das competências técnicas serem necessárias, não são as únicas qualidades a serem consideradas na contratação, por isso é relevante explicar o conceito e a importância do fit cultural para que eles saibam o que buscar no candidato. Os responsáveis devem definir critérios que devem ser observados pelos líderes antes de contratar, como vontade de crescer na empresa, foco nos resultados, paixão pelo trabalho, entre outros. Os gestores de cada setor saberão quais são as qualidades a serem buscadas para que o candidato se encaixe na rotina do setor.

6) Use a tecnologia inteligentemente

A tecnologia é a maior aliada dos recrutadores na identificação do fit cultural, pois existem softwares de gestão de Recursos Humanos (RH) que trazem um amplo número de funcionalidades que os ajudam no alcance desse objetivo. Alguns exemplos de funções úteis para tornar o recrutamento de seleção eficiente são:

  • pesquisas: permite a criação de diferentes tipos de pesquisas que tanto os colaboradores quanto os candidatos podem responder de forma simples, objetiva e clara. O sistema trabalhará os dados e fornecerá os resultados para os recrutadores automaticamente;

  • banco de currículos: faz a triagem dos currículos de forma automática, identificando imediatamente quais preenchem os requisitos mínimos para a vaga;

  • disponibilização das vagas no site: permite fácil criação de vagas, divulgação no site e agendamento dos processos seletivos;

  • entre outras utilidades.

O uso da tecnologia ainda traz diversos benefícios que otimizam o procedimento, como:

  • agilidade: permite que as etapas do processo sejam finalizados mais rapidamente, já que diversos dados serão coletados automaticamente pelo software;

  • economia: essa vantagem é obtida ao reduzir a quantidade de material (papel, canetas, impressões, tintas etc.) e tempo;

  • produtividade: os analisadores e recrutadores conseguirão obter melhores resultados em menor tempo;

  • efetividade: as chances de se contratar o profissional ideal, talento ou líder são aumentadas exponencialmente, já que será possível identificar o fit cultural da empresa;

  • portabilidade: se o software usar tecnologia nuvem, os dados poderão ser acessados de diferentes dispositivos, sejam fixos (computadores de mesa) ou móveis (como smartphones e tablets), bem como de qualquer localidade.

Todas essas utilidades e benefícios auxiliam os analisados no momento de escolha do candidato ideal. Como várias atividades que demandam muito tempo, esforço e capital serão automatizadas, os responsáveis poderão fazer uma análise mais aprofundada nas qualidades interpessoais do candidato e medir seu fit cultural.

Como fazer a análise do fit cultural dos colaboradores

Não pense que será necessário substituir todos os seus atuais colaboradores por novos, normalmente os funcionários que estão na empresa há mais tempo já tem o perfil ideal ou características dele. Por isso é também importante fazer o diagnóstico do fit cultural dentro da própria empresa, assim o gestor saberá quais colaboradores permanecerão na empresa por mais tempo. Nesse caso, deve-se utilizar novamente seu sistema de gestão de RH para averiguar tanto o desempenho do profissional quanto seu fit cultural. Entre as ferramentas disponíveis para uso estão:

  • dossiê do colaborador: armazena e cria uma trajetória comportamental e financeira de cada um dos colaboradores dentro da empresa, incluindo faltas, produtividade, alcance de metas etc.;

  • pesquisas: crie pesquisas personalizadas para que os colaboradores respondam, é possível fazer pesquisas de clima organizacional, satisfação e de personalidade para medir seu fit cultural;

  • avaliação de desempenho: um bom programa realiza diversos tipos de avaliações, como a autoavaliação, 180º, 360º, entre outros;

  • indicadores de desempenho: permite averiguar quais foram os resultados da mudança, como o índice de ocorrências, desligamentos, turnover e absenteísmo, caso as taxas tenham diminuído, significa que o fit cultural contribuição para a retenção dos colaboradores.

Após a contratação de um colaborador que tenha o fit cultural adequado para a empresa, mas não tem a melhor qualificação para o trabalho, o sistema de gestão também faz o gerenciamento de treinamentos e cursos externos e internos de capacitação, tornando-o ideal para o cargo por completo. O controle inclui avaliações, frequências, emissão de certificado, despesas, plano de desenvolvimento individual e mais.

O fit cultural é um componente essencial no processo de recrutamento e seleção, bem como no desenvolvimento de cada talento que a empresa contratará ou que já esteja presente no quadro de funcionários. Porém, é importante utilizar a ferramenta certa que permita a aplicação dessa estratégia!

Gostou do nosso post e que receber mais conteúdos como este? Assine gratuitamente nossa newsletter e receba diretamente em seu email!

Aproveite também para ler este artigo sobre a importância de conhecer as Hard Skill e Soft Skill dos colaboradores.

Fit cultural: saiba como escolher os melhores colaboradores para sua empresa 1Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar