Gestão de pessoas

Tendências de RH para 2020: se atualize e não fique para trás

Escrito por Fortes Tecnologia
Publicado em: 20/05/2020 Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Ao longo da era moderna, a área de Recursos Humanos (RH) passou a vivenciar mudanças cada vez mais rápidas e profundas. O fenômeno, notável nas mais diversas áreas do mercado, é impulsionado pela valorização ainda maior do próprio ser humano que há em cada colaborador. Nesse sentido, quais seriam as principais tendências de RH para 2020?

Basicamente, elas se traduzem por meio do desenvolvimento de uma gestão de pessoas alinhada às transformações mais recentes do mundo. Como você deve imaginar, a tecnologia também cumpre um papel relevante em todo esse processo.

Interessado em manter sua empresa na vanguarda do RH estratégico? Conheça agora mesmo as tendências de RH para 2020 que farão toda a diferença nos rumos do seu negócio! Boa leitura!

People Analytics nas tomadas de decisão

À medida que os anos passam, a presença da tecnologia no RH se torna mais determinante para o sucesso das empresas. Não se trata de nenhuma surpresa, já que os avanços tecnológicos são um dos maiores guias das modificações do mercado de trabalho.

Isso significa que é urgente descobrir como extrair o que há de melhor das ferramentas tecnológicas. Em meio a tal contexto, um bom gestor de RH deve saber que a automatização de processos já é uma realidade. Nesse sentido, é fundamental aprender a interpretar os variados conjuntos de dados inerentes ao setor. Na prática, o volume e a complexidade desses grupos de dados dificultam uma análise rápida e precisa.

Ao lado de uma política de segurança da informação atualizada, entra o uso do People Analytics. Com ele, o problema em questão é facilmente solucionado. Afinal, trata-se de uma solução pronta para efetuar a parte mais robusta de certa sequência de procedimentos. A ferramenta é desenvolvida para cruzar diferentes dados dos colaboradores e produzir relatórios detalhados sobre as pessoas que conduzem a organização no dia a dia.

Em outras palavras, em 2020, o People Analytics será uma peça primordial para conhecer melhor os funcionários de todos os departamentos do negócio. Se você tivesse que realizar toda essa pesquisa manualmente, perderia um tempo precioso e irrecuperável.

Ao compreender melhor as pessoas que compõem as equipes de trabalho, você tem uma ideia mais nítida quanto às causas de determinados problemas. Tome como exemplo as taxas de turnover, extremamente prejudiciais à fluidez e ao ritmo dos negócios. Com as informações fornecidas pelo People Analytics, é possível pensar em medidas mais eficazes para diminuir tais índices.

Outra vantagem que merece destaque é o desenvolvimento de uma pesquisa de clima organizacional verdadeiramente antenada à realidade da empresa. Por sinal, o nível de qualidade do ambiente de trabalho pode ser o principal fator da alta rotatividade de funcionários.

Foco em employer branding

Vale lembrar que uma boa dose do sucesso da empresa também depende dos talentos que ela consegue atrair e, é claro, manter. Para chamar a atenção dos melhores profissionais do mercado, a organização precisa saber como conquistá-los. No caso, um fator preponderante é a imagem externa da organização, o que se reflete no interesse dos funcionários por ela.

Então, pare por um segundo e pense um pouco sobre a atual reputação da sua empresa perante os profissionais do mercado. Se ainda não faz isso, está na hora de começar. Na verdade, o exercício deve ser permanente. Para que realmente propicie os resultados desejados, a gestão do RH deve mapear as concorrentes, a fim de estabelecer comparativos que concedam informações úteis.

Powered by Rock Convert

O que torna uma organização única, ao ponto de um elevado número de profissionais alimentar o desejo de trabalhar para ela? O que faz com que ela tenha uma imensa quantidade de candidatos qualificados disputando uma vaga? Enfim, o que a torna a preferida em seu segmento de atuação?

Note que dificilmente a resposta a essas perguntas está vinculada apenas à remuneração oferecida. Sim, todo mundo quer ter um ótimo salário. Mas já faz tempo que isso deixou de ser um peso tão significativo. Ao pensar em como aperfeiçoar o employer branding da sua empresa, considere a adoção de medidas que elevem a qualidade dela de uma maneira geral.

Logo, vale a pena verificar a viabilidade de se iniciar um trabalho voltado à responsabilidade social ou ambiental, por exemplo. A oferta do home office é outra maneira de atrair os melhores profissionais para seu negócio. Uma vez montada a equipe dos sonhos, lembre-se de elaborar um planejamento de endomarketing, algo decisivo para a manutenção de talentos.

Cultura organizacional autêntica

A eliminação da toxicidade do ambiente de trabalho é uma tendência que também vem ganhando corpo nos últimos anos. Aqui, o importante é buscar meios de promover experiências realmente satisfatórias a qualquer colaborador, independentemente do cargo ocupado.

Nessa linha de pensamento, a organização deve se mostrar plenamente capaz de fazer valer seus valores. Cabe ao RH encontrar formas de incorporá-los aos funcionários, estimulando-os a praticar os princípios defendidos pela empresa. Observe que contratar os perfis ideais de colaboradores é parte essencial para que a cultura organizacional almejada ganhe vida nas dependências internas da instituição.

Inclusão e diversidade

Tomados como atributos mais preciosos de qualquer organização, os colaboradores merecem respeito e admiração. A fim de demonstrá-los, a empresa deve se preocupar com a elaboração de uma gestão de RH amplamente receptiva, ou seja, pronta para apoiar a diversidade no ambiente de trabalho.

Assim, também é função da área de Recursos Humanos saber como conciliar as diferenças de variados grupos sociais. Quanto mais inclusiva a empresa for, melhor será, inclusive, seu employer branding. Portanto, é altamente aconselhável conceber um ambiente realmente acolhedor, independentemente de gênero, cor, raça, credo religioso ou orientação sexual dos funcionários.

Personalização na gestão de benefícios

Por fim, outro aspecto que deve ganhar ainda mais destaque este ano é a criatividade na hora de ofertar um plano de benefícios aos profissionais. A tendência é que a política de benefícios fique ainda mais customizada. Sim, isso significa que, na medida do possível, a empresa deve enxergar a política de benefícios como uma alternativa de se diferenciar da concorrência.

Como opções de diversificação, é válido verificar a possibilidade de conceder ingressos de shows de música ou espetáculos de teatro, além de passagens aéreas. O destaque, aqui, é a identificação daquilo que seria considerado uma recompensa por parte de cada colaborador. Repare que alguns benefícios podem estar vinculados ao cumprimento de metas específicas da empresa.

Com todas essas orientações, você já está pronto para aderir às principais tendências de RH para 2020. Como demonstramos, os processos de variação e de mudança do RH estão ligados à transformação da gestão de pessoas. O detalhe é que, em 2020, esse gerenciamento humano ficará mais digital, consequência da presença frequente das inovações tecnológicas introduzidas no mercado.

Então, que tal se aprofundar no assunto? Baixe nosso e-book gratuito e saiba tudo sobre a transformação digital na gestão de pessoas!

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar