Gestão financeira

Recuperação de crédito para a empresa: 3 dicas importantes

Fortes Tecnologia apresenta na imagem recuperação de crédito
Publicado em: 24/04/2019 Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Nos dias de hoje, a inadimplência é um dos maiores problemas das empresas, independente do seu porte. Com a economia crescendo pouco, algumas empresas continuam com dificuldades para pagar em dia seus empréstimos.

Em 2018 nada menos que 5,5 milhões de empresas estavam com contas em atraso, segundo levantamento da Serasa Experian.

Quando a economia está ruim e sem perspectivas de retomada, a recuperação de crédito torna-se mais difícil. Mas, se sua empresa anda trabalhando no vermelho, sem dinheiro em caixa para pagar as contas, é preciso tentar quitar essas dívidas antes que os juros comecem a aumentar e a situação fique insustentável.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que acontece depois que a empresa tem seu CNPJ incluído nos órgãos de proteção ao crédito?

Acontece que a empresa fica negativada e toda vez que esta empresa for contratar algum tipo de serviço ou comprar em algum fornecedor, será feita uma busca em seu CNPJ, que acusará que sua empresa está com nome sujo.

Sendo assim, o serviço a ser contratado ou o produto a ser comprado, poderá não obter êxito na solicitação. Pois, quando o fornecedor ou credor ver que a empresa tem dívidas, a tendência é que ela diga não.

A hipótese de ter o CNPJ da empresa negativado, acarretará em muitos problemas para sua empresa, que corre até mesmo o risco de não poder atuar. Para isso, a melhor indicação é tentar renegociar as dívidas e tentar colocar as contas em dia para tirar a empresa do vermelho.

Sua empresa está sobrevivendo de limites?

A maioria das empresas vem sobrevivendo de limites de cheque especial e de capital de giro, ou seja, estão operando no vermelho e sempre na esperança de que no próximo mês as coisas irão melhorar, o que faz o empresário a protelar o problema por mais um tempo.

É nesse momento em que a empresa vai acumulando dívidas e mais dívidas, buscando manter o nome limpo, mas chega o momento em que o banco simplesmente corta todos os limites e bloqueia as movimentações bancárias da sua empresa.

Vivendo sem lucro

Quando a empresa começa a operar usando limites de cheque especial e capital de giro, ela deixa de ter caixa para pagar as contas, pois não vendeu como esperava. Daí surgem acordos e renegociações, as quais irão complicar e comprometer a empresa cada vez mais junto ao banco, e pior ainda, pode chegar o momento em que acha que a única saída é procurar por agiotas.

Repense muito antes de tomar essa atitude, pois suas dívidas cada vez vai aumentar e virar uma bola de neve.

Preservar a confiança de seu banco aumenta sua credibilidade

Por mais difícil que isso possa parecer, é possível sim tornar o crédito uma vantagem. Tomar medidas rápidas, assertivas e conscientes vão te ajudar.

Se você não cuidou de suas finanças e elas chegaram a um ponto onde não seja aparentemente possível uma recuperação, você precisa de paciência e de uma estratégia.

Para sair dessa, pense em algumas questões como:

  • O que eu preciso fazer para recuperar meu crédito?
  • Meus funcionários poderiam me ajudar de alguma forma?
  • Que tipo de economias preciso fazer?
  • De onde tirarei os recursos para saldar minhas dívidas?
  • Solicitar empréstimo nessa situação específica vai me ajudar ou me atolar ainda mais em dívidas?

Depois de analisar uma a uma as possibilidades de recuperação do crédito, é hora de agir! Vou te dá algumas dicas:

Visite seu banco para conseguir recuperação de crédito

Converse com seu gerente e explique suas ideias para colocar em dia as contas que foram criadas. Peça sugestões, ouça seu gerente com atenção.

Não continue usando o crédito antes de resolver seus problemas

Esse é o ponto principal, reduza todos os gastos até que você volte ao crédito de novo. E quando esse problema acabar, seja absolutamente criterioso para não cair de novo na mesma situação.

Pense em como você pode economizar

Economize a todo custo para tentar comprar à vista, essa dica é importantíssima para quem estiver voltando a ter crédito.

É de muita importância sua empresa construir um relacionamento com o banco. Seu banco confia em você para cumprir suas obrigações financeiras e você confia nele para atender às suas necessidades financeiras. Quanto mais forte for esse vínculo de confiança, financeiramente terá mais benefício para ambas as partes.

E lembre-se, o que paga dívida é geração de caixa e não o refinanciamento com outra dívida, tenha cuidado para não cair novamente em mais armadilha e parar no Serasa!

Gostou deste artigo? Confira também essas 4 dicas para não comprometer sua empresa com as inadimplência do seus clientes.

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_CaixaPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Geordânia Oliveira

Graduada em Administração de Empresas; Especialização em Gestão de Pessoas; MBA em Controladoria e Finanças; Com experiência 14 anos na área financeira; Consultora de Conhecimento Financeiro e Gestão de Estoque na Fortes Tecnologia em Sistemas; Produtora de Conteúdo sobre assuntos Financeiros; Instrutora do Fortes na Prática Presencial e Web; Instrutora dos Treinamentos dos Sistemas Fortes Financeiro e Fortes Compras e Estoque para os Colaboradores Internos, Clientes e Unidades da Fortes Tecnologia.

Deixar comentário.

Compartilhar