Gestão financeira

Inadimplência: 4 dicas para não comprometer a sua empresa

Fortes Tecnologia a imagem aborta inadimplência

Ultimamente vemos nos jornais, notícias abordando o quanto o brasileiro vem ficando endividado e na maioria das vezes sofrendo com a inadimplência. É uma das notícias que mais chama atenção quando o assunto é economia, afinal isso interfere muito poder de compra do consumidor e consequentemente impacta na economia do país.

Diferença entre endividado e inadimplente

Endividado é aquele que tem uma dívida a pagar, ou seja, você é ou está endividado, é quando existem os prazos de pagamento que estão sob controle e suas contas estão em dia, mas existe uma dívida. Agora quando não se consegue honrar com as dívidas e pagá-las em dia, passa-se de endividado para inadimplente, ou seja, fica com o nome “sujo” ou negativado.

Segundo Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que os principais motivos para a o aumento da inadimplência são:  desemprego, redução da renda e o descontrole financeiro.

O problema da inadimplência, que cresceu muito nos últimos anos, ainda está longe de ser resolvido. Acreditamos que venha a melhorar com a retomada da economia trazendo novos empregos e como consequência o aumento na renda.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Descontrole financeiro

Em muitos casos, a inadimplência tem origem no mau uso do crédito e da falta de controle das próprias finanças. Os especialistas orientam que é fundamental que haja disciplina para fazer a gestão dos ganhos e dos gastos, além de se reconhecer os limites do próprio orçamento.

O grande vilão considerado na inadimplência é o cartão de crédito, seguido por carnês, financiamento de carro e as contas de água e energia elétrica.

A falsa sensação de poder para compras que o cartão oferece devido ao prazo estendido e alto limite, pode criar um verdadeiro rombo no orçamento. As altas taxas de juros cobradas somado a possibilidade de pagar com prazo maior, são as principais armadilhas que este tipo de crédito oferece.

Indiretamente este cenário acaba tendo impacto na sua empresa, pois o poder de compra diminui, em consequência o seu faturamento também.

Como reverter a inadimplência dos seus clientes?

A inadimplência é um dos maiores problemas que uma empresa pode enfrentar, pois influencia diretamente no fluxo de caixa, podendo inclusive, comprometer o futuro da sua empresa. Quando a inadimplência é alta e constante, é necessário adotar algumas medidas a fim de evitar que o problema se estenda por mais tempo.

Período com maior número de inadimplentes 

Geralmente, nos primeiros meses do ano, com a grande quantidade de impostos a pagar, somada às despesas feitas no período festivo de fim de ano e viagens de férias, as pessoas acabam contraindo dívidas, correndo o risco de não conseguir pagar tudo em dia.

E quando o seu cliente não paga, o capital de giro fica comprometido, fazendo com que também sua empresa tenha problemas para quitar as obrigações com seus fornecedores.

Como minha empresa pode superar a inadimplência?

Separei 4 dicas para que seu fluxo de caixa não seja comprometido com a inadimplência, confira:

Antes da venda faça consulta nos órgãos de proteção ao crédito.

Se houver restrição, o ideal é que a venda seja realizada somente à vista. Caso o cliente não aceite essa forma de pagamento, procure outra forma de negociação onde não haja um excesso de facilidades no pagamento.

Uma regra que também ajuda a prevenir a inadimplência é confirmar os dados do cliente por telefone fixo, a fim de verificar endereço por meio de uma referência. Também fique atento à data de abertura da conta: as que são muito recentes podem apresentar um risco de inadimplência. Em relação aos clientes antigos, atualize sempre os dados cadastrais e faça a confirmação por telefone.

Lembre o seu cliente mesmo antes do vencimento

Algumas vezes o pagamento não é realizado por motivo de não poder pagar, mas muitas vezes pode ser por esquecimento. Alerte seu cliente, lembrando-o do prazo para os pagamentos à sua empresa.

Deixei claro para sua equipe os descontos permitidos

É importante esclarecer junto à sua equipe de vendas, quais serão os descontos máximos praticados nessa época do ano e quais condições de pagamento serão permitidas, principalmente de se você trabalha com sazonalidade.

Nunca venda sem nota fiscal 

A nota fiscal, é uma garantia perante aos órgãos competentes, para sua empresa ir atrás dos seus direitos caso o seu cliente não pague o que está devendo. E ainda melhor, garante que sua empresa esteja em dia com o fisco.

Como dizem os brasileiros, o ano só começa depois do carnaval. Então fique atento! Pois o carnaval já passou e você não pode deixar para depois as decisões que devem ser tomadas hoje para que a inadimplência da sua empresa não aumente e comece a ficar no vermelho. Fique ligado!

Gostou deste artigo, então confira este que escrevi falando sobre a diferença e importância entre custos e despesas.

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_CaixaPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Geordânia Oliveira

Graduada em Administração de Empresas; Especialização em Gestão de Pessoas; MBA em Controladoria e Finanças; Com experiência 13 anos na área financeira; Consultora de Conhecimento Financeiro e Gestão de Estoque na Fortes Tecnologia em Sistemas; Produtora de Conteúdo sobre assuntos Financeiros; Instrutora do Fortes na Prática Presencial e Web; Instrutora dos Treinamentos dos Sistemas Fortes Financeiro e Fortes Compras e Estoque para os Colaboradores Internos, Clientes e Unidades da Fortes Tecnologia.

Deixar comentário.

Compartilhar