Saiba o que é o RH do futuro e o que esperar para os próximos anos

Saiba o que é o RH do futuro e o que esperar para os próximos anos
5 minutos de leitura

Com a transformação digital e a adoção de novas tecnologias por parte das empresas, o RH do futuro é uma realidade cada vez mais próxima. Isso porque, há alguns anos, a área ocupa uma posição estratégica nas organizações.

Estar atento às tendências é fundamental para garantir o sucesso do departamento, tornando o RH ágil uma realidade, tendo como pilares a transparência, adaptabilidade, redes colaborativas e comprometimento.

Quer saber mais sobre RH do futuro e o que esperar para os próximos anos? Continue a leitura!

O que é o RH do futuro?

O RH do futuro segue as tendências de transformação digital com a adoção de novas tecnologias, a exemplo do Big Data e de softwares de inteligência artificial, além da adoção de outras ferramentas e metodologias com foco na gestão de pessoas.

O objetivo do RH do futuro é tornar o setor cada vez mais estratégico, além de oferecer uma boa experiência para os colaboradores, a fim de que eles permaneçam mais tempo na organização.

Isso é muito importante porque, como a nova geração de trabalhadores já escolhe onde deseja atuar, ter uma marca empregadora forte é fundamental para atrair e manter os melhores talentos do mercado, o que é fundamental para a geração dos melhores resultados.

Quais são as novas tendências para o RH do futuro?

Agora que você já sabe o que é RH do futuro, saiba mais sobre as tendências que permeiam o tema conferindo os tópicos a seguir!

Melhora na experiência do colaborador (employee experience)

Com profissionais cada vez mais exigentes na hora de escolher uma empresa para trabalhar, as companhias têm voltado o seu olhar para oferecer uma boa jornada do colaborador na organização.

Isso envolve estar atento às percepções e aos sentimentos dos profissionais, desde o momento em que eles têm o primeiro contato com a marca até o seu desligamento.

Uma jornada do colaborador positiva depende de fatores como cultura e clima organizacional, benefícios, planos de carreira e oportunidade de crescimento intelectual na companhia.

Além disso, fatores como autonomia para tomar decisões e relacionamento com a liderança são primordiais para uma experiência positiva. Saiba mais sobre esse e outros temas ouvindo nosso podcast.

People Analytics

O RH do futuro também usa a tecnologia do People Analytics, que nada mais é do que um processo que envolve o recolhimento, a organização e a análise de dados. O objetivo aqui é entender de forma mais didática o comportamento e a expectativa dos profissionais que fazem parte do quadro de colaboradores de uma organização.

Isso é feito com a aplicação de avaliações pelo RH e o resultado dessas análises revela as variáveis que conseguem impactar o nível de satisfação dos funcionários na companhia. No entanto, para ser de fato efetivo, é necessário que o People Analytics consiga abranger diversos fatores acerca do profissional.

As informações a serem analisadas dependerão daquelas que a empresa julgar necessárias saber. No entanto, as mais comuns são:

  • pesquisas de clima organizacional;
  • taxas de rotatividade e de absentismo;
  • entrevistas de desligamentos.

É fato que fazer o cruzamento dessas informações e analisá-las pode ser bastante desafiador, no entanto, o resultado leva a uma gestão de pessoas mais eficiente, além de permitir a tomada de decisão baseada em dados.

Marca empregadora (Employer branding)

Já comentamos, no início deste artigo, que atrair e reter talentos são os principais desafios das organizações.

Para ajudar as empresas a atuarem de forma estratégica, com o objetivo de conquistar e manter os melhores profissionais do mercado, surgiu o conceito de marca empregadora, também conhecida como employer branding.

Essa estratégia nada mais é do que um conjunto de técnicas utilizadas pelas empresas com o intuito de reforçar a imagem diante de seus públicos de relacionamento, em especial, de profissionais cuja atividade interessa à empresa.

Como o mercado está sempre em transformação e cada vez mais competitivo, as empresas precisam estar atentas para garantir mão de obra qualificada. Por isso, o RH do futuro precisa estar atento ao capital humano das empresas.

Isso acontece porque a nova geração de trabalhadores não se prende apenas à remuneração e aos benefícios. Eles desejam atuar em empresas com as quais se identificam e consideram o salário emocional na hora de escolher onde vão atuar.

Logo, apostar nas estratégias de uma marca empregadora forte é fundamental para aproximar profissionais e empresas, além de criar um ambiente favorável para o desenvolvimento de todos.

Inteligência artificial

Não é só o People Analytics que vem modificando a forma de entender o público interno das organizações. A Inteligência Artificial (AI) tem sido uma aliada no setor de RH e promete fazer cada vez mais parte da rotina do departamento.

Isso porque, com esse recurso, é possível encontrar padrões, automatizar processos e, com isso, conquistar melhores resultados para as companhias.

Para você ter uma ideia, já estão disponíveis no mercado softwares que encontram padrões no comportamento do colaborador. Essas ferramentas realizam o cruzamento de informações que ajudam a gestão de pessoas a realizar análises importantes para a eficiência dos processos de RH.

É possível, por exemplo, relacionar as informações com as vagas em aberto, reestruturar o organograma da empresa e até mesmo ter uma melhor visão sobre as demandas de treinamento dos colaboradores, entre outras possibilidades.

Como se preparar para a realidade do RH do futuro?

O profissional que deseja acompanhar as tendências do RH do futuro deve estar atento às transformações sociais e também tecnológicas, que têm impactado de forma direta o setor de RH das empresas. Para isso, deve estar atento ao desenvolvimento de habilidades importantes. Veja, a seguir!

Desenvolvimento de soft skills

Desenvolvimento de soft skills

O desenvolvimento de habilidades comportamentais, também conhecidas como soft skills, será uma necessidade para todos os profissionais que desejam destacar-se no mercado de trabalho, e isso inclui os profissionais de RH.

Assim, além das habilidades técnicas, como dominar a tecnologia e as metodologias de RH, é preciso estar atento ao desenvolvimento de competências como:

Atualização constante

Com o avanço da tecnologia, é preciso que o profissional de RH do futuro esteja atento às atualizações, a fim de poder atuar e contribuir como multiplicador de informação no setor e na própria companhia.

Para isso, pode participar de palestras e workshops, fortalecer o seu networking, além de estar atento a tudo que acontece na empresa e no seu mercado de atuação.

Além disso, um olhar curioso sobre as novidades do mercado que envolvem as rotinas de RH e gestão de pessoas também é fundamental para se manter atualizado, o que, por si só, já confere um grande diferencial para o funcionário de RH.

Análise de dados

Além de dominar as ferramentas tecnológicas, o profissional de RH do futuro precisa saber organizar, interpretar e analisar as informações coletadas por esses recursos tecnológicos.

Dessa forma, será possível basear as decisões em dados, mitigar erros e até evitá-los, já que as informações recolhidas proporcionam uma visão ampla acerca dos processos.

Nesse cenário, dominar informações e números, traduzindo-os para a realidade da empresa e do dia a dia do setor, é fundamental.

Viu como o RH do futuro está mais próximo do que se imagina? Isso porque as empresas já começaram a adotar as principais ferramentas que norteiam uma visão de longo prazo, e o profissional de RH que deseja manter-se no mercado deve estar atento a todas essas tendências.

Se você gostou deste artigo sobre RH do futuro, que tal conferir agora mesmo o nosso KIT completo de Gestão Estratégica de Pessoas? Lá você tem acesso a 4 materiais exclusivos e gratuitos para dar o próximo passo e acelerar os seus resultados.

Confira também os nossos últimos conteúdos 👇