Gestão financeira

Tipos de planejamento orçamentário e como influenciam no fluxo de caixa

Escrito por Fortes Tecnologia

O planejamento orçamentário consiste nas variadas estratégias de controle do orçamento, que se diferenciam pelos seus objetivos, sua aplicabilidade e aspectos como limitação, flexibilidade, período de projeção etc. Os tipos de planejamento orçamentário são:

  • estático;

  • flexível;

  • incremental;

  • matricial;

  • contínuo;

  • beyond budgeting;

  • ajustado;

  • base zero.

No ambiente corporativo, os planejamentos são fundamentais para conquistar um equilíbrio financeiro perante diferentes cenários futuros no mercado. O empreendedor que aprende a realizar uma boa gestão orçamentária se depara com inúmeras oportunidades de crescimento para a empresa.

Os passos para alcançar esses objetivos são conhecer os fundamentos de um planejamento orçamentário, saber quais são seus tipos, entender como ele impacta no fluxo de caixa e quais ferramentas podem ajudar no processo de elaboração do planejamento.

Você encontrará a explicação de todos esses itens nos tópicos seguintes. Boa leitura!

O que exatamente é um planejamento orçamentário?

Primeiramente, é preciso entender o contexto em que esse elemento está inserido em uma gestão orçamentária. Esse último termo, por sua vez, é o estudo sobre o planejamento e o monitoramento sistemático dos resultados financeiros de uma empresa. Sua composição se dá por 4 fases distintas:

  1. o planejamento orçamentário;

  2. as simulações de cenários;

  3. o acompanhamento orçamentário;

  4. as revisões orçamentárias.

O planejamento orçamentário se resume à projeção das receitas, despesas, dos custos e investimentos estimados pela sua empresa nos próximos meses ou anos. Basicamente, os gestores tentam visualizar situações futuras da empresa, preparando-a para o que está por vir.

É importante saber que a atividade não consiste em adivinhações: todas as conclusões são precisas e têm como base dados coletados em diferentes fontes, como do histórico do orçamento da empresa.

Quais são os tipos de planejamento orçamentário?

Existem diferentes planos orçamentários, que surgiram conforme as empresas evoluíram e alteraram seus modelos organizacionais. Por essa razão, o tipo mais adequado para a sua organização depende das peculiaridades e do seu modelo de gestão.

Na lista abaixo explicamos o funcionamento e o objetivo de cada um dos tipos desse planejamento. Confira!

Estático

Conforme o nome indica, esse planejamento não é alterado durante toda a sua execução. Ele é elaborado para o próximo período orçamentário (normalmente são 12 meses) e é focado em um único plano.

A finalidade de sua inércia decorre do fato de ele ser referência para o controle das operações, possibilitando a identificação de desvios da estratégia e a rápida tomada de decisões alternativas para efetuar as correções necessárias.

Outra função da imutabilidade consiste no seu funcionamento como base para a estipulação da remuneração dos gestores. Atualmente ele é aplicado em pequenas e médias empresas com gestão centralizada.

Flexível

O plano flexível permite atualizar as projeções para acompanhar os valores praticados no plano real, podendo ser ajustado a qualquer nível de atividade antes, durante e após o início do período orçamentário.

Ele foi criado pela necessidade de realizar as mudanças nas hipóteses de grandes variações de volumes entre o orçado e o real, o que não ocorre no estático. Esse tipo é utilizado para avaliar e controlar as despesas operacionais e de fabricação.

Incremental

Aqui há um levantamento de dados dos orçamentos de períodos anteriores para que sirvam de base para a elaboração de projeções futuras. É uma tática ágil e menos custosa, mas também pode ser superficial.

Os gestores coletam os valores de cada uma das unidades de controle e aplicam um percentual de correção, que pode ter como base uma taxa fixa, ajustes considerando a inflação ou o crescimento econômico esperado da empresa.

Matricial

Seu nome deriva de uma matriz, pois a estratégia intercala dois eixos para definir o planejamento:

  • entidades, que representam as subdivisões da empresa — são os centros de custos, unidades ou departamentos, como marketing, vendas, financeiro, entre outros;

  • pacotes, que são as receitas, despesas, os custos ou investimentos da organização.

Primeiramente é preciso elaborar os pacotes, passando para a estruturação da relação das entidades e a definição dos seus respectivos gestores — é possível que uma mesma pessoa seja responsável por mais de uma entidade ou pacote.

Na criação de um orçamento para despesas de viagens, por exemplo, o colaborador selecionado deve controlar as contas para que a meta estipulada seja cumprida.

Contínuo

Consiste na revisão mensal, trimestral ou semestral do orçamento em um período de cerca de 12 meses. Seu objetivo é estudar constantemente as receitas e despesas e obter resultados que servirão de base para a elaboração de orçamentos futuros mais vantajosos.

Esse modelo é amplamente utilizado em empresas com produtos com curtos ciclos de vida, necessitando de rápidas mudanças nos seus processos.

Beyond budgeting

Termo que pode ser traduzido para “além do orçamento”, foi criado por empresários que buscam a descentralização dos gestores, implantando uma cultura de autogerenciamento para motivar a produtividade dos seus colaboradores. O orçamento é projetado em torno de 18 meses, e é aplicado em grandes organizações, como fábricas e bancos.

Ajustado, forecast ou revisado

É um exercício de revisão em que os gestores identificam mudanças de mercado, as estudam e aplicam as adequações necessárias ao orçamento.

Se as despesas nos primeiros meses foram o dobro do que foi planejado, por exemplo, os gastos dos meses seguintes deverão ser menores para compensar os anteriores, havendo um ajuste no orçamento.

Base zero (OBZ)

A ideia dessa modalidade é iniciar um novo estudo do zero, projetando-se o futuro do orçamento sem olhar para os dados passados da empresa — ou seja, são desconsideradas as bases históricas e os índices de reajustes, como é feito em modelos tradicionais.

Os gestores examinam o custo-benefício e a evolução de todos os processos, das contas, dos projetos e das atividades da organização. A ação é mais demorada e custosa, mas a análise será completa.

Qual é a relação do tema com o controle do fluxo de caixa?

O planejamento orçamentário está intrinsecamente relacionado a um dos relatórios considerados essenciais para negócios de qualquer ramo e tamanho: a projeção de fluxo de caixa.

Esse é um documento que estima as entradas e saídas de capital no futuro da empresa, antecipando quanto dinheiro ela terá em caixa para honrar os compromissos com seus funcionários, fornecedores, parceiros, investidores, obrigações tributárias, previdenciárias, entre outras.

Ao utilizar o tipo mais adequado de planejamento orçamentário, os gestores terão dados mais precisos sobre sua situação futura, saberão como será seu fluxo de caixa e poderão assumir compromissos com mais segurança, evitando problemas futuros.

Como um software de gestão financeira auxilia nesse controle?

Projetar orçamentos é uma tarefa bastante complexa e extensa, envolvendo um grande volume de informações sobre a empresa. É inviável que o processo seja feito manualmente, pois seria exacerbadamente demorado e custoso. Além disso, não podem ocorrer erros de cálculos, caso contrário seria necessário reiniciar todo o procedimento.

É essencial utilizar um software de gestão financeira para garantir que o orçamento seja estruturado da maneira correta. Uma boa plataforma de gestão garante vantagens como:

  • redução do tempo com burocracia, pois o aplicativo mostra informações do fluxo de caixa, de levantamentos, extratos bancários e outros de forma organizada, clara e em tempo real;

  • geração de relatórios gerenciais sobre preços, negociações com fornecedores, itens mais adquiridos, consumidos etc., separando os dados por área, setor ou unidade;

  • automatização da rotina da gestão, controlando automaticamente o envio e o recebimento de informações, disponibilizando relatórios gerenciais precisos e claros, entre outras ações que auxiliam a tomada de decisões.

São muitos os tipos de planejamento orçamentário, e escolher o mais adequado para sua empresa é relevante para melhorar o controle do seu fluxo de caixa. No entanto, o processo é complexo e exige o auxílio da tecnologia para a correta execução.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Então veja aqui 5 dicas infalíveis de como arquitetar um planejamento orçamentário de sucesso!

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_Caixa

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar