Metas SMART: saiba o que são e como utilizá-las na sua empresa

Metas SMART: saiba o que são e como utilizá-las na sua empresa
4 minutos de leitura

O sonho de qualquer empresário é ver sua empresa crescer e se tornar referência em seu ramo de atuação. Para chegar lá, entretanto, é indispensável preencher alguns requisitos. A missão e a visão organizacional, por exemplo, precisam da companhia de um propósito verdadeiro e atraente. Ao mesmo tempo, é fundamental saber o que são metas SMART e como alinhá-las aos objetivos do negócio.

O problema é que é justamente nesse ponto que muitos gestores se perdem. Alguns, inclusive, desconhecem o poder que esse tipo de meta tem em relação ao desenvolvimento e aprimoramento da gestão estratégica do negócio.

Para conhecer alguns detalhes importantes sobre todos esses aspectos, continue com a gente, a seguir!

O que são metas SMART?

Metas SMART nada mais são do que um método elaborado para facilitar o processo de criação de metas — com o perdão da redundância. Inicialmente, você só precisa saber que cada letra contida ali indica uma característica indispensável a qualquer meta que sua empresa deseja ter em vista.

Segundo essa metodologia, portanto, toda meta deve ser:

  • S (específica);
  • M (mensurável); 
  • A (alcançável);
  • R (relevante);
  • T (temporal).

Temos, assim, uma espécie de fórmula, a qual você pode recorrer sempre que precisar criar novas metas. A ideia consiste em verificar se todas elas contemplam os aspectos mencionados. Isso significa que, às vezes, são necessários certos arranjos para que o conjunto de propriedades esteja satisfeito.

Por que essas metas são tão importantes?

Ao longo de sua trajetória como gestor, quantas vezes você já não se deparou com metas que são mensuráveis, mas inatingíveis? Há ainda aquelas que são relevantes, alcançáveis e ainda podem ser medidas. Contudo, falta rever o tempo limite disponível para atingi-las.

A utilização da metodologia SMART visa exatamente evitar esse tipo de problema. Embora, à primeira vista, essas falhas sejam meros detalhes, a experiência demonstra que elas costumam causar sérios transtornos.

Na prática, é como se a empresa andasse em círculos, pois a dificuldade de atingir os resultados desejados é enorme. De nada adianta montar um time de RH ágil, formado por profissionais talentosos, se o processo de definição das metas for precário.

Esse tipo de coisa passa uma sensação de amadorismo a essas pessoas, que, cedo ou tarde, tendem a deixar a empresa e ir buscar novos ares. Portanto, o desenvolvimento de metas de maneira metódica também tem ligação com o engajamento dos colaboradores. Simultaneamente, contribui para a melhoria da chamada Employee Experience.

Tudo isso é definitivo para que a organização adquira diferencial competitivo perante a concorrência e, assim, consiga alçar voos mais distantes. Afinal, fica bem mais fácil posicionar a marca em um local de destaque, já que a empresa começa a conquistar suas metas da maneira esperada.

Essa eficácia é vista com bons olhos por todos os stakeholders envolvidos. De funcionários a fornecedores e a investidores, todo mundo passa a querer fazer parte dessa história de sucesso.

Como criar metas SMART na sua empresa?

Sabemos que o que foi dito até o momento é mais do que interessante. Só de imaginar esse progresso sendo vivenciado na prática, os olhos dos gestores brilham. No entanto, fica a dúvida eterna quanto a como, de fato, adotar o método SMART de um jeito funcional e objetivo.

A boa notícia é que, como você pôde ver, essa é uma metodologia meio que autoexplicativa. Mesmo que não haja tanto segredo, entretanto, sempre é oportuno comentar alguns pontos relevantes relacionados a esse sistema de criação de metas.

Desse modo, você pega o jeito rapidamente. Conforme pratica o método, ele se integra à sua rotina de gestão. Vejamos, na prática, como isso funciona.

Meta específica

Uma das grandes dificuldades enfrentadas diariamente por milhares de colaboradores é a simples ausência de clareza das metas que lhes são repassadas. Acredite, poucas coisas incomodam mais um funcionário do que não saber exatamente o que ele precisa fazer ou buscar.

Para eliminar esse obstáculo, certifique-se de apontar basicamente o seguinte:

  • o motivo de criação dessa meta;
  • o seu alvo;
  • as pessoas encarregadas de alcançá-la;
  • os mecanismos e ferramentas usados para isso.

Meta mensurável 

Metas também devem ser medidas, pois os resultados parciais obtidos precisam ser monitorados de alguma forma. É assim que se avalia, por exemplo, a eficácia do conjunto de estratégias utilizado no decorrer do processo.

Se a evolução positiva dos números for lenta demais, isso é sinal de que os meios escolhidos para gerá-los devem ser revistos e substituídos. Lembre-se de que também existe um intervalo ideal (nosso último item) para a conclusão e que ele precisa ser respeitado.

Meta alcançável

Ao mesmo tempo, toda meta requer uma dose de realidade, a qual nem sempre está em linha com o que seria ideal. Caso o resultado perfeito seja inviável, ele precisa ser descartado, ao menos por enquanto.

Conforme o progresso do time, talvez aquela meta aparentemente distante se torne mais próxima, figurando no horizonte. Até lá, todavia, você precisa manter a equipe focada no que é tangível.

Meta relevante

As pessoas priorizam aquilo que produz resultados satisfatórios após o término da campanha. Logo, elas sentem essa necessidade de visualizar um impacto significativo, que recompense todo o esforço empregado na conquista de um dado objetivo.

Por sinal, repare que encontrar o equilíbrio entre uma meta que seja alcançável e realmente relevante é um grande desafio.

Meta temporal

Por fim, é igualmente fundamental estabelecer prazos, mesmo que certas circunstâncias tendem a prorrogá-los. Dessa maneira, as equipes saberão quando devem acelerar o passo, caso o projeto esteja atrasado.

Quais são as melhores dicas para aplicar as metas SMART?

Ao aplicar cada etapa que corresponde ao conjunto SMART, sua equipe de trabalho ficará muito mais focada e concentrada em busca dos objetivos da empresa. Com um fluxo operacional mais fluido e ágil, os sinais positivos também começam a repercutir na qualidade do clima organizacional.

Para que isso se transforme em realidade, é importante:

  • gerenciar o desempenho — avalie e forneça feedbacks constantes;
  • proporcionar autonomia — dê liberdade para que os próprios colaboradores encontrarem saídas e tomem algumas decisões por conta própria;
  • valorizar o trabalho realizado — mostre que está de olho no empenho do time e compartilhe os resultados conquistados pelas pessoas envolvidas.

Além de saber o que são metas SMART, é essencial perceber a importância do método para o próprio bem-estar dos colaboradores. No fim, o conjunto da obra se mostra decisivo para aumentar a produtividade do time de maneira saudável, algo exigido pelos melhores profissionais do mercado.

Quer outros métodos e dicas para conquistar os melhores resultados para sua empresa? Curta nossa página no Facebook e acompanhe nossas novidades!

Aproveite também para conferir