5 tipos de notas fiscais e quais são as diferenças entre elas

5 tipos de notas fiscais e quais são as diferenças entre elas
4 minutos de leitura

Compreender os aspectos burocráticos do negócio pode ajudar a economizar dinheiro, manter a empresa na lei e obter maior eficiência. Nesse sentido, saber quais são os tipos de notas fiscais e encontrar meios de emiti-las de maneira eficaz pode lhe ajudar a ganhar agilidade e organização nesse processo fundamental para sua empresa.

Assim, investir em um sistema que ajude com as emissões e com o controle é muito importante. Além disso, conhecer quais são as obrigações em cada um dos tipos de notas fiscais também é essencial. Se você quer saber mais sobre esse aspecto tão relevante em seu negócio, continue a leitura e confira!

Qual é a importância das notas fiscais?

O uso das notas fiscais serve para documentar todas as transações que acontecem em um determinado negócio, seja relacionado a prestação de serviços ou a venda de produtos físicos, ou digitais. Com ela, é feito um registro oficial que se torna passível de tributação.

Assim, ao emitir nota fiscal você garante que ocorra o pagamento adequado de impostos e combate a sonegação de tributos. Além disso, se optar por usar nota fiscal eletrônica, ainda age para diminuir o consumo de papel e melhorar o aspecto sustentável de seu negócio.

Assim, você assegura que seu cliente tenha um documento que comprove a aquisição realizada, consegue otimizar o controle fiscal de sua empresa e evita ter prejuízos nesse âmbito em sua organização.

Quais são as vantagens de emitir notas fiscais?

As notas fiscais possibilitam uma série de benefícios, ainda mais se você fizer a opção pela emissão de Notas Fiscais Eletrônicas. Elas podem lhe permitir automatizar processos, ganhar mais eficiência, reduzir alguns custos administrativos, aumentar a credibilidade junto aos clientes, além de auxiliar em integrações que podem facilitar aspectos gerenciais da empresa.

Portanto, se você ainda não faz emissões de notas para seus clientes, vale a pena começar a considerar. Primeiro, para deixar a questão legal de seu empreendimento em dia e, segundo, para ter alternativas que lhe ajudem a ganhar eficácia.

Quais são os principais tipos de notas fiscais?

Principais tipos de notas fiscais

Entender quais os principais tipos de notas fiscais disponíveis permite que você compreenda quais delas atende melhor às necessidades do seu negócio. Continue a leitura e descubra um pouco mais sobre cada modalidade.

1. NF-e

Esse tipo de nota se refere a produtos e mercadorias e funciona como substituto ao modelo tradicional de nota. Sua versão digital é emitida e armazenada eletronicamente. Ela pode ser utilizada para registrar a venda de produtos físicos sob os quais incidem ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) e também o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

A expedição desse tipo de documento ocorre junto às Secretarias Estaduais da Fazenda e acompanha a circulação da mercadoria até o consumidor final. Ao realizar a emissão da NF-e para o comprador, de modo a atestar a validade dessa operação, a empresa também necessita encaminhar o DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal), cumprindo todos os requisitos da transação.

2. CT-e

Tal documento é emitido quando há serviços de transporte de carga entre regiões, ou seja, estados e municípios. Assim, o CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) conta com uma tributação realizada pelo ICMS e funciona para substituir o formato manual desse documento que era utilizado até 2012.

Esse arquivo é emitido em formato XML e carece da comprovação via assinatura digital, além da respectiva autorização da Secretaria da Fazenda. Para a empresa, o CT-e representa mais rapidez no processamento de fatura, redução de custos com fretes e minimização dos erros entre as notas e os produtos efetivamente transportados.

3. NFS-e

A NFS-e (Nota Fiscal Eletrônica de Serviços) é um documento necessário para confirmar a prestação de qualquer serviço a uma instituição ou pessoa física. A sua emissão, na maioria dos casos, engloba negócios entre pequenas e médias empresas.

Tal documento deve ser expedido junto à prefeitura a qual está registrado o CNPJ da organização responsável por prestar o serviço. Esse formato se diferencia por necessitar apenas da Inscrição Municipal que gera a DANFSE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica), atribuindo mais flexibilidade para tal tipo de transação.

4. NCF-e 

Esse é um documento de emissão exclusiva do formato online e tem validade via uma assinatura digital. Nesse modelo, a empresa conta com mais facilidade durante a criação, assinatura e validação do documento.

Ao optar por tal formato de nota fiscal, você usufrui de alguns benefícios como impressão em qualquer tipo de impressora ou envio digital, transmissão de forma online, combate a sonegação de impostos e muito mais.

5. NFA-e 

A NFA-e (Nota Fiscal Avulsa) é um documento utilizado apenas por não contribuintes do ICMS, ou seja, que são livres para não emitir NFe. Um exemplo comum do uso desse documento é por parte dos MEIs (Microempreendedores Individuais) e também para Pequenas Empresas.

As regras quanto a emissão varia entre os estados, mas é sempre necessário efetuar um cadastro online para receber essa autorização. Mesmo que ela seja emitida no formato eletrônico, sua validade é assegurada pela versão impressa, assim, é necessário atentar para o armazenamento desse tipo de documento.

Como fazer a emissão de forma simples?

Agora que você já conhece as vantagens que a emissão das notas fiscais e quais são os tipos que existem, é hora de entender como facilitar seu trabalho, não é mesmo? Com o uso da tecnologia, você é capaz de otimizar diversos aspectos. É possível automatizar as emissões, fazer integrações para ter mais dados e melhorar a tomada de decisão de seu negócio e muito mais.

Para isso, contar com um bom sistema de gestão que ofereça a possibilidade de fazer emissões é muito importante. Com um software, você ganha em organização, poder gerencial e padronização de campos para ter cada vez mais eficiência nesse processo de seu negócio.

Viu só como é importante conhecer os diferentes tipos de notas fiscais existentes e entender as diferenças entre elas? Com isso, você consegue decidir qual é a melhor opção para que o negócio caminhe de forma legal e ganhe organização. Assim, é possível caminhar para aumentar a lucratividade e otimizar a gestão fiscal do negócio.

Gostou deste artigo sobre tipos de notas fiscais? Continue sua leitura descobrindo todas as vantagens que um sistema de gestão financeira pode trazer para a sua empresa.

Últimos posts 👇

Super Kit Financeiro
Não perca mais nenhuma novidade!

Cadastre-se na nossa newsletter e fique por dentro das novidades!