Score de crédito: entenda o que é e como melhorar sua pontuação

Score de crédito: entenda o que é e como melhorar sua pontuação
4 minutos de leitura

O score de crédito faz parte do mercado de tomada de recursos. Seja na forma de um financiamento, seja como a abertura de um crediário, a ferramenta permite que possíveis clientes sejam avaliados antes mesmo que a operação seja firmada. Trata-se de um excelente mecanismo que ajuda a reduzir o risco de inadimplência.

Este artigo fala melhor a respeito do score. Ao ler o texto, você saberá o conceito e como ele é utilizado pelos órgãos de avaliação creditícia. Entenderá como é seu funcionamento e receberá dicas de como manter a pontuação alta.

Prossiga e aproveite a leitura!

O que é o score de crédito do Serasa?

Em uma operação financeira, sempre existe o lado tomador e o lado prestador do serviço, principalmente quando falamos de concessão de crédito. Nesse sentido, ao avaliar um empréstimo financeiro, uma instituição precisa conhecer melhor quem está pleiteando o recurso. Uma das formas mais eficientes disponíveis no mercado é justamente o score de crédito do Serasa.

A ferramenta se trata da atribuição de uma pontuação que vai de 0 a 1000. Quanto mais próximo o cliente avaliado estiver da pontuação mínima, maior será o risco de inadimplência. Da mesma forma, quem tem um alto score e se aproxima do número 1000 é visto com bons olhos e passa a ser considerado bom pagador. Nesses casos, as operações de empréstimos podem ser feitas com muito mais facilidade.

Sendo assim, o score de crédito do Serasa é uma ótima ferramenta que serve não só às instituições financeiras no momento de conceder empréstimos, mas também para toda organização que trabalha com vendas a prazo. Até porque essa modalidade de negociação também pode ser vista em parte como se fosse uma tomada de recursos. Lojas, construtoras e operadores de telefonia também podem usar a pontuação na avaliação de possíveis clientes.

De que forma o score de crédito é calculado?

Basicamente, a forma de cálculo da pontuação exibida no score de crédito considera modelos estatísticos que avaliam uma série de requisitos. De fato, a parte matemática não é explicitada pelo órgão, bem como renda e saldo bancário não entram no cálculo. No entanto, os parâmetros usados durante o processo de avaliação são amplamente conhecidos do público em geral.

Hábitos de pagamento, por exemplo, fazem parte do processo de avaliação. Pagar em dia ou em atraso as contas faz toda a diferença para ter uma boa nota. As participações em sociedades, o relacionamento com o mercado financeiro e os serviços contratados também integram a metodologia para chegar ao resultado de cada consumidor.

Como é possível melhorar a pontuação de crédito?

Existem diversas formas para fazer com que a pontuação no score de crédito fique mais alta. Seguir as recomendações descritas aqui ajuda muito a melhorar a avaliação. Dessa forma, ao pleitear um empréstimo, por exemplo, as chances de ser aprovado aumentam bastante. Confira.

Manter os dados cadastrais atualizados

Esse é um ponto muito importante para melhorar a pontuação no score de crédito. A razão para isso é que, quanto mais fácil for para as empresas localizarem uma pessoa, mais confiável ela será considerada. Existem vários canais que podem ser usados nessa comunicação, e quanto mais atualizados eles estiverem, melhor será.

Dessa forma, a recomendação é que, sempre que houver uma mudança em algum dado de cadastro, essa deve ser cientificada o mais rápido possível. Entram nessa conta as alterações de nomes por ocorrência de casamentos ou divórcios, bem como as mudanças de endereço, telefone e e-mail.

Fazer parte do cadastro positivo

Antigamente, o registro de informações sobre pagamentos de consumidores era registrado apenas com o viés negativo. Ou seja, se alguém tivesse alguma pendência em seu nome, então teria isso registrado no score. No entanto, a situação mudou em 2019.

A partir do citado ano, consumidores considerados bons pagadores são incluídos automaticamente em um cadastro que registra seu bom comportamento. É o cadastro positivo. Fazer parte dele contribui em muito para o aumento da pontuação no score de crédito do Serasa.

Limpar o nome

Parece óbvio recomendar a alguém que mantenha o nome limpo junto ao órgão para aumentar sua pontuação. No entanto, não é incomum que pessoas tenham dívidas inscritas sem, ao menos, saber do ocorrido. Isso pode acontecer devido a uma fatura extraviada, por exemplo.

Em outros casos, existe a consciência do débito sem haver condições de saná-lo. Mesmo nessas situações, convém entrar em contato com a instituição credora para fazer uma eventual renegociação. Normalmente, existem até descontos para com a dívida. O importante é quitar o quanto antes, pois o tempo fora do cadastro negativo impacta diretamente na pontuação.

Pagar as contas em dia

Logicamente, esse aspecto é importantíssimo para se manter em boas condições no score de crédito. No entanto, existem alguns detalhes que fazem muita diferença para elevar a pontuação. Um dos mais importantes é pagar as contas até o exato dia de vencimento do compromisso feito.

Muitas pessoas não sabem, mas atrasar alguns poucos dias impacta no perfil do cliente. Além disso, o custo da conta acaba sendo maior, basta observar os juros do cartão de crédito. Nesse sentido, uma ação que ajuda bastante a se manter fiel às datas acordadas é ativar o pagamento em débito automático.

Ter consciência no uso do crédito

Não é raro precisar de dinheiro emprestado. Normalmente, isso faz parte da vida de todo mundo em algum momento. A recomendação é tomar um recurso da forma mais consciente possível. Uma das melhores formas de fazer isso é observando a taxa de juros, que costuma variar muito de uma modalidade para outra. Além disso, é importante honrar o compromisso após ele ser firmado.

O score de crédito dos órgãos de proteção funciona como uma ferramenta avaliativa no momento de conceder empréstimos e fazer crediários, por exemplo. Isso é muito útil para o mercado como um todo, pois protege as empresas que comercializam produtos e serviços e mantém em alta conta os bons pagadores. Por meio desse delicado equilíbrio, o risco de inadimplência pode ser reduzido, ao mesmo tempo que a tomada de crédito é facilitada a quem tem um comportamento de bom pagador.

Gostou do conteúdo? Então aproveite e siga as nossas redes sociais. Nós estamos presentes no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Últimos posts 👇