Gestão e Negócios Gestão financeira

LCI e LCA são um bom investimento para sua empresa? Confira nossas dicas

Fortes tecnologia apresenta investimentos LCI e LCA
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 27/01/2020 Tempo estimado de leitura: 8 minutos

Percebendo patrimônio flutuando no caixa da empresa, empresários começam a planejar investimentos para evitar que o dinheiro perca valor aquisitivo a longo prazo e fazer com que ele renda mais e possa ser investido na expansão do negócio.

Nessas situações, pode ser interessante optar pelo investimento em LCI e LCA, já que, além de ser um investimento de baixo risco e assegurado pelo Fundo Garantidor de Crédito, tem variáveis de fácil acompanhamento para empresários que não dispõem de muito tempo para acompanhar a bolsa de valores e ainda ajuda o mercado nacional a se desenvolver e gerar mais riqueza.

Devido a essas e outras vantagens — que vamos explicar neste texto —, investir em LCI e LCA pode ser melhor do que aplicar no mercado de ações ou na caderneta de poupança.

Quer tomar uma decisão segura e que gere lucros em relação à aplicação em LCI e LCA? Continue a leitura e saiba se esse tipo de investimento é a melhor escolha para o seu negócio.

O que são as LCI e LCA?

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito Agropecuária (LCA) são títulos emitidos pelos bancos. Isso quer dizer que os valores investidos pelas pessoas nessas modalidades é repassado pelo banco às empresas do setor agropecuário e imobiliário que o procuram para ter financiamento e expandir seus negócios. Ou seja, o investidor empresta dinheiro para o banco, que, por sua vez, transfere o valor para outros empresários.

Os bancos lucram cobrando juros sobre o valor emprestado às empresas, e o investidor em LCI e LCA também lucra, já que o banco paga juros a ele pelo investimento.

Investimentos de baixo risco

O investimento em LCI e LCA é em renda fixa, isto é, no momento em que o acordo de investimento é feito, já se sabe como e sob quais taxas será calculado o lucro será obtido no fim do prazo da aplicação, que também é preestabelecido. Por isso são considerados investimentos de baixo risco.

Também são considerados assim porque, independentemente das empresas do setor imobiliário e agropecuário cumprirem com o pagamento do empréstimo, a pessoa física ou jurídica que comprou as letras de crédito recebe de volta o valor investido acrescido dos juros, já que eles são pagos diretamente a elas pelos bancos.

Além disso, investimento em LCI e LCA de até R$ 250 mil são resguardados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Isso significa que, durante o período que o valor estiver investido, se o banco que vendeu as letras de crédito falir, o investidor não perderá o dinheiro investido, que será devolvido a ele pelo Fundo.

Pagamento de taxas

As Letras de Crédito imobiliárias e agropecuárias são um investimento popular para pessoa física porque não é cobrado Imposto de Renda sobre o valor de seus rendimentos, diferentemente de outras aplicações em renda fixa, como o Tesouro Direto.

Mesmo cobrando imposto de renda sobre rendimentos recolhidos por pessoa jurídica, o investimento em LCI ou LCA também pode ser mais vantajoso para as empresas do que outras aplicações.

Preparamos a sessão abaixo para apontar todas as vantagens dessas letras de crédito e indicar quais os pontos de cuidado devem ser avaliados pelo empresário antes de fazer a primeira aplicação.

Você também vai gostar destes conteúdos 👇
📌 Como calcular a margem de lucro de um produto/serviço?
📌 Metodologia Scrum: saiba como usá-la na sua empresa
📌 Como garantir a tomada de decisão baseada em dados?

Vale a pena investir nas letras de crédito como Pessoa Jurídica?

Existem várias vantagens em se investir em LCI e LCA como uma empresa: ajudar o mercado empreendedor brasileiro a crescer, facilidade de avaliar o mercado e prever o lucro, evitar a perda do poder de compra do dinheiro, o baixo risco e a disponibilidade prévia de um contador ou mentor financeiro.

Porém, também há pontos de atenção, que, caso não observados, podem se tornar desvantagens para o empresário, como a existência de um período de carência, a liquidez do investimento e se essa aplicação não será um risco para a manutenção financeira do seu negócio.

Contribui para gerar riqueza para o país

Como essas letras de crédito são investidas diretamente em empreendimentos do setor privado em imóveis e desenvolvimento da capacidade agrícola e pecuária do Brasil, o empresário que investe em LCI e LCA ajuda o país a se desenvolver e gerar mais riqueza, impactando positivamente o mercado empreendedor e a geração de empregos.

Mesmo que o empresário investidor não seja do segmento agropecuário e imobiliário, seu negócio também será afetado de forma positiva, já que um mercado nacional desenvolvido gera mais oportunidades de negócio para as empresas de todos os setores.

Facilidade de acompanhar o lastro

Para saber se qualquer aplicação oferece oportunidade de gerar lucro, o investidor deve acompanhar o lastro — a indicação de quão saudável e movimentado o mercado imobiliário e agropecuário está.

Para o empresário, que dedica a maior parte do seu tempo à desenvolver as atividades do próprio negócio, pode ser difícil acompanhar em tempo real a bolsa de valores. Por isso, o investimento em LCI e LCA pode se tornar mais vantajoso que as ações, já que o lastro dessas letras de crédito podem ser acompanhados de forma mais prática, no dia-a-dia do empresário por meio de:

  •     jornais e revistas;
  •     sites especializados no mercado de imóveis e agropecuária;
  •     conselheiro financeiro da empresa.

Acompanhando por esses meios o empresário pode prever a possibilidade de crescimento e geração de lucro esses setores apresentam no momento. Saber qual é o lastro também é importante para saber por qual optar —Letra de Crédito Imobiliária ou Agropecuária? — e por quanto tempo manter o investimento no banco.

Possibilidade de dispor do conhecimento do assessor contábil

Muitas empresas já contam com um contator ou especialista financeiro para tratar das finanças da empresa.

Outra vantagem de se investir em LCI e LCA como pessoa jurídica é poder recorrer a esse profissional —seja ele um funcionário direto da empresa ou mesmo um contador contratado pontualmente— para decidir se esse tipo de investimento é o melhor para a empresa naquele momento, o quanto investir e por quanto tempo.

Impede que o patrimônio da empresa perca o valor

Com a inflação, o dinheiro na conta-corrente ou caderneta de poupança da empresa perde o poder de compra. Para impedir que o seu patrimônio seja desvalorizado com o tempo, o empresário pode investir em títulos de baixo risco como o LCI e LCA e repor o percentual perdido com a inflação com o rendimento dos juros da aplicação.

Ponto de atenção: prazo de carência

Apesar de todas essas vantagens, o empresário tem que estar atento ao prazo do investimento. Quanto mais tempo o dinheiro ficar investido em letras de crédito, menor o imposto cobrado sobre o rendimento e maior a taxa de lucro sobre o valor aplicado.

Além disso, LCI e LCA têm um prazo de carência, que costuma ser de 90 dias. Até esse prazo, o empresário não poderá retirar o dinheiro antecipadamente em casos emergenciais.

Não invista o dinheiro reservado para capital de giro

Para não precisar de retirar o dinheiro investido antes do prazo estabelecido e perder dinheiro com multas do banco, o patrimônio a ser destinado ao investimento pré-fixado deve ser separado do montante a ser usado a curto e médio prazo como capital de giro e reserva para emergências.

Como começar a investir em LCI e LCA de forma inteligente?

Observando todos os pontos anteriores, a aplicação em letras de crédito agropecuárias e imobiliárias parecem ideais para o seu negócio? Veja algumas dicas para fazer o investimento da melhor forma.

Descubra seu perfil de investidor

Antes de qualquer investimento, o empresário deve ter em mente quais os objetivos da empresa e quais riscos se dispõe a correr.

Para isso, faça testes de perfil investidor disponibilizados pela internet pelos bancos e instituições financeiras. Eles podem parecer simples, mas têm uma metodologia bem estruturada por trás.

Outra dica é refazer o teste ao longo da vida da empresa. O perfil investidor não é permanente e se molda conforme o negócio se consolida ou o mercado passa por expansões ou contrações.

Escolha uma ótima corretora

A corretora de investimentos deve ser consolidada no mercado, pois sua experiência com outros clientes é fundamental para que ofereça o melhor serviço. Não há necessidade desses clientes serem do mesmo segmento, já que você pode aprender muito com a diversificação.

Agora você já sabe como avaliar se LCI e LCA são as melhores opções para seu negócio. Aprender mais sobre gestão de negócios, contábil e financeira: assine nossa newsletter!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar