Gestão de pessoas

7 filmes essenciais para quem trabalha com gestão de pessoas

A imagem apresenta dicas de filmes para gestão de pessoas
Escrito por Isabel Holanda

Não é de agora que as telas do cinema e as outras artes vêm demonstrando grande interesse pela complexidade do comportamento humano em seus diversos âmbitos.

Dicas de filmes para gestão de pessoas

E quando falamos sobre relações e comportamentos, podemos perceber que várias obras podem ser aproveitadas pela gestão de pessoas para ajudar na compreensão de temas como liderança, feedback, dentre outros. 

Separei para você uma lista com 7 filmes que o ajudarão a trabalhar temas relevantes para a área. 

1) Moneyball – O homem que mudou o jogo (2012)

O filme traz como pano de fundo o mundo do esporte, ele poderia estar repleto de clichês de histórias sobre baseball, todavia, Moneyball não traz como destaque apenas isso, o filme mostra a história do gerente de um time de baseball. o Oakland Athletics, com escassos recursos financeiros.

O treinador Billy Beane, muito bem interpretado por Brad Pitt, que, ciente das dificuldades enfrentadas, desenvolve um sistema de estatísticas bem sofisticado. 

Avaliação individual

Com essa metodologia, ele avalia a melhor característica de cada jogador e com base nas competências em que cada um é bom, ele foca e exige somente o que é preciso. Assim, ele atrai atletas rejeitados por outros clubes e consegue montar um time de alta performance. 

O filme é uma ótima lição de administração de recursos, sinergia e inovação.

2) O diabo veste Prada (2006)

Aparentemente poderia também ser outra comédia com esteriótipos e questões focadas apenas na indústria da moda, mas o filme tornou-se um clássico e é baseado em experiências reais.

O filme mostra a personagem Andrea Sachs (Anne Hathaway), que é uma jovem e recém-formada jornalista em busca de uma boa oportunidade de emprego. Já Miranda Priestly (Meryl Streep) é uma executiva e editora-chefe autoritária e exigente da Revista Runway. Essas são as duas personagens centrais deste filme que é um clássico aclamado pela crítica.

Clima organizacional

Para se adequar aos padrões da empresa que a contrata, Andrea acaba abrindo mão de suas crenças, seu modo de vestir e suas horas de descanso. Entretanto, nada disso parece ser suficiente e ela acaba se desgastando fisicamente e psicologicamente.

Neste longa, podemos perceber que o emprego dos sonhos nem sempre é como desejamos. Vários fatores, como competitividade entre colegas e excesso de trabalho, acabam influenciando na vida pessoal, causando mal-estar. O filme é um alerta para a relevância do bom clima organizacional.

3) Os estagiários (2013)

Esse vídeo, na minha opnião, é super divertido e conseguimos trabalhar vários temas relevantes, um deles é “Existe uma idade ideal para que se concorra a uma vaga de estágio”?

Os personagens Billy (Vince Vaughn) e Nick (Owen Wilson) são dois amigos que decidem concorrer a vaga de estágio em uma empresa. Os dois amigos são adultos e vendedores desempregados que disputam, com vários jovens, uma colocação em uma das maiores empresas da atualidade: o Google.  

A importância do estagiário

O enredo traz a leveza de uma comédia sem deixar de lado assuntos sérios para todo e qualquer RH: o processo seletivo e a gestão de pessoas. Além disso, a história coloca em evidência o valor dos estagiários para uma empresa, mostrando que, independentemente da idade, todos têm algo para colaborar.

4) Amor sem escalas (2009)

O filme amor sem escalas tem nada mais nada menos do que  George Cloney interpretando um profissional especialista em desligar pessoas. 

Se começarmos pelo fator motivação, veremos que ele está presente nas cenas em que Ryan Bingham dá palestras motivacionais, usando como analogia uma mala. “Se quiser se dar bem na vida, tem de deixar a mala leve, ou seja, sem moradia fixa, sem amigos, sem família, pois afinal tudo isso nos prende em compromissos e obrigações, e é o movimento leve que nos dá liberdade.”

Formas de motivar

A motivação também aparece no momento em que, na hora das demissões, Ryan oferece para os recém-desligados cartilhas com sugestões de como lidar com a situação, já os funcionários eram motivados com viagens de 1ª classe, hospedagem em hotéis luxuosos e festas.

A liderança é percebida em diversos momentos, quando Ryan se impõe como profissional experiente e passa a dar as coordenadas da forma como Natalie deve se comportar nos momentos das demissões. 

Da liderança à saúde psicológica

Percebemos que o filme é caracterizado por diversas demissões e que a forma como elas ocorrem causam angústia nos indivíduos. Esse filme além de ser uma forma dinâmica de trabalharmos os conteúdos, colaborou para melhor compreender os assuntos, podendo identifica-los dentro das organizações. 

Em muitas cenas do filme é perceptível a presença de motivação, liderança, cultura organizacional, mudança organizacional, grupos sociais e saúde mental.

5) O mestre com carinho (1967)

Esse filme conta a história de um jovem professor que enfrenta alunos indisciplinados, o clássico refletiu alguns dos problemas e medos dos adolescentes dos anos 60.

Sidney Poitier é Mark Thackeray, um engenheiro desempregado que resolve dar aulas em Londres, no bairro operário de East End. Thackeray acostumado à hostilidade, enfrenta o desafio de trabalhar com os alunos tratando-lhes como jovens adultos. Um grande exemplo de liderança, perseverança e coragem.

6) Desafiando gigantes (2006)

Nos seus seis anos como técnico de futebol americano de uma escola, Grant Taylor nunca conseguiu levar seu time Shiloh Eagles a uma temporada vitoriosa. E ao ter que enfrentar crises profissionais e pessoais aparentemente insuperáveis, a ideia de desistir nunca lhe passou pela cabeça.

Apenas depois que um visitante inesperado o desafia a acreditar no poder da fé, que ele descobre a força da perseverança para vencer. Nunca Desista, nunca volte atrás, nunca perca a fé. O poder da crença proporciona a habilidade de vencer.

7) Mr. Holland – adorável professor

Em 1964, o jovem compositor Glenn Holland decide dar aulas de música, enquanto economiza para dedicar todo o seu tempo para a composição de sua sinfonia. Os alunos estão longe das expectativas de Glenn, que, para cativá-los traz para sala de aula o então maldito Rock n Roll.

A família Glenn cresce com a chegada de Cole e novas prioridades são estabelecidas. A sinfonia fica praticamente esquecida, ainda mais quando descobre que o filho nascera surdo. Anos mais tarde, repensa sua vida e decide dar a grande virada. Ele resolve organizar um concerto para deficientes auditivos e o filho ao seu lado, divide o amor pela música.

Chegam os anos 90, sua matéria não é mais prioridade no currículo escolar. Holland é obrigado a aposentar-se. Mas a vida ainda lhe reserva uma surpresa extraordinária que vale a pena assistir para conferir o que é.

A história fala sobre dedicação, paciência, descoberta de talentos, iniciativa em colaborar para o crescimento das pessoas e resolução de seus problemas. Se resume na redescoberta da paixão pela música e pela vida.

Gostou dessas dicas de filmes? Sugiro também que leia outro artigo que fala sobre as lições financeiras trazidas pelo filme “Um sonho de Liberdade”

Blog-Fortes-Tecnologia-calculo-de-custo-por-colaborador-facebook-linkedinPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Isabel Holanda

Há mais 10 anos atuando na área de gestão de pessoas, atualmente, é gerente de conteúdo na Fortes Tecnologia. Graduada em Pedagogia pela UFC, com pós graduação em Gestão de Pessoas, Psicopedagogia e Life Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC). Além disso, é palestrante de temas relacionados aos subsistemas de RH com foco em liderança e desenvolvimento de equipes.

Deixar comentário.

Compartilhar