Gestão de pessoas

7 dicas para lidar com múltiplas gerações na gestão de pessoas

fortes-tecnologia-7-dicas-para-lidar-com-multiplas-geracoes-na-gestao-de-pessoas.jpeg
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 07/01/2019 Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Lidar de forma assertiva e ao mesmo tempo cooperativa com os colaboradores de uma organização já é um grande desafio para um gestor. Essa tarefa tem o seu grau de dificuldade elevado quando se trata de funcionários de distintas faixas etárias, tendo em vista as diferenças naturais que comumente existem entre eles.

No entanto, em vez de ser um problema, as múltiplas gerações na gestão de pessoas podem ser um diferencial.

Ao saber lidar com os colaboradores que pertencem a diferentes gerações, o gestor tem a possibilidade de tornar mais eficiente e eficaz o trabalho da sua equipe, aproveitando as habilidades e os conhecimentos trazidos por todos eles.

Por isso, neste post, vamos dar 7 dicas que auxiliam tanto os gestores quanto os profissionais da área de Recursos Humanos no gerenciamento profissional de pessoas das mais variadas idades. Que tal conferir já?

1) Encontre pontos em comum

Pessoas de diferentes faixas etárias, como os Baby Boomers (nascidos entre 1946 e 1964), a Geração X (nascidos durante 1965 e 1980), a Geração Y (nascidos entre as décadas de 80 e 90) e a Geração Z (nascidos a partir de 2000), podem ter pontos em comum. Cabe ao gestor ou profissional de Recursos Humanos tentar encontrá-los e mostrá-los aos membros da equipe.

A existência de fatores comuns entre todas essas gerações é possível porque não é apenas o período geracional que define as características de uma pessoa, mas também inúmeros outros aspectos culturais e sociais, por exemplo.

Encontrar esses pontos tende a ajudar a dar mais coesão à equipe, uma vez que os colaboradores podem passar a se identificarem mais uns com os outros, o que costuma refletir na produtividade do grupo.

2) Estimule a troca de conhecimentos

Cada uma das pessoas que compõe uma determinada equipe é constituída por determinados saberes que foram adquiridos ao longo de sua trajetória de vida, que, por sua vez, é caracterizada também pelas experiências salientes da geração a que pertence.

Os diferentes tipos de conhecimentos são, geralmente, complementares uns aos outros, podendo ser úteis na realização de tarefas individuais e trabalhos em conjunto.

É importante que o responsável pela gestão de pessoas utilize a existência desses diferentes saberes de maneira a enriquecer as habilidades globais de sua equipe. Para isso, ele deve fortalecê-la, incentivando que os colaboradores troquem entre si os variados conhecimentos que possuem. Assim, um funcionário da Geração X pode trocar conhecimentos tecnológicos por dicas/técnicas com um Baby Boomer, por exemplo.

Lidar com as diferenças de forma prática e positiva pode não ser uma tarefa fácil, até porque as organizações não estão preparadas para isso. Uma possibilidade de estimular essas trocas é criar grupos de diferentes gerações para que participem de atividades  — não necessariamente no ambiente de trabalho — em que uns precisem dos outros para serem capazes de concluí-las.

3) Explore as potencialidades de cada um

Um bom gestor ou recrutador precisa conhecer as potencialidades da equipe que gerencia, a fim de poder trabalhá-las em prol da eficiência do grupo. Dessa maneira, ele pode otimizar as habilidades mais bem desenvolvidas que cada um dos colaboradores possui, integrando-as para o alcance das metas de trabalho estabelecidas. Essa potencialização favorece a harmonia da equipe e aumenta a sua produtividade.

Como resultado, os profissionais oriundos de diferentes gerações passam a identificar as competências individuais dos seus colegas, de modo a serem capazes de recrutá-las no momento de realizarem tarefas em conjunto.

Além disso, ao perceberem que, independentemente da idade, todos possuem potencialidades, os colaboradores tendem a valorizar mais o trabalho uns dos outros e, assim, elevar o grau de respeito que mantêm qualquer relação saudável.

4) Favoreça a interação

É muito frequente que pessoas de certa faixa etária interajam de forma predominante com quem tem idade semelhante, haja vista a identificação geracional e a realização, na maioria das vezes, das mesmas atividades fora da empresa.

Nesse cenário, o ambiente de trabalho figura como um espaço em que profissionais de distintas gerações agem de maneira artificial, sem compreender as particularidades dos colegas ou perceberem os aspectos em comum, independentemente da idade.

Nessa situação, entra a atuação da gestão de pessoas. Devem ser criadas estratégias que favoreçam a interação entre os colaboradores de distintas faixas etárias, para que ela se torne natural e rotineira, o que tende a melhorar as relações no interior de uma equipe.

Isso pode ser feito, por exemplo, na mesclagem de profissionais de diferentes gerações para a realização de um trabalho em grupo ou na criação de espaços de convivência.

5) Fomente o diálogo

Para entender as diferenças e até mesmo resolver conflitos, quando eles existem, nada melhor do que conversar. Por isso, é essencial que o diálogo seja fomentado e exercido entre os membros de uma equipe. Essa prática permite que colaboradores de diferentes gerações exponham aos colegas suas opiniões e anseios, deem sugestões, façam críticas construtivas e busquem contribuir com a produtividade do grupo.

O diálogo entre os profissionais de diferentes idades é importante também porque leva ao aprendizado e, consequentemente, à otimização das habilidades de cada um deles. Nessa perspectiva, o gestor deve fazer reuniões ou interagir mais informalmente com a sua equipe de modo a dar espaço para que todos coloquem seus pontos de vista sobre as atividades profissionais que estão sendo desenvolvidas.

6) Crie espaços de colaboração

A colaboratividade é uma das alternativas mais eficazes para promover a convivência equilibrada e harmônica entre profissionais de diferentes gerações. Isso ocorre porque ao realizar tarefas que necessariamente exigem a contribuição do outro, o profissional é capaz de perceber, na prática, a importância da atuação do colega, especialmente do seu modo de pensar e agir.

Ao criar espaços que exigem a colaboração entre os funcionários, o gestor valoriza as especificidades de cada um. Já que todos os colaboradores farão a sua parte para o desenvolvimento de uma determinada atividade, significa que os diferentes tipos de pensamentos e as distintas formas de atuar profissionalmente são igualmente válidos e úteis para o desempenho satisfatório da equipe.

7) Mostre que as diferenças são naturais e positivas

Mesmo pessoas pertencentes a uma mesma faixa etária são diferentes, de modo que seria impossível haver homogeneidade entre profissionais que nasceram em épocas tão distintas, com criações e experiências de vida peculiares. Portanto, haver diferenças de pontos de vista, maneiras de pensar e formas de agir é um cenário natural e, inclusive, positivo, já que permite a expansão dos horizontes de todos os envolvidos.

A importância das diferenças geracionais pode ser otimizada com a realização de análises de perfis comportamentais, estratégia que, no cotidiano da área de recursos humanos, pode maximizar a qualidade das interações entre as gerações.

Assim, um colaborador da geração Baby Boomers que tem um perfil analítico e mais centrado teria grande sucesso trabalhando com um funcionário da geração X em setores que demandem essas características comportamentais, por exemplo.

A existência de múltiplas gerações na gestão de pessoas pode ser extremamente saudável se manejada adequadamente pelo gestor ou profissional de Recursos Humanos. Uma das formas mais importantes de se fazer isso é mostrando para os colaboradores como as diferenças geracionais podem ser benéficas não só para a atuação profissional, mas também em termos pessoais, haja vista a rica troca de experiências que se estabelece.

Gostou desse conteúdo? Então nos siga nas redes sociais, estamos no Facebook!

7 dicas para lidar com múltiplas gerações na gestão de pessoas 1Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

2 comentários

Deixar comentário.

Compartilhar