5 dicas para criar conteúdo de contabilidade com consistência

5 dicas para criar conteúdo de contabilidade com consistência
6 minutos de leitura

A internet criou um ambiente cheio de possibilidades para qualquer um conseguir gerar valor e construir sua autoridade no mercado. Pensando nisso, a produção de conteúdo de contabilidade que agregue informação útil pode ser um excelente aliado, a fim de ajudar a aumentar sua rede de contatos, levar a novas oportunidades e ampliar sua renda. 

Com o objetivo de ter mais sucesso nessa jornada online, é importante ter consistência, produzir um conteúdo de valor alinhado às estratégias de otimização e conhecer o seu público. Se você quer aprender a fazer tudo isso, continue a leitura e confira nossas dicas!

Como funciona a produção de conteúdo para a web?

Boa parte do sucesso de qualquer conteúdo na internet é definido pela qualidade das informações que você entrega e a forma como ela é distribuída. Para definir um conteúdo de valor, é necessário conhecer seu público-alvo e se dedicar a resolver as dores dele.

Se o seu objetivo é produzir materiais para pequenas empresas, por exemplo, pense nos principais problemas contábeis que elas enfrentam, suas dúvidas comuns e crie textos, vídeos e demais materiais que respondam a essas questões.

Depois, é importante distribuir essas informações de valor pela internet. Para deixar seu conteúdo evidente, vale conhecer um pouco mais sobre as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que vão otimizar suas publicações nos motores de pesquisa como o Google.

Como produzir os melhores conteúdos de contabilidade? 

No intuito de melhorar os seus resultados, confira a seguir algumas dicas úteis para tornar seu conteúdo de contabilidade atraente, relevante ao público e capaz de ajudar a construir autoridade no setor contábil. 

1. Defina a sua persona

Uma persona é uma representação semifictícia do seu cliente ideal, com base em dados demográficos, comportamentais e características específicas. É uma ferramenta de marketing que ajuda a entender melhor o público-alvo, adaptando estratégias para atender às necessidades e preferências dessas personas. Aqui estão alguns passos básicos para criar uma persona:

  1. Pesquisa de mercado:
    • Coleta de dados demográficos (idade, gênero, localização).
    • Análise de comportamentos de compra.
    • Investigação de interesses e valores.
  2. Segmentação de clientes:
    • Identificação de grupos distintos dentro do público-alvo.
    • Agrupamento com base em características comuns.
  3. Entrevistas e pesquisas:
    • Realização de entrevistas com clientes reais.
    • Aplicação de pesquisas para obter insights diretos.
  4. Análise de dados existente:
    • Utilização de dados internos (análises de site, interações nas redes sociais).
    • Identificação de padrões de comportamento.
  5. Criação da persona:
    • Desenvolvimento de perfis fictícios que representem grupos específicos.
    • Inclusão de detalhes como nome, idade, profissão e metas.
  6. Validação:
    • Verificação da precisão da persona com dados reais.
    • Ajustes com base em feedback e novas informações.
  7. Documentação e disseminação:
    • Elaboração de um documento que descreva detalhadamente cada persona.
    • Compartilhamento com equipes de marketing, vendas e desenvolvimento de produtos.

2. Selecione os temas de interesse do seu público

Organizar os assuntos de interesse do público ajuda a produzir conteúdos que agregam valor e geram engajamento. Você pode listar, por exemplo, assuntos centrais e temas correlatos para que as publicações tenham uma linha editorial variada e interessante. 

Alguns temas interessantes que o contador pode produzir são:

  1. Alterações na Legislação Tributária: destaque para mudanças recentes e seu impacto nos negócios.
  2. Gestão Financeira para Pequenas Empresas: dicas e estratégias para manter as finanças em ordem.
  3. Contabilidade para Empreendedores Iniciantes: orientações práticas sobre registros contábeis básicos.
  4. Implicações Contábeis da Transformação Digital: como a tecnologia afeta a contabilidade e os processos financeiros.
  5. Planejamento Tributário: estratégias para otimizar a carga tributária das empresas.
  6. Auditoria Interna e Controle Financeiro: a importância da auditoria para a saúde financeira das organizações.
  7. Contabilidade Sustentável: abordagem sobre como a contabilidade pode promover práticas empresariais sustentáveis.
  8. Estratégias de Contabilidade para Startups: desafios específicos e soluções contábeis para empresas em fase inicial.
  9. Demonstrações Financeiras Simplificadas: explicação acessível sobre os principais documentos contábeis.
  10. Tendências Tecnológicas na Contabilidade: discussão sobre o uso de inteligência artificial, automação e blockchain na contabilidade.
  11. Gestão de Riscos Financeiros: como identificar e mitigar riscos financeiros nas empresas.
  12. Contabilidade Internacional: abordagem de questões contábeis em um contexto global.
  13. Benefícios do Outsourcing Contábil: exploração das vantagens de terceirizar serviços contábeis.
  14. Contabilidade para Profissionais Liberais: considerações específicas para autônomos e profissionais independentes.
  15. Casos de Sucesso na Contabilidade Empresarial: estudos de casos que destacam boas práticas contábeis em organizações.

3. Conheça as palavras-chave mais pesquisadas no Google

Entender como usar as ferramentas do Google pode ajudar a distribuir o seu conteúdo de forma orgânica e sem precisar investir dinheiro para chegar até o público. O mecanismo de palavras-chave é uma excelente alternativa no objetivo de orientar a produção de informações relevantes e atrair as pessoas.

Se você quer saber quais as palavras-chaves mais buscadas na internet que podem ser trabalhadas por contadores, saiba que separamos algumas delas:

  1. Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF)
  2. MEI (Microempreendedor Individual)
  3. Simples Nacional
  4. Contabilidade Online
  5. Planejamento Tributário Empresarial
  6. Auditoria Fiscal
  7. eSocial
  8. Contabilidade para Startups
  9. Conciliação Bancária
  10. Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
  11. Gestão Financeira Empresarial
  12. e-CAC Receita Federal
  13. Dúvidas Contábeis Comuns
  14. Pró-labore
  15. Balancete Contábil

Ou seja, você pode fazer conteúdos sobre os termos acima e certamente terá um bom volume de pessoas interessadas neles.

banner-artigo-blog-calendario-de-obrigacoes-fiscais-2024

Agora se você quer dicas de ferramentas para descobrir as palavras-chaves que podem ser trabalhadas em seus conteúdos, também separamos algumas a seguir:

  1. Google Trends
  2. Semrush
  3. Ahrefs
  4. Ubersuggest
  5. Moz Keyword Explorer
  6. Answer the Public
  7. KeywordTool.io
  8. Google Trends
  9. Keyword Surfer
  10. SpyFu
  11. WordStream Keyword Tool

Para ser mais efetivo na sua estratégia de conteúdo, você pode contar com a ajuda de profissionais especializados em marketing digital. Eles são bastante familiarizados com as fermentas acima, assim como toda a estratégia de SEO.

4. Planeje e estruture o seu conteúdo

Para produzir textos, vídeos, postagens e demais publicações que tenham um impacto positivo em sua vida, é importante contar com planejamento. Se você quer, por exemplo, alcançar novos clientes para a prestação de serviços contábeis, é importante criar um mecanismo que faça seu conteúdo chegar até os clientes potenciais. 

Alguns exemplos são o uso de um sistema de cadastro de e-mail, uma lista de contatos ou demais alternativas que transformem seu público em clientes potenciais. 

Confira algumas ideias de formatos de conteúdos e canais de divulgação que você pode estruturar seus conteúdos:

Formatos de Conteúdo

  1. Blog Posts:
    • Explicação: Publicações regulares no blog que abordam questões relevantes para o público-alvo.
    • Conversão: Inclusão de chamadas para ação (CTAs) que incentivam os leitores a se inscreverem, baixarem materiais ou solicitarem mais informações.
  2. E-books e Whitepapers:
    • Explicação: Conteúdos mais extensos e aprofundados, geralmente em formato PDF.
    • Conversão: Os leitores precisam fornecer informações de contato para acessar o material, ou seja, preencher um formulário para conseguir baixar o e-book.
  3. Webinars:
    • Explicação: Apresentações online ao vivo ou gravadas, muitas vezes interativas.
    • Conversão: Os participantes podem ser direcionados para landing pages específicas ao final do webinar.
  4. Infográficos:
    • Explicação: Representações visuais de informações ou dados.
    • Conversão: Inclusão de CTAs que direcionam os visualizadores para mais recursos ou formulários de contato.
  5. Vídeos Explainer:
    • Explicação: Vídeos curtos que explicam produtos, serviços ou conceitos.
    • Conversão: Inclusão de links ou CTAs no vídeo ou descrição que levam os espectadores a ações específicas.
  6. Email Marketing:
    • Explicação: Campanhas de e-mail direcionadas e personalizadas.
    • Conversão: CTAs em e-mails que incentivam os destinatários a realizar ações específicas, como fazer o download de um recurso ou agendar uma demonstração.

Canais de Distribuição

  1. Redes Sociais:
    • Explicação: Publicação de conteúdo nas plataformas sociais relevantes para a audiência.
    • Conversão: Uso de CTAs e links para direcionar os seguidores para páginas de destino específicas.
  2. Anúncios Online:
    • Explicação: Publicidade paga em plataformas como Google Ads e redes sociais.
    • Conversão: Criação de anúncios com CTAs claras para direcionar leads para páginas de destino específicas.
  3. Colaborações e Parcerias:
    • Explicação: Cooperação com outras marcas ou influenciadores para expandir o alcance.
    • Conversão: Desenvolvimento de conteúdo conjunto que direcione os seguidores de ambas as partes para ações específicas.
  4. Podcasts:
    • Explicação: Produção de episódios de áudio sobre tópicos relevantes.
    • Conversão: Inclusão de anúncios ou menções no podcast que direcionam os ouvintes para recursos específicos.

Mas atenção, as dicas acima não são as únicas opções que você tem para trabalhar seu conteúdo, portanto, explore sempre novas oportunidades.

5. Crie um calendário de frequência das publicações

A fim de manter a consistência nas suas produções, é necessário criar um calendário fixo. Isso reforça o seu compromisso com a geração de conteúdos e ajuda a manter o calendário editorial em dia. 

Confira algumas dicas do que você deve fazer na hora de montar um calendário de conteúdo:

  • Diversifique os formatos de conteúdo: inclua uma variedade de formatos, como blog posts, vídeos, infográficos e webinars, para atender diferentes preferências de consumo.
  • Alinhe com o funil de vendas: distribua o conteúdo ao longo do funil de vendas, abordando desde a conscientização até a decisão de compra.
  • Defina frequência de publicação: estabeleça uma frequência realista de publicações para manter consistência sem comprometer a qualidade.
  • Use temas mensais ou semanais: organize o conteúdo em torno de temas mensais ou semanais para criar consistência e facilitar o planejamento.
  • Crie uma mistura de conteúdo evergreen e atual: equilibre conteúdo atemporal (evergreen) com conteúdo atualizado para manter relevância.
  • Integre com datas importantes: alinhe o calendário com eventos sazonais, feriados e datas relevantes para o seu setor.
  • Agende promoções e lançamentos: planeje conteúdo promocional em torno de lançamentos, eventos ou ofertas especiais.
  • Utilize ferramentas de gestão de conteúdo: use ferramentas como calendários online, planilhas ou softwares específicos para gerenciar e visualizar o calendário de conteúdo.
  • Promova a colaboração entre equipes: facilite a comunicação entre equipes de marketing, design, redação e outras para garantir alinhamento.
  • Analise e ajuste regularmente: avalie métricas de desempenho regularmente e ajuste o calendário com base nos resultados.
  • Reutilize e recicle conteúdo: identifique oportunidades para reutilizar ou reciclar conteúdo, adaptando-o para diferentes formatos ou públicos.
  • Mantenha flexibilidade: esteja aberto a ajustes no calendário conforme surgem novas oportunidades ou mudanças nas circunstâncias.

Quais os benefícios de criar conteúdo de contabilidade?

Criar um canal de comunicação com o público permite que você trabalhe sua autoridade no mercado contábil e crie oportunidades para encontrar novos meios de ampliar sua renda. 

Seja para a prestação de serviços contábeis para outras empresas, seja com o objetivo de melhorar sua credibilidade como profissional ou para contar com um currículo com mais valor agregado, a criação de conteúdo de contabilidade pode ser uma grande aliada em seus projetos. O mais importante é manter a consistência e investir nos ganhos que essa estratégia entrega no médio e longo prazo. 

Se você gostou deste conteúdo, aproveite e confira nossos últimos posts aqui abaixo!

Últimos posts

ebook-difal
banner-artigos-carga-tributaria-brasileira
Não perca mais nenhuma novidade!

Cadastre-se na nossa newsletter e fique por dentro das novidades!