Estratégias de conteúdo: 7 dicas para melhorar sua posição no Google

fortes-tecnologia-estrategias-de-conteudo
6 minutos de leitura

Estratégias de conteúdo são muito importantes para os negócios, inclusive para contadores. Saiba como otimizar e sair na frente.

O Google exige que os sites publiquem “conteúdo de qualidade”. Representantes do mecanismo de busca enfatizam que este é um fator determinante para o sucesso da promoção do site.

Vamos descobrir o que é um conteúdo otimizado para o mecanismo de pesquisa, por que ele é necessário e o que precisa ser feito para aumentar a classificação orgânica do seu site no Google.

O que é otimização de conteúdo?

Otimização significa encher as páginas do seu site com informações valiosas. O conteúdo otimizado atende às solicitações dos usuários e aos requisitos do mecanismo de pesquisa ao mesmo tempo.

Ele deve ajudar as pessoas a realizarem seus objetivos (obter informações, escolher e comprar um produto) e demonstrar aos robôs de pesquisa que as informações da página são otimizadas para as solicitações.

Portanto, a otimização de conteúdo se trata de deixar o site repleto de informações valiosas para as pessoas e para os robôs do Google. Mas resolver dois problemas ao mesmo tempo nem sempre é fácil. A seguir, veremos como fazer isso.

Por que é importante otimizar o conteúdo?

Estudos confirmaram que os sites disponíveis na primeira página de SERPs orgânicos geram em média 91,5% de todo o tráfego. De todo o tráfego do site, 51% vem de pesquisa orgânica,10% – transições de anúncios e 5% – tráfego de redes sociais.

O Google processa cerca de 3,5 milhões de consultas de pesquisa por dia. Existem outros argumentos para enfatizar a importância da promoção no mecanismo de pesquisa? É improvável. A otimização de sites para o Google ainda é crucial para o sucesso do site. 

As pessoas precisam de mecanismos de pesquisa, como o Google. Quando precisam de informações, eles inserem uma combinação de palavras, uma pergunta-chave ou uma pergunta normal em um campo de busca.

Se o site tiver conteúdo altamente otimizado que atenda a essa solicitação, isso será demonstrado nos resultados da pesquisa. Quanto melhor a otimização atender aos critérios do Google, melhor será a posição no ranking.

Já passou o tempo em que bastava mencionar o máximo possível de consultas e palavras de pesquisa para otimizar o conteúdo. Desde 2012, após a atualização do algoritmo Penguin, sites com conteúdo abaixo do padrão e não exclusivo sofrem sanções (isto é um downgrade ou exclusão do ranking).

A otimização de conteúdo de SEO agora precisa ser realizada sem violar os valores básicos das informações. Simplificando, você precisa escrever para visitantes, não para robôs de pesquisa.

Os algoritmos avançados do Google são projetados para aumentar a satisfação do seu público com os resultados da pesquisa.

Otimizando o conteúdo para as principais posições de pesquisa do Google: 7 dicas principais

A sua tarefa é dar ao visitante a resposta mais completa ao seu pedido, para resolver o seu problema.

Ao escrever, lembre-se de mencionar coisas como adicionar várias mídias, compartilhamento social, legibilidade e links internos/externos.

Mas isso não é tudo. Preparamos recomendações importantes para você melhorar a otimização do seu conteúdo e crescer de forma orgânica nos resultados de pesquisa.

1. Preste atenção às funções do SERP

Os resultados da pesquisa não se limitam aos links dos 10 sites mais relevantes. A página com os resultados da pesquisa agora é mais multifacetada: anúncios contextuais estão localizados na parte superior e inferior, a saída pode incluir links para vídeos e imagens correspondentes, um artigo na Wikipedia, uma página no Google Business, etc.

Otimize seu conteúdo com base nestes fatores:

banner-artigo-blog-instPowered by Rock Convert
  • se adicionar imagem, infográfico ou vídeo, otimize-a baseando-se nas palavras-chave relevantes para que também apareçam nos resultados;
  • se você tiver a opção de responder as perguntas, crie uma página de perguntas frequentes (as perguntas precisam ser formatadas como subtítulos). Você terá a oportunidade de entrar no SERP na seção “As pessoas também perguntam”.
  • atualmente a otimização de conteúdo dinâmico está na moda – o conteúdo personalizado muda de acordo com as necessidades do visitante (por exemplo, exibição automática de página em um idioma adequado)

2. Escolha o seu tópico

É mais fácil otimizar um site com um conteúdo de nicho específico do que um site que fale “sobre tudo”.

Se você se concentra em um tema específico e cria um conteúdo valioso, o Google reconhece seu recurso como sendo um especialista neste assunto. Isso afetará positivamente a classificação.

3. Escolha as palavras-chave

Ao analisar as consultas feitas nas pesquisa, você saberá o que seus visitantes em potencial estão procurando, no que estão interessados e quais problemas desejam resolver.

Com base em palavras-chave selecionadas, você poderá criar a estratégia de conteúdo e começar a otimizar o site. Aqui estão algumas recomendações:

  • Pesquise consultas sobre temas, dependendo da finalidade de uma determinada página (produto, para venda, informação, etc.);
  • estude suas buscas regularmente: melhor uma vez por trimestre. Se houver novas palavras relevantes na pesquisa – prepare conteúdo otimizado sobre este tópico;
  • use consultas que sejam adequadas ao seu site. Se a pessoa procura “comprar uma torradeira”, dificilmente quer ler a história do desenvolvimento dos eletrodomésticos. Ela precisa de uma página de uma loja com a categoria de torradeiras.

Um dos serviços de pesquisa de palavras-chave para otimização é o SemRush, por exemplo.

4. Estruture o seu conteúdo

Fornecer aos visitantes informações relevantes é bom, mas não suficiente, porque informações de mesma qualidade (ou até melhor) são oferecidas por várias centenas de sites semelhantes.

Portanto, junto com a qualidade da informação, a estrutura do conteúdo afetará o ranking. O conteúdo da página deve incluir:

  • títulos e subtítulos para fácil navegação na página;
  • listas com marcadores e numeração;
  • imagens, vídeos e infográficos com valioso conteúdo visual;
  • citações e links para fontes;
  • links para outras páginas relevantes do site.

Tudo isso vai estimular o visitante a permanecer na página por mais tempo. O tempo que o visitante fica em sua página é um importante fator de classificação no Google, pois indica a qualidade do conteúdo. 

5. Otimize a tag de título

O título desempenha várias funções, por exemplo:

  • reflete o nome da página;
  • é exibido nos resultados da pesquisa;
  • é exibido durante a repostagem de links em redes sociais;
  • ajuda o usuário a tomar uma decisão sobre a transição;
  • inclui a página principal de consulta de pesquisa.

Para otimizar o título, escreva um título curto para a página – de preferência com até 70 caracteres para que todas as palavras fiquem visíveis na saída.

Esta deve ser uma oferta motivadora com conteúdo amigável. Você pode incluir a consulta da pesquisa no título, de preferência mais perto do início da frase.

Você precisa de um título exclusivo para cada página do site. Apenas listar as solicitações separadas por vírgulas ou copiar o conteúdo do cabeçalho H1 é proibido.

6. Otimize a meta descrição

Ao compilar uma descrição, siga estas diretrizes:

  1. Comprimento recomendado – cerca de 130 e no máximo 160 caracteres. O comprimento exato e a densidade das palavras-chave na descrição não importam para o mecanismo de pesquisa. De acordo com um estudo, em dois casos entre três, o Google forma um trecho por conta própria.
  2. A descrição da página deve conter as solicitações de palavra-chave mais relevantes, mas sem repetir palavras.
  3. Crie a descrição num formato que tenha significado e que explica resumidamente o conteúdo e que motiva a transição.
  4. A descrição deve ser única para cada página e diferente do título.

Veja na imagem abaixo, um exemplo de meta descrição.

7. Crie conteúdo de qualidade

Com base nas recomendações dos funcionários do Google, identificamos 6 critérios para a qualidade do conteúdo dos sites:

  1. O comprimento do texto. Você pode usar os resultados do estudo de Buffer ou focar no tipo de consulta relevante. Analise os 10 primeiros resultados da pesquisa para a consulta escolhida e encontre o valor médio do comprimento do texto.
  2. Legibilidade. É determinado pela estrutura (ver parágrafo acima) e conteúdo. Singularidade, ausência de erros e de palavras “vazias”, especificidade e foco no público são fatores importantes.
  3. Divulgação do assunto (tema). Dedique conteúdo não às consultas de pesquisa, mas ao tópico escolhido. Relevância e coerência são apreciadas pelos visitantes e pelo Google muito mais do que o número de referências às palavras da pesquisa.
  4. Exclusividade. Seu conteúdo deve ser único em significado e tecnicamente. A exclusividade técnica significa que você não colocará conteúdo copiado diretamente de outras pessoas. A semântica é valor. Você não precisa reescrever os pensamentos de outras pessoas ou expressar significados conhecidos. Conteúdo valioso é único, refletindo sua opinião especializada e ponto de vista.
  5. Gramática. A coisa é simples: você precisa escrever sem erros.
  6. Efeito viral. Os visitantes devem ter o desejo de compartilhar seu conteúdo. Quanto mais recomendações com um link para seu site em blogs e redes sociais, mais alta será a sua classificação no mecanismo de pesquisa. Como regra, as pessoas compartilham de bom grado conteúdo interessante que contém dados valiosos, humor e infográficos de alta qualidade.

Pensar sempre na experiência do usuário

O sistema de otimização de conteúdo é um dos principais fatores para o Google. O conteúdo das páginas é um critério valioso na avaliação do site.

Ao criar conteúdo de qualidade, você atrai o público e melhora a experiência do usuário. Isso fará com que seu site fique mais bem classificado nos resultados de pesquisa.

Conteúdo escrito por: Logaster

Você também vai gostar destes conteúdos
👉 Conheças as técnicas de persuasão e saiba como usá-las
👉 Co-branding: o que é e quais são suas vantagens?
👉 Marketing de relacionamento eficaz: saiba como fazê-lo

Não perca mais nenhuma novidade!

Não perca mais nenhuma novidade!


Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo e marketing digital.