Gestão contábil

Como calcular meus honorários contábeis de forma estratégica?

como-calcular-meus-honorarios-contabeis-de-forma-estrategica
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 26/03/2018 Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Qual é o valor ideal dos honorários contábeis? Essa é uma dúvida que permeia muitos gestores de escritórios, pois o trabalho de contabilidade envolve aspectos práticos e intelectuais. Logo, a estratégia de precificação é um pouco diferente daquela aplicada para venda de produtos.

É necessário avaliar o tempo investido na atividade, a complexidade das tarefas e o custo do escritório. Então, como criar um preço justo e acessível para os clientes, sem prejudicar as finanças do negócio? É sobre isso que trataremos neste artigo!

Veja o que orienta o CFC

Uma maneira de iniciar o processo de precificação do seu trabalho contábil é avaliar as normativas da Resolução do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) nº 803/1996. Ela institui o Código de Ética do Contador e determina que o profissional precisa fixar seus preços em contrato por escrito.

O artigo 6º da resolução informa que o especialista deve observar a relevância e complexidade dos seus serviços, o tempo utilizado para a execução do trabalho, a possibilidade de ficar impedido de desempenhar outras atividades e a peculiaridade — se é cliente eventual ou fixo.

Avalie as práticas e preços adotados por outros escritórios

Para ter uma ideia do valor cobrado no mercado, você pode fazer pesquisas sobre os honorários contábeis aplicados em outros escritórios da sua região. Procure analisar os critérios que eles avaliam na hora de criar a precificação, a margem de lucro estabelecida e os custos mensais. Dessa maneira, você saberá se está cobrando a mais ou a menos pelos seus serviços.

Dica: os valores servem apenas de referência para seu escritório contábil, pois quem deve estabelecer preço adequado é você.

Verifique o tempo disponibilizado para cada cliente

Para quem executa serviços intelectuais “tempo é dinheiro”. Portanto, é essencial acompanhar quantas horas você dedica para cada cliente. Esse é um aspecto intangível, porém, não pode ser desconsiderado na hora de calcular os honorários contábeis.

Algumas ferramentas online, como o Toggl, permitem que você instale o programa em diversos computadores da empresa para monitorar o tempo investido em cada atividade. Dessa maneira, você consegue avaliar quantas horas seus colaboradores dedicaram para cada cliente.

Nesse cálculo também deve constar o tempo disponibilizado em orientações, esclarecimentos de dúvidas e análises de relatórios. Ao registrar todas as informações, você terá uma visão real sobre as horas dedicadas para determinado cliente. Com isso, poderá estabelecer valores diferenciados de acordo com a complexidade do trabalho exercido.

Conheça os seus custos

Da mesma forma que você precisa auxiliar o seu cliente no cálculo de custos da empresa, é preciso avaliar essa situação para o seu escritório contábil. Para tanto, é fundamental considerar as seguintes situações:

  • custo por hora de trabalho dos seus colaboradores;

  • encargos oriundos dos salários;

  • férias e 13º salário;

  • investimentos realizados no escritório;

  • custos fixos como água, luz e aluguel;

  • serviços de limpeza e manutenção de sistemas;

  • pró-labore (compreendendo o valor proporcional de férias, FGTS e 13º salário);

  • reserva mensal de capital;

  • impostos etc.

Por exemplo: ao considerar o valor da hora de um funcionário e o tempo que ele dedica para um cliente específico, você pode ter uma base sobre o custo mínimo do trabalho. Desse modo, se a hora do colaborador vale R$ 20 e ele dedica 5 horas para a empresa X, o custo mínimo é de R$ 100,00 para aquele cliente. Somado a isso, você deve considerar um percentual dos outros custos citados anteriormente como: água, luz e investimentos para formar o honorário contábil para o cliente X.

Procure dividir as despesas mensais pelo número de clientes de acordo com uma fração ideal. A empresa que utiliza mais tempo dos seus serviços deve pagar uma parcela maior dos custos fixos e, assim, por diante.

Adote estratégias para escalar o seu negócio

Adquira ferramentas que permitam aumentar os seus ganhos e diminuir o tempo investido na realização de atividades. Muitos softwares contábeis facilitam a integração das soluções utilizadas pelos clientes e os escritórios.

Desse modo, você consegue maximizar a produtividade da equipe, controlar o acesso de usuários e ter mais segurança dos dados dos clientes. Muitas soluções ainda favorecem a conciliação bancária, importação automática de arquivos e a realização de balancetes contábeis.

Ao automatizar determinadas funções, os seus colaboradores têm mais tempo para atender novos clientes e ampliar a lucratividade do escritório.

Saiba calcular os honorários contábeis do escritório

Estabeleça um contrato com seu cliente, sempre por escrito, que determine os valores mensais cobrados de acordo com as atividades que serão exercidas. Deixe uma cláusula específica que permita a você cobrar por serviços adicionais que forem solicitados eventualmente pela empresa.

Assim, seu cliente terá liberdade para requisitar serviços adicionais e você, a possibilidade de cobrar por eles. Também é recomendável estabelecer um valor adicional por ano para cobrir atividades extras que surgem no final do exercício e que demandam mais tempo de seus colaboradores:

  • encerramento das demonstrações contábeis;

  • elaboração da folha de pagamento e 13º salário dos funcionários da empresa;

  • declaração de rendimentos da pessoa jurídica (cliente);

  • estruturação da RAIS;

  • contratação ou demissão de funcionários;

  • preparação da DIRF etc.

Veja o exemplo abaixo:

Se você identificar que o valor médio do funcionário será de R$ 5.000,00, é necessário acrescentar à remuneração os seguintes custos:

  • proporcional de férias (1/12): R$ 416,66

  • 1/3 do proporcional de férias: R$ 138,88

  • 13º salário (1/12): R$ 416,66

  • FGTS mensal (8%): R$ 400,00

  • total do pró-labore: R$ 6.372,20

Ainda é preciso considerar as despesas fixas do escritório, salários dos demais funcionários, custo para contratação e manutenção de softwares, despesas eventuais, impostos e taxas relacionadas à manutenção da empresa e o lucro líquido esperado. Nesse caso, considere uma porcentagem entre 15% e 30% de margem para obter rentabilidade.

Com base nessas informações, você poderá estabelecer os seus honorários contábeis de maneira eficiente. Lembre-se de cobrar um preço justo de seu cliente para que ele não procure pelo seu concorrente.

Pronto! Agora você já é capaz de criar a sua planilha de honorários contábeis! Essas dicas foram úteis para você? Então, assine a nossa newsletter e receba dicas de contabilidade e gestão de negócios em seu e-mail!

Fortes tecnologia consultor contadorPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar