Gestão financeira

Veja como fazer a análise de indicadores de desempenho financeiro

Escrito por Fortes Tecnologia

ESTÁ SEM TEMPO PARA LER? CLIQUE NO PLAYER ABAIXO E OUÇA TODO O CONTEÚDO DE FORMA SIMPLES E PRÁTICA! 

Se você acredita que o seu negócio detém falhas ou precisa de melhorias, mas não sabe exatamente em quais pontos estão os erros, então a aplicação de bons indicadores de desempenho financeiro será a solução para os seus problemas.

Não são todos os gestores que utilizam essas medições, seja por não saberem como aplicá-las ou não entenderem sua importância, porém são instrumentos fundamentais para o desenvolvimento de sua empresa.

Quer saber o que são esses indicadores? Explicamos tudo sobre eles neste post, desde seu conceito, importância, quais são eles, qual a melhor forma de manejá-los e expomos alguns casos de empresas reais que conseguiram sucesso ao utilizá-los! Confira!

O que são os indicadores de desempenho financeiro?

Também conhecidos como KPIs (keys-performance indicators), os indicadores de desempenho são ferramentas que medem os resultados das atividades estratégicas executadas pelos gestores em um período de tempo.

Eles são aplicados antes e constantemente após as mudanças realizadas na organização, assim, é possível detectar se resultados específicos estão performando conforme o planejado. Quanto ao setor financeiro, podemos considerar o capital, patrimônio, rentabilidade e outros elementos relacionados às finanças.

Qual a sua importância para identificação de falhas na gestão?

Para uma boa gestão contábil o gestor precisa ter em mãos dados precisos, transparentes e reais sobre seu negócio. Essas informações são fornecidas por meio de demonstrativos financeiros, como o balanço patrimonial, demonstrativo de resultados e o de origem e aplicação de recursos.

Entretanto, não basta simplesmente apresentar as informações sobre o negócio ao administrador, ele deve saber identificar falhas na gestão. Se os demonstrativos apresentarem resultados negativos, o gestor precisa de meios para saber exatamente onde deve realizar mudanças.

Mesmo se os demonstrativos da empresa apresentarem resultados positivos, o proprietário poderá corrigir eventuais falhas encontradas e maximizar o desenvolvimento do seu negócio.

Quais são os indicadores mais importantes a serem analisados?

A gestão financeira é complexa e envolve diferentes contas. Dessa forma, os indicadores são divididos em quatro categorias: de atividade, estrutura de capital, liquidez e rentabilidade. Cada um deles analisa os dados da empresa sob diferentes aspectos. Saiba quais são eles a seguir.

Indicadores de atividade

São utilizados para medir a velocidade em que as contas da empresa são transformadas em vendas ou capital em caixa. Esses indexadores são:

  • giro de caixa: expõe quantas vezes o dinheiro do caixa é utilizado para financiar atividades em um período de tempo, ou seja, o ciclo do capital;

  • giro de estoques: indica a velocidade com que o inventário da empresa é renovado em um período de tempo;

  • fluxo de caixa: demonstra a movimentação financeira em um determinado período de tempo, monitorando as entradas e saídas de capital;

Esse último indicador ainda pode ser dividido em duas categorias menores. A primeira é o fluxo de caixa projetado, que possibilita prever movimentações futuras. A segunda é o fluxo de caixa livre, que mede a capacidade da empresa gerar capital em longo, médio e curto prazo.

Indicadores de estrutura de capital

Os indexadores dessa categoria avaliam a capacidade do crescimento sustentável a partir de endividamentos e financiamentos. São eles:

  • endividamento total/patrimônio: compara a dívida da empresa perante terceiros e o investido pelos empreendedores — assim, será possível averiguar quanto do lucro é utilizado para quitar o endividamento;

  • cobertura de juros: mede a capacidade de quitação de juros sem comprometer a geração de caixa.

Indicadores de liquidez

Seus objetivos são evidenciar se a organização pode cumprir seus compromissos até o prazo estipulado. Nesse tópico estão presentes 4 indicadores:

  • liquidez corrente: evidencia quanto a empresa receberá em relação às suas dívidas. Se o resultado for menor que 1, o negócio está endividado e terá problemas em honrar seus compromissos;

  • liquidez seca: aplica lógica similar à anterior, porém ignora os estoques, que só são convertidos em dinheiro após a concretização de vendas;

  • liquidez imediata: contabiliza as contas que podem ser imediatamente transformadas em dinheiro. Ele avalia a capacidade de quitar dívidas de curto prazo;

  • liquidez geral: contempla a capacidade de cumprir obrigações em 12 meses, englobando previsões de médio e longo prazo.

Indicadores de Rentabilidade

Todos estão ligados à rentabilidade e lucratividade do negócio em diferentes períodos de tempo, analisam os ganhos provenientes de vendas, capital investido e ativos em geral;

  • margem operacional: demonstra quanto o capital restante da empresa após a dedução das despesas, exceto o Imposto de Renda (IR);

  • margem EBITDA: define os lucros antes dos juros, impostos, depreciação e amortização — também chamada de Lajida;

  • margem líquida: similar aos anteriores, demonstra o montante restante das vendas após dedução das despesas, porém inclui o IR;

  • retorno sobre o investimento (ROI): determina a porcentagem de ganhos sobre um determinado investimento realizado;

  • retorno sobre patrimônio (ROE): mede o lucro de uma empresa em relação ao que foi investido pelos acionistas ou proprietários do empreendimento.

Como os softwares de gestão são a melhor opção para utilizá-los?

Os indicadores de desempenho financeiro precisam ser utilizados minuciosamente. Eles devem ter uma finalidade, meta, fórmula própria para calculá-los, fonte de dados precisa e transparente, frequência de apuração e um responsável competente para estruturá-los.

Entretanto, medir resultados manualmente é bastante custoso e é uma atividade não admite erros, caso contrário poderá levar à tomada de decisões equivocadas. A melhor solução para esses problemas é a implementação de softwares de gestão financeira.

As plataformas de gestão são capazes de realizar cálculos complexos instantaneamente e sem erros. Evitam gastos com impressões, geram relatórios e planilhas de fácil entendimento e que podem atualizados em tempo real.

Esses programas consistem na melhor opção para identificar falhas e averiguar se os resultados da gestão estão sendo positivos. Para comprovar essa afirmação, expomos três casos de sucesso de organizações que obtiveram sucesso ao utilizá-los.

EIM Instalações Industriais

Essa é uma empresa que atua em instalações industriais com mais de 60 anos no mercado. Em razão de seu tamanho, seus colaboradores demoravam cerca de 5 dias para o fechamento da folha, mas graças ao software financeiro da Fortes Tecnologia, a atividade é encerrada em 2 ou 3 dias.

O programa integrou os departamentos financeiros, contábeis e de pessoal, possibilitando a realização de tarefas burocráticas em poucos cliques. Isso apresenta um ganho de 50% na produtividade, além de também fornecer um excelente suporte técnico.

CCA Contadores Associados

Empresa de médio porte que presta assessoria contábil e de auditoria, adquiriu o software que integrou as operações contábeis e fiscais, garantindo relatórios mais transparentes e reais por um baixo custo.

Outras vantagens observadas foram o atendimento em tempo real e o treinamento eficaz. Tudo isso permitiu que eles captassem mais clientes sem reduzir a qualidade do serviço prestado.

Ciscon Contadores Associados

Empresa do segmento contábil, também implantou o software da Fortes que integra as operações contábeis e fiscais, tornando automáticas as atividades puramente burocráticas, como contabilização de pagamentos, acompanhamento de certidões, entre outras.

Aliado a um bom atendimento, o sistema permitiu que os colaboradores se concentrassem em suas atividades principais, aumentando a produtividade dos colaboradores e permitindo que se tornasse melhor a análise dos resultados de seus clientes.

Saber analisar os indicadores de desempenho financeiro é essencial para verificar se os resultados obtidos pela empresa foram os pretendidos. Entretanto, a utilização de softwares de gestão, como os oferecidos pela Fortes Tecnologia, é fundamental para promover mais segurança no tratamento das informações e para o desenvolvimento do negócio.

Não se esqueça de assinar a nossa newsletter! Estamos sempre nutrindo nossos leitores com mais conteúdos ricos e interessantes como este!

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_Caixa

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar