Fortes Pessoal

Saiba como recolher os encargos referentes a pagamentos efetuados em atraso

Deixou de pagar uma hora extra, comissão ou algo parecido? Fique tranquilo, pois você irá aprender o passo a passo para resolver este problema.

homem-de-negocios-frustrante-com-oculos_1098-3402

Bem, antes de pensar em como realizar o recolhimento dos encargos (INSS e FGTS), é necessário gerar o pagamento complementar da folha de pagamento e a ferramenta ideal para isso é o complemento de folha com encargos, localizado no menu movimentos>complementos de folha com encargos>criar.

 Sem título1

Vamos utilizar como exemplo, o pagamento de horas extras que deveriam ter sido pagas em 08/2016, porém serão pagas no mês de 09/2016 em folha complementar (com encargos).

Após a criação do complemento de folha com cargos referente a folha de 08/2016 , você deve lançar as horas extras no complemento, assim como você costuma fazer na folha de pagamento.

Sem título2

Sem título3

 

Feito o lançamento e calculo da hora extra, é hora de recolher os encargos. Levando em consideração que os encargos da folha de 08/2016 já foram recolhidos, basta observar as seguintes orientações:

Se o complemento aconteceu apenas para um ou alguns empregados, você deve gerar dois arquivos no Fortes Pessoal e importa-los no SEFIP.

1° Arquivo (GFIP Normal) Movimentos>Obrigações Mensais>GFIP: Na primeira geração marque apenas os empregados que não tiveram o pagamento complementar, com a modalidade “Confirmação” e importe no SEFIP, porém não faça o fechamento.

 

Sem título4

 

Sem título5

 

2° Arquivo (GFIP Complementar) Movimentos>Obrigações Mensais>GFIP Complementar: Na segunda geração você deve marcar apenas os empregados que tiveram o pagamento complementar, e não esqueça! Você deve informar a modalidade “Recolhimento”, em seguida importe o arquivo no SEFIP.

 

Sem título6

 

Sem título7

Após esses procedimentos, basta realizar o fechamento e prosseguir com o envio da declaração. Mas atenção! A guia de recolhimento do INSS não deve ser emitida pelo SEFIP, pois a mesma estará com o valor total, ou seja, de todos os empregados. Neste caso, você deve emitir a guia para recolhimento, através do Fortes Pessoal utilizando a GPS complementar.

Curtiu nosso conteúdo? Somos referência no mercado e se precisar de ajuda para otimizar os resultados na sua empresa, você pode contar com a gente. Pense grande e solicite uma proposta comercial!

Sobre o autor

Patrícia Capistrano

Há 14 anos na área trabalhista, atualmente como Consultora de Relacionamento da Fortes Tecnologia, membro da Comissão de Normas Técnicas Aplicadas às Áreas Trabalhistas e Previdenciária do CRC-CE, graduanda em Direito pela FANOR. Atuou como consultora e coordenadora no suporte de gestão de pessoas da Fortes Tecnologia. É instrutora e palestrante do Programa de Apoio ao Estudante (PAE); Fortes na Prática (FNP); professora da Fortes Treinamentos e Simples Treinamentos com cursos voltados para área trabalhista e atualmente é destaque com palestras sobre eSocial e Reforma Trabalhista em diversas regiões do País.

Deixar comentário.

Compartilhar