Gestão de pessoas

Confira o caso de sucesso da Vega Transportes S/A com o sistema Fortes RH

Confira o caso de sucesso da Vega Transportes S/A com o sistema Fortes RH
Escrito por Karina Souza
Atualizado em: 18/10/2018 Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Cléo Falcão, gestora de DH da empresa Vega Transportes, fala sobre como o nosso sistema Fortes RH a ajuda nesse dia a dia em relação as suas rotinas.

Esses dias entrevistei a Cléo Falcão, gestora de DH da empresa Vega SA Transporte Urbanosobre como o nosso sistema Fortes RH a ajuda nesse dia a dia em relação as suas rotinas operacionais.

Confira no post o resultado dessa conversa e a entrevista completa em vídeo.

Como você conseguiu implantar uma cultura de utilização de um software em seu DH?

Não é uma tarefa fácil implantar uma cultura de utilização de software em RH, inicialmente precisamos sensibilizar as pessoas, mostrar o quanto isso vai impactar nos resultados da área e que vai garantir maior rapidez e confiabilidade na informação.

O segundo passo é escolher uma ferramenta que atenda a nossa realidade especifica em termos de informações pertinentes à área. Terceiro realizar um treinamento especifico para conhecimento da ferramenta além de suporte adequado para tirar as dúvidas.

Houve alguma resistência e/ou dificuldade por parte de sua equipe?

Sempre há resistências, mas quando a equipe entende as funcionalidades das ferramentas, nesse momento em que eles conhecem e entendem os ganhos que a ferramenta trás x dificuldades encontradas, as dificuldades e resistências são vencidas.

Antes de utilizarmos o software tínhamos algumas dificuldades  (informações não sistematizadas):

• Candidatos já descartados em seleções anteriores que participavam de novas seleções (aumento do custo/tempo de seleção);
• Falta de um banco de dados de candidatos informatizado (currículos apenas em papel);
• Triagem manual (sem utilização de filtro algum);
• Não havia cadastro de colaboradores no sistema;
• Sistema do DP não atendia ao DH;
• Colaboradores sem históricos, acompanhamentos etc;
• Uso do excel para apresentação dos relatórios;
• Entrevistas de desligamentos e acompanhamento de experiência realizada, porém sem Relatórios estatísticos;
• Falta de controle dos exames, atestados, etc;
• Dificuldade em apresentar indicadores de produtividade do DH à direção da empresa;
• Falta de controle da participação dos colaboradores nos treinamentos;
• Dificuldades na aplicação/tabulação do resultado de pesquisas de clima e satisfação.

Quais indicadores o sistema te ajuda a acompanhar de forma mais automática?

  • Turnover;
  • Estatísticas de exames;
  • Estatísticas de resultados de exames;
  • Índice de eficiência do processo seletivo;
  • Horas de treinamento per capita;
  • Investimento per capita (R$) treinamento;
  • Total de horas de treinamento (h:min)

Você poderia elencar pontos de sucesso com a utilização do Fortes RH?

  • Lidar com volume de informação assegurando qualidade nos processos de RH;
  • Ter todos os dados dos funcionários numa base única;
  • Possibilita decisões mais acertadas, tornando-a a organização mais dinâmica e agressiva;
  • Ganhos em otimização dos processos e das operações com maior eficiência;
  • Informações de qualidade de forma mais rápida e eficaz;
  • Aumento na produtividade e redução dos desperdícios;
  • Reduzem os limites de tempo de respostas, agregando valores as atividades;
  • Padronização dos controles e procedimentos operacionais;
  • Processo seletivo com maior velocidade através de cadastros do site analise rápida das etapas seletivas e relatórios consistentes;
  • Integração com outros sistemas da empresa.

    solicite proposta gif blog fortes

Blog-Fortes-Tecnologia-calculo-de-custo-por-colaborador-facebook-linkedinPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Karina Souza

Graduada em Recursos Humanos, Coach e Especialista em Gestão Empresarial. Atualmente é gerente de produtos na área de Gestão de Pessoas do Grupo Fortes, instrutora na área de RH, gestão de pessoas e SST. Participa como membra da Associação Brasileira de Recursos Humanos e do grupo de SST das empresas piloto do eSocial. Cursando Técnico de Segurança do Trabalho.

Deixar comentário.

Compartilhar