Gestão de pessoas

Retenção de talentos: no que é preciso atuar de maneira eficiente?

Retenção de talentos: no que é preciso atuar de maneira eficiente?
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 01/07/2019 Tempo estimado de leitura: 5 minutos

A retenção de talentos é fator primordial para manter a qualidade de um serviço oferecido, independente do tamanho da corporação. Há muitos processos burocráticos para serem seguidos, dados sobre fornecedores e informações financeiras dos clientes, por isso, é muito complicado quando há trocas de colaboradores com frequência.

Além disso, as contratações e demissões apresentam um custo elevado para uma empresa. Então, o que é preciso fazer para incentivar a permanência dos funcionários? Continue a leitura do post e descubra as práticas que podem ser adotadas para aumentar a satisfação dos colaboradores e a permanência deles na organização!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Por que é tão difícil manter os funcionários na empresa?

De acordo com dados obtidos em uma pesquisa do Hay Group, feita com 450 empresas, 64% dos gestores têm dificuldades de reter profissionais. O levantamento também aponta que 89% dessas companhias não possuem uma estratégia para favorecer a permanência desses colaboradores, e quando isso ocorre é apenas para cargos específicos de gestão.

Essa dificuldade em mostrar aos funcionários que eles são valorizados dentro de uma empresa faz com que muitos procurem outras oportunidades no mercado, a fim de obter mais reconhecimento, melhores condições salariais e de trabalho.

Quais os contratempos ocasionados pela troca de funcionários?

O problema da troca constante de profissionais é o custo que isso traz para a empresa. Além disso, há uma descontinuidade do trabalho desempenhado, acarretando em atrasos nas entregas, necessidade de capacitação do novo colaborador, entre outros aspectos.

Portanto, é importante considerar os custos envolvidos na troca de funcionários e todos os prejuízos acarretados por essa situação. Veja:

Custos de saída

Ao pedir para sair, o funcionário tem vários direitos garantidos como:

  • saldo de salário;

  • décimo terceiro proporcional;

  • férias proporcionais;

  • recolhimento do INSS.

Como consequência, o departamento de Recursos Humanos precisará fazer um cálculo sobre esses valores, o tempo que o colaborador permaneceu na empresa, fazer o encaminhamento para o exame de saúde de demissão e já deverá começar a procurar por um novo funcionário.

Isso poderá comprometer o fluxo de caixa do negócio, exigindo cortes das despesas em outros setores.

Sobrecarga da equipe

Enquanto a corporação não encontra ninguém para desempenhar a tarefa do colaborador que saiu, os demais funcionários ficarão sobrecarregados com o acúmulo de tarefas. Isso pode aumentar o número de horas extras, prejudicar a qualidade do serviço oferecido, estressar a todos e aumentar os custos.

Por exemplo: um funcionário recebe um salário de R$ 1.500,00 para trabalhar 220 horas durante o mês. Porém, com a ausência de um colega, ele precisará fazer horas extras para concluir os trabalhos.

No total, ele exerceu 40 horas a mais, gerando um custo adicional de R$ 408,40 sem considerar os impostos. Veja o cálculo:

1.500/220 = R$ 6,81 (valor/hora)

6,81 X 50% (adicional para hora extra realizada até as 22 horas em dias de semana) = R$ 3,40

Total da hora extra: 6,81 + 3,40 = R$ 10,21

10,21 X 40 horas = R$ 408, 40

Vale lembrar que após as 22 horas acrescenta-se também adicional noturno. Além disso, as horas extras realizadas aos finais de semana recebem acréscimo de 100% Imagine o que acontece no orçamento se mais 3 ou 4 pessoas precisarem fazer horas extras?

Custos de uma nova contratação

Para encontrar o profissional com perfil ideal para o negócio é necessário divulgar a vaga. Para tanto, o profissional de Recursos Humanos precisará fazer contatos ou contratar um serviço terceirizado, que traz custos calculados sobre uma porcentagem do salário do funcionário.

Ainda, será necessário investir tempo para avaliação dos currículos, entrevistas e testes para encontrar uma pessoa com as características e as experiências desejadas.

Como aumentar a retenção de talentos?

Para evitar um desgaste dos colaboradores e aumentar a permanência deles na empresa, é aconselhável investir em melhorias nos processos, criar oportunidades de crescimento e estimular uma boa comunicação no ambiente corporativo. Veja com mais detalhes:

Elabore um plano de carreira

Segundo o artigo “Como fazer as pessoas terem orgulho da empresa” de Fábio Barbosa, presidente do Grupo Abril, é importante saber alinhar os interesses da empresa com os dos funcionários. Isso traz sucesso para a corporação e satisfação profissional.

Nesse sentido, uma boa estratégia é adotar um plano de carreira na empresa. Ele deve informar de forma clara e objetiva quais os passos que o profissional deve seguir para ser promovido na companhia.

Os salários ofertados no plano também devem valorizar o novo cargo, oferecendo valores compatíveis com os oferecidos no mercado de trabalho. Caso contrário, ainda será vantajoso para o profissional trocar de empresa para obter uma maior remuneração.

Ofereça benefícios

Outra iniciativa que pode trazer satisfação para os colaboradores é a oferta de benefícios. Ela pode melhorar ainda mais a posição da empresa, quando disponibiliza um plano de carreira, ou pelo menos amenizar a ausência dessa proposta.

Sendo assim, é importante considerar os benefícios oferecidos por outras empresas e analisar quais podem ser adotados. Entre os mais valorizados pelos profissionais estão:

  • vale alimentação;

  • plano de saúde;

  • plano odontológico;

  • participação nos lucros;

  • investimentos em cursos e especializações.

Utilize tecnologias de ponta

Adote tecnologias eficientes para dar agilidade às rotinas administrativas e fiscais, controlar o estoque, monitorar o fluxo de caixa e fazer o gerenciamento financeiro da empresa. Inclusive, dê preferência para sistemas que permitem a integração das informações, pois isso evitará erros e retrabalhos.

Mantenha um ambiente colaborativo

Crie um ambiente familiar. Encoraje a troca de ideias, promova reuniões para ouvir sugestões dos funcionários, incentive a prática de esportes e crie momentos de descontração e confraternização para proporcionar um clima colaborativo na empresa.

Desse modo, eles passam a perceber que fazem parte dos processos de decisão da companhia e se sentem valorizados.

Dê segurança aos colaboradores

É claro que se algum funcionário cometer um erro muito grave você terá que demiti-lo. No entanto, é imprescindível proporcionar um ambiente produtivo e de convivência pacífica.

Ao evitar o excesso de competição e ameaças dentro da organização, os colaboradores se sentem mais seguros e motivados para desempenharem as atividades e permanecerem na empresa.

Enfim, ao criar um ambiente amigável, colaborativo e estimulante, os funcionários se sentem motivados a trabalhar pelo crescimento da empresa e isso evita a perda de bons profissionais.

Pronto! Agora você já sabe quais são as medidas necessárias para favorecer a retenção de talentos. O que acha de começar a colocá-las em prática? Aproveite para seguir as nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades! Estamos no Facebook e Youtube!

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar