Gestão contábil Gestão e Negócios

Reskilling: a contabilidade com um novo propósito

fortes tecnologia apresenta reskilling
Escrito por Isabel Holanda
Publicado em: 23/05/2019 Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Você já ouviu fala sobre reskilling? Não é segredo pra ninguém que atualmente somos personagens de um cenário totalmente digital e mutável. O que fazia sentido há alguns anos já não tem mais o mesmo significado para agora. Não somente o cenário, mas tudo o que conhecemos está mudando, as relações de consumo, o cenário econômico e as obrigações governamentais.

Se você acha que essa onda de mudanças tecnológicas não vai mudar o seu trabalho como contador, você precisa urgentemente mudar o seu mindset.

O que hoje parece uma profissão estável, amanhã poderá estar extinta. Você já reparou que saímos de uma época onde os cálculos de folha e fechamento de DRE precisavam ser feitas à mão para uma era onde os softwares fazem grande parte desse trabalho?

Para que você entenda melhor, até os órgãos reguladores do governo como a  Receita Federal, já aderiram a era digital. A prova disso são as novas obrigações eSocial e REINF que estão em vigor e garantem que haverá fiscalização digital de tudo o que as empresas fazem e registram.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual o impacto dessas mudanças para as profissões?

Em meio a tantas mudanças de forma rápida, existem várias posições de trabalho ou funções que encabeçam a lista das profissões que podem ser extintas da forma como conhecemos. E a contabilidade é uma das profissões que está nas primeiras posições desse ranking.

Segundo pesquisa realizada pela Estudo da PwC e publicada numa matéria da revista Exame, a automatização é certa e a substituição de humanos por softwares será mais rápida do que esperamos. Essa pesquisa divulga um estudo feito em países mais desenvolvidos, como Japão, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, onde até 2030 até um terço dos postos de trabalho nestes países podem ser ocupados por robôs.

Esta realidade está próxima aqui no Brasil?

Embora a pesquisa elucide que já estão avançados a evolução de robôs para que isso aconteça, ainda não temos estimativa para o Brasil, mas uma coisa é certa, essa tecnologia virá até nós. Ainda não é o apocalipse, mas pode se tornar se você não fizer nada para mudar essa realidade.

Mesmo que pareça apenas pura e simples especulação, o trabalho robotizado irá muito além de tarefas básicas e repetitivas, já é realidade para algumas áreas, robôs com inteligência artificial suficiente para decidir sobre processo que precisavam de interação humana.

O pesquisador em Inteligência Artificial (AI), Ajay Agrawal, reconhece que para a maioria de nós, não é fácil imaginar que capacidades cognitivas tradicionalmente inerentes a seres humanos como julgar, analisar e tomar decisões, sejam dominadas por máquinas inteligentes. De todo modo, graças aos recentes avanços do “mercado inteligente”, esse já desponta no horizonte, com grandes benefícios.

Os robôs podem substituir profissionais totalmente?

Também sabemos que quando uma profissão é substituída por recursos tecnológicos ou deixa de existir, outras novas aparecem para suprir novas demandas que irão surgir e claro que as habilidades humanas não serão substituídas por completo.

Mas é justamente sobre isso que quero falar com você, sobre essas habilidades ou competências digitais que precisarão de ressignificado, ou como o texto propõe, utilizar de Reskilling.

Afinal o que é Reskilling?

O termo Reskilling, ou ressignificado profissional, vem da necessidade de aquisição constante de novas habilidades, a fim de conseguirmos dar conta das demandas de mudança e readequação que surgirão no mercado e, assim, nos mantermos funcionais em um mercado que muda constantemente e que não perdoa quem perde esse time.

Não é de agora que vários estudiosos da área contábil vêm falando que a função de contador, já nos dias atuais, tem requerido outras competências além das técnicas. Quer um exemplo prático do que estou falando? Vamos analisar um contador que detenha conhecimentos nas principais áreas (fiscal, contábil, pessoal, controladoria financeira e normativa), esse profissional poderia utilizar todo o seu conhecimento que adquiriu com o tempo, de forma mais estratégica e holística em seus clientes.

Vamos refletir juntos

Convido você a fazer uma autoanálise. Quantos de vocês contadores realizam para os seus clientes uma consultoria estratégica com base no negócio deles? Ou será que você, pelo volume de coisas operacionais tem se detido apenas a realizar o operacional que daqui a poucos anos os softwares já farão sozinhos?

Não quero dizer com essa provocação que é errado ou que não deve ser feito o operacional, mas você já parou para analisar de forma estratégica o negócio de seus clientes, utilizando suas habilidades analíticas, consultivas e de conhecimento para saber o que pode ser feito de melhor pra ele poder se manter competitivo? Você há de convir comigo que entregar folha de pagamento, fechar o mês, entregar DRE e fechar tributos é o básico para uma contabilidade.

Como obter novas competências?

Começamos o texto falando desse movimento chamado Reskilling, que pressupõe obter novas competências para se manter competitivo em um mercado totalmente mutável. Então para alcançar essas novas competências, você precisará realizar algumas ações básicas para que isso aconteça:

Atualização Constante

Você precisa se atualizar quanto as mudanças legais e de obrigações. Você só poderá ser estratégico e fazer com que sua equipe seja também, se souber o que acontece no mundo.

Conhecer novas tecnologias

A Chief Marketing and Sales Officer da Fortes Tecnologia, Fernanda Rocha, acredita que esta seja uma das principais mudanças para ressiginificar os cargos que ainda estão mais envoltos com o operacional, mas que pela necessidade do mercado, precisam avançar para a estratégia do negócio.

Sua experiência em marketing e comercial a levaram a desafiar sua equipe e estimulá-los a buscar no mercado, ferramentas que automatizem o trabalho. Para Fernanda Rocha, “Você não terá tempo para pensar estratégico se a maioria das atividades precisam de um esforço humano.”

Busque conhecer o negócio do seu Cliente

Se você pretende atuar como consultor estratégico, um dos primeiros passos é conhecer a realidade de seu cliente, e, não estou falando da realidade fiscal tributária, mas da gestão do negócio dele. Para oferecer soluções dinâmicas você precisar estar inserido no conhecimento dos desafios.

Tendências tecnológicas para as atividades operacionais

Com o ascendente crescimento de AI (Tecnologias Inteligentes ou Inteligência Artificial), teremos outra vantagem nos modelos de negócios, que seria a redução dos esforços na elaboração de previsões e operações. O que para algumas empresas pode ser custo, para alguns grandes líderes investir em AI pode trazer grandes ganhos como, redução dos esforços e custos nas elaborações de previsões. Ficando para nós, o que o Reskilling se propõe como proposta, que seria a capacidade de julgar e analisar os resultados.

Como esse papel de fazer previsões tornar-se-á cada vez mais inteligente, o diagnóstico será mais frequente e conveniente, portanto, para  os contadores e profissionais mais preparados será mais fácil e rápido detectar soluções mais estratégicas para seus clientes.

Então para para enfrentar esta nova era das tecnologias mais inteligentes, os profissionais precisarão:

  1. Abandonar velhos paradigmas;
  2. Acreditar que as relações estão mudando, e rápido;
  3. Passar a adicionar em sua operação recursos e softwares inteligentes.

E claro! Não esquecer do principal, imprimir em sua equipe a preparação dessas competências mais voltadas para análise, investir em capacitação constante e ter em seu time líderes e colaboradores cada vez mais resilientes e adaptáveis ao novo. E para isso, ter lideranças que respirem toda essa realidade fará a diferença em sua empresa contábil.

Fortes tecnologia consultor contadorPowered by Rock Convert
fortes-tecnologia-rock-content-marketing-digitalPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Isabel Holanda

Há mais 10 anos atuando na área de gestão de pessoas, atualmente, é gerente de conteúdo na Fortes Tecnologia. Graduada em Pedagogia pela UFC, com pós graduação em Gestão de Pessoas, Psicopedagogia e Life Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC). Além disso, é palestrante de temas relacionados aos subsistemas de RH com foco em liderança e desenvolvimento de equipes.

Deixar comentário.

Compartilhar