Gestão e Negócios Gestão financeira

Precificação de serviços: qual a importância de planejar os preços de venda

Fortes tecnologia apresenta precificação de serviços
Escrito por Renan Guedes
Atualizado em: 01/11/2019 Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Ouça o post sobre precificação de serviços no player abaixo

As empresas no geral surgem de uma ideia inovadora ou a partir de uma necessidade, e assim, conseguem obter sucesso desde cedo investindo em alguns pontos como: análise de mercado, pesquisa de produto/serviço, escolha da melhor fonte de recursos e a precificação de serviços ou produtos.

Baseado nestes pontos importantes, eu escrevi este artigo abordando a precificação de serviços para empresas. Assim, se você tem dúvidas sobre como precificar, entender sua margem de lucro e markup, continue lendo o conteúdo, pois são situações diretamente ligadas a rentabilidade e consequentemente ao crescimento do negócio.

3 problemas que afetam a precificação de serviços e produtos

A falta de uma adequada política de precificação de serviços gera nas pequenas e até mesmo nas grandes empresas, alguns problemas considerados muito sérios. Conheça 3 fatores que contribuem para um problema de precificação.

1. Flexibilização inadequada dos preços

A flexibilização inadequada dos preços, ocorre principalmente quando se usa um preço variável, por exemplo, um valor X é cobrado para determinado cliente, enquanto um valor Y é cobrado para outro.

É necessário ter cuidado na flexibilização, pois você pode ficar sem margem de lucro, principalmente quando não se têm definido os reais custos do serviço, que é o próximo ponto. Portanto, não deixe esse fator prejudicar sua empresa, busque sempre alternativas estratégicas para tratar de clientes exclusivos.

2. Desconhecimento dos custos

Se existem problemas muito graves dentro de uma empresa, esse com certeza é um deles: o desconhecimento dos custos ligados a prestação de cada serviço.

Essa falha abre brechas para que seu serviço se torne inviável a longo prazo. Por isso é importante conhecer cada centavo relacionado aos custos do serviço prestado para que possa ter a certeza de que vai poder arcar com todos os compromissos – fornecedores, folha de pagamento e etc – e ainda ter lucro.

3. Capital de giro deficiente

O capital de giro deficiente, é quando suas receitas não são suficientes para realizar o funcionamento do negócio.

Sabe quando uma pessoa gasta mais do que ganha e no final do mês fica no vermelho escolhendo qual conta vai deixar de pagar, se arriscando em cima de juros e multas? É exatamente isso que acontece com as empresas, portanto, busque sempre ficar de olho no capital de giro do seu negócio.

Se você não tem dinheiro sobrando para investir e até mesmo honrar com seus compromissos diante de um imprevisto, saiba que fazer a precificação dos seus serviços sem analisar esse fator, é praticamente um tiro no pé, principalmente quando são feitas ofertas promocionais com preços muito baixos.

Você também vai gostar destes conteúdos
📌 Como fazer o gerenciamento de custos de uma empresa?
📌 Entenda com detalhe a gestão orçamentária e sua importância
📌 Previsão de custos: como fazer de forma eficiente

A precificação deve ter um embasamento no mercado

Antes de pensar em como precificar os serviços, é preciso ter um mindset trabalhado para entender que quem determina o preço, é o mercado. Por isso, é importante realizar previamente uma pesquisa sobre o que os concorrentes já praticam , identificar o valor que seu serviço agrega ao consumidor final, estimar alguns preços com base nos principais custos que você já identificou e testar a aceitação do preço estipulado.

Esse teste pode ser feito com  seus amigos e parentes que consomem os serviços ofertados pelo segmento de mercado da sua empresa, pois eles vão te dar um feedback sobre a viabilidade do valor que você pretende cobrar. 

4 benefícios do planejamento de precificação

Para que você entenda o quanto está deixando de ganhar não aderindo uma política de precificação eu listei alguns benefícios importantes, são eles:

  • Ter uma margem de lucro previsível, onde seu negócio possa crescer e se tornar sustentável sem surpresas negativas no final do mês;
  • Oferecer preços competitivos ou de acordo com a proposta de valor do seu serviço, por exemplo, estar alinhado com que o mercado realiza, podendo criar ações promocionais com segurança, analisando com calma até onde pode ceder ou o quanto pode lucrar a mais;
  • Mensuração de todos os custos envolvidos, tornando mais assertivo o rateio desses para as contas adequadas;
  • Ter uma base mais concreta para a precificação de novos serviços e produtos, já que uma vez criado um padrão, torna-se mais fácil introduzir novos serviços e produtos no seu mix.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Que ações devo fazer para precificar meus serviços?

Numa política de precificação de serviços é necessário ter em nota inicialmente, se o valor cobrado é o suficiente para alcançar o lucro desejado e manter toda a operação do negócio funcionando.

Para iniciar uma precificação de serviços do zero, uma empresa não pode ignorar algumas ações, entre as mais importantes, são:

  • calcular a mão de obra direta, dividindo o salário pelas horas trabalhadas e calculando o tempo gasto em cada serviço;
  • calcular o material gasto para cada serviço;
  • calcular o custo unitário de cada serviço, somando mão de obra direta e materiais;
  • calcular os custos fixos ligados ao funcionamento da empresa, ex: aluguel, água, energia e etc;
  • calcular os custos variáveis de venda, como impostos; 
  • definir a margem de lucro;
  • calcular a taxa de marcação, que seria o somatório dos custos fixos, variáveis e a margem de lucro dividida por cem;
  • e por fim, o preço de venda a partir do custo unitário de serviço X a taxa de marcação.

Agora que você já entendeu o que é preciso prestar atenção na hora de fazer a precificação de serviços de forma sustentável, compartilho 4 dicas para gerar mais receita no seu negócio.

  1. oferecer combos dos serviços prestados;
  2. ancoragem de preço;
  3. mix de serviços;
  4. planos de fidelização. 

Tendo em vista que você já consegue agora, ter um norte para identificar os preços praticados no mercado, calcular todos os custos envolvidos na prestação de um serviço e definir seu lucro aproveitando algumas dessas estratégias, só resta colocar em prática e iniciar desde já!

Lembrando que precificar é uma tarefa complexa, mas imprescindível e que não basta apenas definir um valor, é preciso analisar se o valor faz sentido para seus clientes e para seu negócio, deixando-o rentável.

Espero que tenha gostado do conteúdo e até mais!

Banners-internos-cta-blog-planilha-fluxo-de-caixa-mensalPowered by Rock Convert
Fortes tecnologia apresenta indicadores estrategicosPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Renan Guedes

Paixão por vendas e desafios reais foram os fatores que guiaram minha vida profissional. Iniciei no varejo e atendimento onde pude enriquecer minha sensibilidade ao tratar com pessoas, e hoje, atuo no mercado B2B onde me encontrei, ajudando organizações a crescerem dando atenção ao essencial: seus recursos financeiros.

Deixar comentário.

Compartilhar