Gestão contábil

Qual a importância de um plano de contas organizado?

Qual a importância de um plano de contas organizado?
Escrito por Eliane César
Atualizado em: 02/05/2019 Tempo estimado de leitura: 3 minutos

controle financeiro é fundamental para a sustentabilidade de uma empresa. Uma gestão bem conduzida é a certeza de que os recursos serão usados com eficiência e as operações serão conduzidas e gerenciadas corretamente. É para ajudá-lo a fazer o acompanhamento rigoroso desses dados que vamos esclarecer a importância do plano de contas.

Para isso, é preciso entender primeiro o que é um plano de contas. Trata-se de um conjunto de registros das movimentações financeiras da empresa. Essas informações são usadas para gerar relatórios como o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício, tão importantes para a tomada de decisões.

Quer entender melhor o assunto? Então, saiba como montar o plano de contas.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que é o plano de contas?

Por definição, sabemos que o plano de contas é o conjunto de contas, previamente estabelecido, que norteará os trabalhos contábeis de registro de fatos e atos inerentes à entidade, além de servir de parâmetro para a elaboração das demonstrações contábeis.

Com o objetivo de auxiliar nossos usuários, o sistema Fortes Contábil disponibiliza alguns modelos de plano de contas que atendem grande parte das atividades de mercado, seja ela prestadora de serviço, comércio ou até mesmo indústria.

Quais são os tipos de planos de conta?

O plano de contas deve seguir um formato padrão. É preciso entender quais são os tipos de planos de contas existentes para saber qual é o melhor modelo para sua empresa. Portanto, destacaremos, a seguir, os principais:

Plano de contas contábil

É um registro obrigatório e que tem o objetivo de demonstrar resultados financeiros do negócio. Ele deve ser elaborado apenas por um contador, seguindo normas de contabilidade.

Plano de contas gerencial

É usado, especialmente, para fazer a análise de resultados. Dessa forma, cumpre uma função importante para a gestão financeira da empresa. O plano gerencial é mais flexível e pode ser elaborado em um padrão mais simples, facilitando a compreensão dos gestores.

É possível montar um plano de contas gerencial usando recursos como planilhas ou, então, recorrendo a sistemas informatizados.

Como elaborar um plano de contas?

Agora que você já sabe qual é a importância de um plano de contas, confira o passo a passo que montamos para auxiliá-lo a elaborar um plano de contas para sua empresa.

1) Organize bem os documentos da empresa

O controle das informações financeiras e contábeis é parte fundamental nesse processo. Esses dados precisam ser registrados diariamente, para que as informações não se percam. Para isso, é sempre recomendável usar sistemas automatizados, facilitando ao máximo o registro de cada movimentação.

2) Separe os grupos de planos de contas

Existem quatro grupos principais no plano de contas:

  • ativos: recursos e bens em posse da empresa;

  • passivos: obrigações da empresa;

  • receitas;

  • despesas e custos.

Esses são os quatro grandes grupos, mas é indicado que dentro de cada um haja uma organização melhor das informações.

3) Crie as contas e subcontas para grupos

Essa organização dos dados se dá em subdivisões. Ou seja, para cada um dos grandes grupos deve-se incluir os itens que os integram. Confira:

Ativos:

  • ativo circulante;

  • ativo não circulante;

  • ativo imobilizado.

Passivos:

  • passivo circulante;

  • passivo não circulante;

  • patrimônio líquido.

Receitas:

  • receitas operacionais;

  • receitas não operacionais.

Despesas e Custos:

  • despesas  e custos operacionais;

  • despesas não operacionais.

Qual é a importância do plano de contas enxuto?

Uma das formas de otimizar processos de registro e uso do plano de contas é avaliar com exatidão os grupos e contas que são necessários para as atividades da organização.

É importante reforçar que você poderá excluir tanto os grupos quanto as contas desnecessárias. Isso deixa o plano de contas mais enxuto e organizado, de acordo com a necessidade da empresa.

Em contrapartida, contar com um plano de contas muito extenso pode atrapalhar nas análises, ao mesmo tempo em que polui visualmente os relatórios com informações de contas desnecessárias. Outro ponto positivo é que um plano de contas mais enxuto facilitará o trabalho das pessoas responsáveis por fazer os registros dos fatos contábeis.

A importância do plano de contas, portanto, está na capacidade que ele tem de orientar a gestão contábil da empresa.

Aproveite que você está em nosso site e baixe gratuitamente o e-book Checklist do eSocial: 30 passos para fazer o processo admissional e a qualificação cadastral dos empregados.

Fortes tecnologia consultor contadorPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Eliane César

Gerente de Produto nas áreas Fiscal, Contábil e Patrimônio na Fortes Tecnologia. Contadora. Especialista em Gestão e Planejamento Tributário pela Faculdade 7 de setembro. Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade Piauiense. Representante da Fortes Tecnologia no Grupo de Trabalho Piloto do projeto SPED. Membro da Comissão Técnica do SPED do CRC/CE.

Deixar comentário.

Compartilhar