Gestão de pessoas

Pesquisa de clima organizacional: por que você precisa atualizar?

Escrito por Fortes Tecnologia

Como anda o ambiente da sua empresa? Você seria capaz de afirmar que ele tem contribuído decisivamente para os resultados que ela apresenta? Pois saiba que isso é algo que precisa ser feito.

Grandes companhias dos mais diversos segmentos têm alcançado êxito em suas ações não somente por conta dos preços praticados ou dos produtos de qualidade oferecidos, mas também por fazerem com que suas ações aconteçam de maneira estratégica no dia a dia.

Nesse sentido, a pesquisa de clima organizacional pode ser a trilha para você encontrar o caminho do sucesso. Por isso, saiba mais sobre a importância dela e de como mantê-la atualizada.

A importância da pesquisa de clima organizacional

O índice de satisfação do colaborador com o seu trabalho é uma ferramenta que pode gerar dados concretos a respeito de como a equipe se sente dentro da empresa e de que forma o ambiente interno tem atuado na construção de uma presença forte da companhia no mercado.

Saber se o ambiente de trabalho é bom, se existem fatores de motivação, se o colaborador costuma ser ouvido, se existem condições de crescimento e aprendizado e se há unidade em torno dos objetivos da empresa, são algumas das informações que podem ser preciosas na construção de uma estrutura interna facilitadora do trabalho em equipe.

Reveja sua metodologia

Se a sua empresa já atua com a pesquisa, mas não costuma encontrar nela um recurso útil para seus interesses, talvez seja a hora de rever certas práticas. Para tanto, confira algumas dicas.

Considere as novas dinâmicas de trabalho

É preciso compreender que os processos mudam com o tempo. Hoje, o sistema Home Office já é uma realidade na rotina das empresas, estando presente inclusive na Reforma Trabalhista. Só isso já é o suficiente para você atualizar sua pesquisa de clima organizacional.

É preciso encontrar soluções para engajar também o funcionário remoto e, para tanto, a pesquisa é uma ferramenta importante.

Além disso, a insatisfação desse tipo de profissional pode refletir um problema estrutural da companhia, como a dificuldade na relação da equipe com a chefia e a ausência de feedback. Questões como salários baixos e falta de oportunidades para crescimento e aprendizado podem desmotivar o colaborador, estando ele no ambiente da empresa ou no home office.

Verifique a adequação entre os benefícios e a cultura da empresa

Muitas vezes, as empresas gastam demais com benefícios que não são úteis para elas e para os profissionais. Em outros casos, a falta de vantagens pode ser o caminho para uma saída. Por isso, é preciso identificar esse problema de maneira a ter como fazer da pesquisa um elemento realmente significativo para o aperfeiçoamento do clima no ambiente corporativo.

O ideal é que exista uma unidade de toda a equipe em relação aos objetivos. O comprometimento em torno de uma causa pode ser incentivado com a criação de benefícios que façam com que o profissional se sinta bem trabalhando naquele local. Vale-alimentação, Assistência médica e bolsas de estudo são exemplos disso.

Procure saber se, de fato, aquilo que a companhia oferece ao funcionário, pode realmente ser útil para reter talentos.

Analise a rotatividade de cargos

Um profissional que passa menos tempo do que o necessário em uma função pode representar um problema ou uma circunstância. Agora, uma função que sempre precisa de novos profissionais apresenta alguma coisa errada. É preciso ter critérios para avaliar o que de fato faz com que a rotatividade seja grande em uma companhia.

Se suas pesquisas não apontam para qualquer caminho em relação a isso, talvez seja a hora de rever a sua metodologia e procurar por alternativas que esclareçam qual pode ser a origem do problema.

Considere contratações por projetos

As empresas podem contratar por projetos, o que faz com que exige adequação em relação às pesquisas.

Tenha em mente que, mesmo atuando periodicamente, o profissional também é impactado pelo ambiente e pode colaborar com a construção de uma rotina mais harmônica, valorizando o relacionamento interpessoal e a qualidade de vida no trabalho. É preciso criar meios para considerar também esse tipo de colaborador.

Aposte em novas metodologias

Uma pesquisa de clima organizacional deve ser construída por etapas. Primeiro vem a preparação, onde se determina o objetivo da pesquisa, ou seja, os problemas a serem identificados. Em seguida, é hora de definir a metodologia e o plano de pesquisa, onde se formula as questões a serem registradas. A terceira etapa é a da execução da pesquisa, com a coleta de dados. A quarta é a da interpretação, onde esses dados são analisados e, por fim, vem o relatório final, com os principais resultados e insights.

Como fazer para ser o mais preciso possível nesse tipo de trabalho? É preciso procurar novas alternativas em termos de metodologia e fazer a escolha de acordo com as necessidades da empresa. O Employee Net Promoter Score, por exemplo, é uma maneira de medir a satisfação dos funcionários que funciona como uma pesquisa que pode ser feita por meio de perguntas simples. São elas:

“Considerando uma escala de 0 a 10, qual seria sua nota para recomendar a empresa como local de trabalho?”.

Consequentemente, você deve utilizar mais duas perguntas:

“Também na escala de 0 a 10, qual seria a sua recomendação em relação ao seu líder na empresa como sendo alguém bom para trabalhar?”

“De 0 a 10, qual seria a sua recomendação em relação ao nosso produto ou serviço a uma pessoa próxima, seja um amigo ou um familiar?”

A efetividade do modelo está em fazer com que o lado humano do negócio seja mais transparente, fazendo com que a pesquisa valorize a aprendizagem e experimentação na empresa.

Conheça e adote algumas ações práticas

Uma pesquisa de clima precisa ser contínua e valorizar a melhoria com análise e feedback constantes. Com o compartilhamento contínuo de resultados, torna-se mais fácil trabalhar com planos de ação e determinar novas medidas, facilitando o trabalho dos gestores.

Além disso, a consequência de sua pesquisa deve ser o plano de ações. Divida-o em estágios e comunique sua equipe. Assim, considere que existem iniciativas que pedem uma ação mais urgente e outras nem tanto, da mesma forma existem ações simples e outras complexas. Isso tem a ver com questões como investimentos ou a mudança de procedimentos.

Proponha prazos para as ações, procurando evitar quebra de expectativa e boatos desnecessários. Trabalhe com curto, médio e longo prazos e estruture as mudanças.

Estar em dia com a pesquisa de clima organizacional é de fundamental importância para manter a empresa com força no mercado. Ouvir os clientes internos e medir seu nível de satisfação são caminhos para que as atividades executadas sejam bem-feitas. Por isso, valorize essa atividade.

Gostou de saber sobre a pesquisa de clima organizacional? Então não deixe de compartilhar o texto nas suas redes sociais.

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar