Gestão de pessoas

Mindset digital: o que é e como aplicar em sua empresa corretamente

fortes-tecnologia-mindset-digital.png
Escrito por Isabel Holanda
Atualizado em: 12/02/2019 Tempo estimado de leitura: 7 minutos

ESTÁ SEM TEMPO PARA LER? CLIQUE NO PLAYER ABAIXO E OUÇA TODO O CONTEÚDO DE FORMA SIMPLES E PRÁTICA!

Vocês lembram da revolução Industrial e os impactos que ela trouxe para as relações comerciais, de gestão, pessoas e processos? Se você achou que foram mudanças significativas, você ainda não viu nada.

Prepare-se para mais uma mudança que promete mudar novamente todas as relações e comportamentos e se a empresa que não estiver pronta para isso não subsistirá.

A tecnologia já faz parte hoje de todas as relações empresariais e da vida de todos, mas você sabia que a tecnologia é apenas metade do caminho percorrido, ou seja, existe um ‘plano de fundo ‘ que norteará essa realidade vigente que é o tema do meu artigo, estou falando sobre mindset digital.

O que é mindset digital?

Antes de falarmos sobre o impacto do Mindset Digital em nossas organizações vamos alinhar sobre o que seria o significado dessa expressão.

Certamente você já deve ter ouvido em algum momento o termo em inglês, mindset que significa mentalidade ou forma de pensar. Porém, quando adicionamos o termo digital a isso, temos o resultado de definição que traduz a disseminação tecnológica positiva e eficiente que condiz com o que falaremos a seguir, que será a importância para o desenvolvimento de indústria 4.0.

Como aplicar nas empresas?

Podemos dizer que Mindset Digital é a forma como aprendemos a lidar com a transformação digital e como temos atuado frente a essa quantidade de informação e mudanças.  Então o mindset digital seria a reconfiguração da mentalidade das pessoas diante dessa nova realidade.

Vale ressaltar que esse conceito tem ganhado cada vez mais espaço nas empresas, mas que a aplicação dele envolve uma mudança de 180° nos processos, na forma de conduzir e nas relações que cada empresa tem. É explicitamente sair de um ponto a outro, e claro que mudanças envolvem impactos e trabalho.

É preciso sair da zona de conforto

Não sei quanto a você, mas as pessoas (inclusive nós mesmos) gostamos da zona de conforto, logo, a natureza humana pode comprometer de forma definitiva essa personificação do futuro, pois dificilmente aceita mudanças transformadoras.

Para facilitar o entendimento sobre o que quero repassar irei me ater agora a definição de mindset, que seria a nossa forma de olhar para as coisas do dia a dia e situações que a vida nos impõe diariamente de forma pessimista ou com otimismo, bem como nosso comportamento e reação diante dessas ocasiões.

Tem um livro muito bom que fala especificamente sobre esse tema que é Mindset A Nova Psicologia do Futuro,  da ph.D  Carol S. Dweck. Vale a pena você ler.

Nessa abordagem da forma de pensar e reagir a certas situações nos faz pensar como as pessoas que “chegaram lá” pensam, quais as atitudes frente as dificuldades e vitórias.

A forma de pensar tecnologicamente

Todavia, quando acrescentamos a esse termo o aspecto digital apontamos para um mesmo direcionamento visionário, porém através de uma ótica tecnológica.

Quando falamos de mudar o mindset estamos nos referindo a forma de pensar individual e coletiva, já o Mindset Digital seria algo como a mentalidade de uma empresa em convergência direta com a tomada da tecnologia nos processos mais essenciais e rotinas da organização.

Desse modo, o mindset digital é a forma como as pessoas que estão em contato permanente com a tecnologia, enxergam e determinam sua expansão em escala exponencial.

Para facilitar o entendimento imagine uma grande máquina (a empresa e relações comerciais) de engrenagens que passa por constantes mudanças (a tecnologia) e quem a opera define o ritmo e a combinação com a máquina para que ela responda da melhor maneira possível (mindset seria a forma como operar “a máquina”).

Powered by Rock Convert

Importante enxergar o todo

Você pode então pensar, que talvez a tecnologia não está tão ligada ao seu negócio e por isso não precise se preocupar agora, mas posso te afirmar que mesmo sem ter um conexão direta com a tecnologia o seu cliente é afetado diretamente em seu comportamento de consumo devido ao advento desses processos tecnológicos que perpassam todas as barreiras e padrões.

E a forma como uma empresa desenvolve colaboradores que enxerga a tecnologia como peça imprescindível para a transformação digital e tudo que advém, certamente estará a centenas de metros na frente da concorrência e já sai a frente de uma adaptação eminente.

Vale lembrar que não estamos falando só em tecnologia, mas numa mudança da forma de pensar, em ambientes que estimulam e incentivam a inovação, criatividade e adaptação na forma de conduzir os processos aos seus clientes.

3 passos para desenvolver o mindset digital

Não sei se ficou claro até aqui, mas estamos falando de mudanças que irão alterar a estrutura da cultura organizacional da empresa e por esse motivo é importante compreendermos que aplicar os parâmetros dessa mentalidade em uma empresa, pode ser demorado e desafiador, mas que se torna totalmente necessário.

Mas como uma floresta começa com uma semente, apresento a seguir o que você pode já fazer para cultivar essa nova forma de pensar e agir em sua empresa a fim de conseguir a transformação e adaptação da cultura vigente pela cultura tecnológica.

1) Quem é sua persona ou qual perfil do seu cliente

Antes mesmo de pensar em fidelizar o cliente por meio da prestação de serviço ou produto personalizado e de qualidade, você precisa conhecer qual o perfil de seu cliente. Quem é o seu público alvo, o que ele consome e como fidelizá-lo pelo tipo de serviço e produto. Só dessa forma você conseguirá oferecer algo diferenciado.

Realizado essa primeira etapa, é preciso desenvolver a mentalidade digital da equipe, direcionando o foco da organização a esse perfil de cliente.

Outro passo importante que corroborará para que essa mudança aconteça é implementar um software que ofereça ao seu cliente a facilidade de um canal direto com sua empresa.

Padronizar a entrada dessa informação, alinhar com todos sobre o que ele repassou e capacitar os colaboradores para manterem a mesma empatia na forma eficiente de resolver é tão importante quanto a primeira etapa.

2) Facilitar a capacitação tecnológica da equipe

Dependendo da empresa, haverá várias gerações em seu quadro. Bem sabemos que a geração mais recente, a Geração Y por exemplo, não só já possui adaptabilidade para as tecnologias como gosta delas. É preciso facilitar o processo de capacitação dos demais colaboradores para o entendimento e utilização de novas tecnologias.

Entender que tão importante quanto encontrar o melhor recurso tecnológico para estreitar e facilitar seu relacionamento com o seu cliente é ter uma equipe pronta para utilizar essa tecnologia.

O papel do líder nesse momento é fundamental, pois ele deverá ser o maior apoiador e propagador na utilização e manutenção dessas novas tecnologias  para que essa nova forma de agir e conduzir os processos possam ser implantadas.

3) Líderes visionários

Já falamos que mudança nos tira da zona de conforto e que isso costuma ‘doer’. Agora já pensou iniciar essa transição na empresa e a liderança não estar pronta para acompanhar os avanços e mudanças de processos? Não seria fácil não é mesmo.

Você precisará de lideranças visionárias que transmitam aos colaboradores o mindset digital e que o façam de forma transparente e participativa. É claro que se terá desafios e obstáculos bem complexos, porém, o papel do líder é amortizar esses impactos e ajudar na transição.

Sabemos que o desafio é complexo, mas necessário. Permitir e estimular a troca de ideias entre os colaboradores de diferentes níveis hierárquicos ajuda muito para que as pessoas sintam-se parte integrante e participativa nas mudanças.

Estabelecer metas e ofertar as ferramentas certas para que o objetivo maior seja cumprido. Quanto mais desenvolvido e disseminado for o mindset digital na empresa, mais preparada ela estará para os desafios que o futuro tecnológico impor.

Gostou deste artigo? Então aproveite para ler o artigo que escrevi ontem falando da importância do coaching para ter uma equipe de alta performance.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Isabel Holanda

Há 14 anos atuando na área de gestão de pessoas e apaixonada por gente, exercendo função de Head da Fortes Academy na Fortes Tecnologia, graduada em Pedagogia pela UFC, MBA em Gestão de Pessoas pela Estácio, Especialista em Neuropsicopedagia pela Faculdade Metropolitana de Ribeirão Preto, Life Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC), Analista Comportamental DISC pela SLAC e Youtuber nas horas vagas. Atuou como consultora na área de implantação de softwares para RH , gerencia projetos voltados para educação corporativa para a Fortes Tecnologia, idealizadora da websérie "Porque a vida me fez Fortes", autora de vários artigos para área no blog da Fortes Tecnologia, palestrante de temas relacionados aos subsistemas de RH com foco em liderança e desenvolvimento de equipes e docente.

Deixar comentário.

Compartilhar