Gestão contábil

Imposto de Renda: 5 dicas para acelerar o processo de declaração

Imposto de Renda: 5 dicas para acelerar o processo de declaração 1
Escrito por Fellipe Guerra
Publicado em: 19/04/2018 Tempo estimado de leitura: 3 minutos

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda está em seu último mês!

Os contribuintes terão até o dia 30 de abril para enviarem as informações à Receita Federal. Caso contrário, terão que pagar multa de 1% por mês de atraso, cujo valor mínimo é de R$ 165,74 e o máximo pode chegar a 20% do imposto devido.

A declaração é obrigatória para os trabalhadores que apresentam ganho bruto superior a R$ 28.559,70, portanto ficam isentos aqueles que possuem renda inferior a esse valor. Para os trabalhadores rurais, o valor mínimo se diferencia e é superior a R$ 142.798,50.

O processo de declaração gera muitas dúvidas entre os contribuintes, e o objetivo desse texto é justamente esclarecer algumas delas.

Dicas para declarar o imposto de renda de forma simples e rápida

Apresento 5 dicas importantíssimas que vão te ajudar a acelerar o processo da sua declaração. Vamos lá?

1. Prepare toda a documentação o mais rápido possível!

É muito importante não deixar essa parte para a última hora! Qualquer documento esquecido pode gerar  contratempos. Por isso, organize toda a papelada o quanto antes.

Lembrando que os documentos exigidos são:

  • RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e declaração de IR de 2017;
  • Informe de rendimento salarial (obtido com o empregador);
  • Informe de rendimento bancário (disponibilizado pelo banco);
  • Comprovações de renda (heranças, doações, resgates do FGTS, indenizações, etc.);
  • Recibos e notas fiscais das deduções (gastos com educação e saúde);
  • Comprovante de aluguel (tanto para inquilinos quanto locadores);
  • Contribuição previdenciária (para domésticos com carteira);
  • E neste ano, a Receita passa a exigir o número do CPF de dependente acima de 8 anos.

2. Procure ajuda de um profissional que possa dar apoio e que entenda sobre Imposto de Renda

Essa dica é interessante para quem não tem muito tempo ou até mesmo paciência para preencher todas as fichas e tabelas especificas.

Nesse sentido, é fundamental contar com a ajuda de um contador, principalmente para garantir um trabalho mais profissional e seguro.

3. Importe os dados da declaração de 2017

Esse é um passo que gera mais agilidade na hora de declarar o imposto! Quem tem salvo a declaração do ano passado, pode importar os dados no programa da Receita Federal.

Importante se atentar para a atualização apenas do que for necessário.

4. Tenha em mãos as informações dos dependentes

Importante também ter a documentação completa dos dependentes, que podem ser filhos, netos, bisnetos, pais, avós, dentre outros.

Claro que existem algumas restrições como, por exemplo, filhos só podem constar como dependentes se tiverem até 21 anos ou até 24, caso estejam na faculdade.

Não existe limite para o número de dependentes. Cada um dá direito a um desconto de R$ 2.275,08 no cálculo do Imposto de Renda.

5. Use o certificado digital para realizar a declaração

Essa dica, se seguida, pode facilitar muito a vida do contribuinte. Isto, porque a ferramenta pode agilizar todo o processo de preenchimento e validação de dados, o que torna o processo de declaração mais seguro.

Por fim, a declaração pode ser feita no programa de preenchimento do Imposto de Renda, disponibilizado pela Receita Federal, ou ainda por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para aparelhos com sistema operacional IOS e Android.

Não perca mais tempo! Organize a documentação, coloque as dicas em prática e declare as informações corretamente para não cair na malha fina!

Fortes tecnologia consultor contadorPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Fellipe Guerra

Deixar comentário.

Compartilhar