7 passos para um processo de recrutamento e seleção eficiente

7-Passos-para-ter-um-recrutamento-e-selecao-eficaz-blog-fortes
9 minutos de leitura

Está sem tempo para ler? Clique no player abaixo para ouvir o conteúdo.

Investir no capital humano é um grande diferencial para as empresas alcançarem bons resultados. Diante desse fator, investir em diferentes formas de recrutamento e seleção ajudará os gestores a encontrar os colaboradores certos para cada vaga, atendendo às necessidades exigidas para o posto de trabalho.

Quando não aplicamos bons critérios nessa etapa do processo de contratação, inúmeras falhas podem ocorrer e comprometer tanto a produtividade da sua empresa quanto prejudicar o desenvolvimento da carreira de um profissional.

Para ajudar você nesse processo, reunimos aqui 7 importantes passos que ajudarão sua empresa a realizar processos de seleção mais eficazes. Neste artigo, falaremos também sobre a importância de um bom recrutamento na hora da contratação de um funcionário. Boa leitura!

Qual a importância de realizar um recrutamento eficaz?

Hoje, os resultados de um negócio são essenciais para que ele seja bem-sucedido. E, para alcançá-los, é preciso ter um time de colaboradores competente, preparado e engajado. O treinamento de equipe é um diferencial para conquistar indicadores positivos, mas junto dele também é necessário investir em uma boa seleção de candidatos.

Mesmo diante desses fatores, nem sempre as empresas dedicam a atenção necessária aos processos de recrutamento. Sobretudo com a missão de reduzir custos e aumentar as margens de lucro, é muito comum nos depararmos com empresas que optam por contratar candidatos menos experientes em vez de investir em um bom capital humano.

De maneira geral, quando executamos um bom recrutamento de equipe, podemos melhorar aspectos importantes como produtividade e competitividade. Isso acontece, pois é graças a esse processo que seremos capazes de encontrar a pessoa certa, que reúne todos os atributos necessários para determinada vaga.

Portanto, mesmo quando há urgência na contratação, é fundamental criar padrões e métodos. Isso ajudará sua empresa a reduzir índices como os de absenteísmo, rotatividade de profissionais, entre outros problemas.

Contratar empresas especializadas ou adotar ferramentas voltadas para a gestão de pessoas, como o Fortes RH, é uma ótima alternativa para otimizar processos seletivos e torná-los mais dinâmicos.

Você também vai gostar destes conteúdos:
👉 Contrato Verde e Amarelo: portaria esclarece novo tipo de contratação
👉 HR Techs: o que são e o que aprender com elas?
👉 Seleção de currículo: como a triagem automática pode ajudar?

Quais são os tipos e formas de recrutamento e seleção? 

Há diversas formas, cada uma com suas particularidades. Claro que não há como dizer qual a maneira mais adequada de selecionar novos colaboradores. Na verdade, cabe ao setor de RH decidir essa questão de acordo com os requisitos da vaga e o perfil da empresa. A seguir, vamos falar sobre os tipos de recrutamento de funcionários.

Recrutamento interno 

Esse tipo de processo seletivo é bastante comum em empresas de grande porte. Ele ocorre quando há necessidade de pessoas para ocuparem cargos de liderança, mas, em vez de a companhia divulgar a vaga para pessoas que não trabalham nela, oferece a oportunidade para os próprios funcionários.

Nesses casos, a vaga é divulgada internamente e os interessados que se adéquam às exigências para o cargo são entrevistados pelo RH. Esse tipo de recrutamento reduz os custos da empresa e também motiva os funcionários a se qualificarem para participar de uma seleção interna. Por outro lado, a empresa pode ter dificuldade para encontrar alguém com o perfil adequado à vaga.

Recrutamento externo 

Essa é a forma mais comum utilizada pelas empresas para contratação de novos funcionários. Consiste na busca por candidatos que não trabalham na organização para ocupar determinada vaga. A seleção é baseada nas qualificações deles e nas adequações às exigências da empresa para ocupação do cargo.

No recrutamento externo, muitas vezes, a seleção é feita por empresas de RH terceirizadas. A vantagem de utilizar esse método é que a companhia tem mais opções na hora de escolher o candidato. No entanto, os custos para a contratação podem ser maiores.

Recrutamento misto 

Nesse modelo, a vaga é aberta tanto para funcionários da empresa quanto para profissionais externos. Apesar de todos os candidatos terem a mesma chance, normalmente o processo começa com os colaboradores internos.

Quando há mais de uma vaga, a organização divide entre candidatos internos e externos. Nesse caso, os custos podem sair um pouco altos, mas, em compensação, há uma variedade maior de candidatos, o que possibilita que a seleção seja mais eficaz e que a companhia consiga selecionar o profissional mais adequado para a vaga.

Recrutamento on-line

Consiste na realização do processo seletivo para uma vaga de empresa por meio eletrônico. Dessa forma, a vaga é divulgada em redes sociais, sites de emprego, no site da empresa ou por outro meio digital e uma parte do processo é realizada de forma remota.

Quando a empresa divulga a vaga em sites específicos, ela pode optar por submeter os candidatos a testes, o que elimina aqueles que estão fora do perfil para ocupar a vaga. Além disso, após a seleção dos currículos, as entrevistas são realizadas por Skype e até mesmo por telefone.

Esse tipo de seleção reduz os custos, mas, por outro lado, a companhia recebe candidaturas em excesso e a seleção pode ser menos criteriosa, pois à distância nem sempre é possível analisar certas características dos candidatos.

Quais são as diferenças entre recrutamento e seleção?

Nem todos os gestores sabem, e muitas vezes são vistas como sinônimos, mas existe uma diferença grande entre a seleção e o recrutamento de candidatos. Quando falamos em recrutamento, essa é a prática que vai até o mercado de trabalho a procura de profissionais com alta qualificação e potencial para que uma vaga em aberto seja ocupada dentro de um processo.

Para recrutar de maneira correta, é fundamental que o gestor conheça bem a empresa, o perfil da vaga, quais as qualificações necessárias, os traços comportamentais exigidos para ocupar determinado cargo etc.

Já a seleção consiste em analisar os perfis de candidatos e, consequentemente, realizar a escolha daqueles que apresentam a melhor formação, experiência profissional, valores e outras variáveis exigidas para a ocupação de um posto de trabalho.

Vale reforçar que esses dois conceitos estão intimamente ligados a todas as etapas de contratação de um funcionário. Portanto, para que seja feita uma seleção eficiente, antes é imprescindível que os responsáveis façam um bom recrutamento, com candidatos que atendem às expectativas exigidas pela empresa.

Quais são os principais passos para melhorar os processos de recrutamento da empresa?

Como vimos acima, investir em um recrutamento eficaz pode se tornar um grande diferencial competitivo para as empresas. E para ajudar você nesse momento, reunimos 7 dicas práticas para facilitar esses processos. Confira!

1. Procure bons candidatos

Embora se trate de um processo de recrutamento, é muito comum encontrarmos profissionais, em diversas situações, que explicitam o desejo de fazer parte do time de uma empresa.

Essa vontade de integrar uma corporação pode ser um traço bastante favorável nas seleções, pois esses candidatos já se identificam com os valores e missão da contratante.

Para isso, é preciso mapear quem são esses interessados e também buscar, nos bancos de dados da organização ou em redes de seleção de talentos, pessoas que se enquadram dentro dos perfis exigidos pelos recrutadores.

Localizar de maneira certeira candidatos que se enquadram no perfil exigido pelo cargo está entre os principais pontos positivos desse modelo de recrutamento.

De modo geral, ir em busca de talentos que atendem a determinadas exigências é uma forma de reduzir a margem de erros na hora da contratação de um novo funcionário.

2. Faça uma boa descrição da vaga

Também chamado de job description, a descrição de um cargo é uma forma de detalhar as atribuições daquele posto dentro de uma empresa. Embora pareça algo simples, a formalização dessas exigências é fundamental para que você consiga criar um processo de recrutamento organizado e que atenda aos seus anseios.

Você certamente já ouviu falar que uma das coisas que mais irritam os recrutadores é receber currículos de candidatos que não atendem aos requisitos da vaga, não é mesmo? Contudo, é muito comum que isso aconteça diante de falhas na veiculação das atribuições pertinentes ao cargo anunciado.

Portanto, com um bom job description em mãos, será ainda mais fácil encontrar o profissional perfeito para determinada vaga de emprego. Além de simplificar o recrutamento, essa descrição também ajudará os gestores de RH a avaliarem o desempenho de seus funcionários, por exemplo.

3. Saiba qual o perfil de profissional esperado para a vaga

Entender quem é o colaborador ideal para cada vaga em aberto é imprescindível para criar uma dinâmica eficaz de contratação.

O contratante precisa saber quais exigências devem ser atendidas, quais traços de personalidade são necessários, o tipo de postura, as vivências pessoais e profissionais que ele espera do candidato, entre outros elementos.

Sabendo o tipo de profissional que a empresa espera, ficará ainda mais simples rastrear a pessoa ideal para ocupar esse posto.

4. Procure um especialista em contratação

Embora existam diversas maneiras de simplificar o recrutamento de talentos, alguns casos exigem um pouco mais de atenção, como as vagas muito específicas ou que requerem um alto índice de qualificação profissional.

Para esses cenários, uma boa alternativa é encontrar um especialista em recrutamento e seleção. Pode ser desde uma empresa terceirizada ou até mesmo rastrear em sua equipe um colaborador que tenha as qualificações necessárias para encabeçar um processo como esse.

5. Apresente quem é a sua empresa

Mostrar quem é a sua empresa também é um bom método para conquistar mais eficiência nos recrutamentos. Isso acontece, pois você poderá atrair um índice maior de candidatos que potencialmente estão alinhados com os valores e a missão pregados pelo seu empreendimento.

Reforce qual o seu modelo de negócio, seja transparente em relação a características voltadas a gestão empresarial, política de crescimento e até mesmo qual o comportamento ou as vestimentas que sua empresa espera da equipe.

6. Valorize as indicações

As indicações internas também funcionam como um ótimo método para dinamizar o processo de contratação de um colaborador. Entre os aspectos positivos das indicações, está a possibilidade de poder contar com uma equipe que já conhece o modus operandi da sua empresa e quais são os valores e missão dela, indicando profissionais de confiança que também estão alinhados com essas características.

Hoje, é cada vez mais comum encontrarmos gestores que, antes de abrir o recrutamento para novos cargos, busquem recomendações de profissionais dentro de suas equipes. Essa é também uma maneira muito eficiente de reduzir o tempo dos processos seletivos.

7. Promova a integração do contratante no processo seletivo

A presença do recrutador é fundamental dentro dessas etapas, pois é ele quem conduzirá todo o processo e é o seu olhar criterioso que detectará qual é o melhor candidato para preencher determinada vaga.

Portanto, é muito importante que ele seja capacitado e conheça, por exemplo, diferentes técnicas de recrutamento e entenda a importância de estruturar um processo seletivo específico para cada tipo de cargo.

Quais características devem ser analisadas durante a seleção, como conduzi-la, quais os critérios eliminatórios para cada etapa, entre outros fatores são de responsabilidade desse profissional. Erros oriundos de profissionais despreparados podem impactar toda a cadeia produtiva de uma empresa.

É graças à boa execução desses processos que gestores podem agregar aos seus times profissionais com o potencial esperado para determinada vaga e de acordo com os valores organizacionais da empresa.

Quais as vantagens de usar um software para recrutamento e seleção?

Agora que você já conhece os diferentes tipos e formas de recrutamento e seleção e como realizar um processo seletivo eficiente, está na hora de descobrir as vantagens de utilizar um software para auxiliar os gestores nessa tarefa.

O uso da tecnologia torna o processo mais rápido e menos burocrático, o que otimiza o trabalho e economiza tempo, além de trazer outros benefícios para o negócio. Confira a seguir quais são os principais benefícios dessa utilização.

Identificação de candidatos com fit cultural com a empresa

Para que um colaborador fique na empresa, é preciso que ele se identifique com a missão e os valores dela — o que chamamos de fit cultural. Mas como saber se o candidato está dentro desse perfil? Com o uso de um software específico, o RH consegue reunir informações detalhadas sobre os candidatos, além de filtrar dados essenciais para a escolha do profissional ideal.

Centralização das informações

Um setor de RH funciona como qualquer outra área e, por isso, é comum que haja troca de funcionários. Nesse contexto, os novos colaboradores podem ter dificuldade para ter acesso às informações em relação aos processos seletivos anteriores.

Ao usar um software específico, as informações ficam centralizadas em um mesmo local, inclusive os currículos são todos incluídos no banco de talentos da empresa, o que facilita ao gestor encontrar os documentos dos candidatos quando é necessário fazer seleção para uma determinada vaga.

Agilidade no processo e opção de metrificar as contratações

Como os currículos ficam todos organizados, fica mais fácil para o gestor realizar o processo, pois ele pode filtrar os candidatos de acordo com o perfil da vaga, sem a necessidade de olhar diversos currículos.

No mais, um software permite que o setor de RH tenha controle sobre a quantidade das contratações para determinada vaga, quanto tempo foi necessário para realizar um novo processo para o mesmo cargo, entre outras informações importantes para o setor. Dessa forma, o RH consegue identificar falhas nos processos e buscar formas de reduzir ou eliminar possíveis erros.

Otimização do processo

Uma grande vantagem de utilizar softwares de recrutamento e seleção é que esse tipo de sistema permite a realização de entrevistas on-line, o que agiliza o processo. Além de otimizar o tempo de recrutadores, esse tipo de recurso ainda é bastante vantajoso para os candidatos, pois eles não precisam se deslocar para realizar a entrevista, o que economiza seu tempo e recursos financeiros.

Redução de custos

Quando uma empresa abre uma vaga de trabalho e publica em diversos canais, como redes sociais e sites de emprego, são gerados custos, pois o profissional de RH deixa de fazer outras funções importantes devido à grande demanda de tempo para realizar essa tarefa. Com o uso de um software, tudo isso é feito em um único local e de forma on-line, o que ajuda a reduzir despesas com o processo.

Investir em formas de recrutamento e seleção eficazes é a melhor forma de aumentar o rendimento de um negócio e torná-lo ainda mais competitivo. Isso porque a empresa diminui a rotatividade de funcionários e há uma aumento na retenção de talentos.

Gostou de nossas dicas? Quer saber ainda mais sobre o assunto? Então acesse o material que preparemos com informações mais completas sobre recrutamento e seleção para melhorar os processos de sua empresa.

Você também vai gostar destes conteúdos:
👉 Contrato Verde e Amarelo: portaria esclarece novo tipo de contratação
👉 HR Techs: o que são e o que aprender com elas?
👉 Seleção de currículo: como a triagem automática pode ajudar?

Campanha Pesquisa de saúdePowered by Rock Convert
Não perca mais nenhuma novidade!

Não perca mais nenhuma novidade!


Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo e marketing digital.