Gestão de pessoas

Gestão de Pessoas: como desenvolver talentos e crescer sua empresa

Fortes tecnologia apresenta desenvolver talentos
Escrito por Fortes Tecnologia
Publicado em: 04/11/2019 Tempo estimado de leitura: 9 minutos

O gerenciamento de pessoas em uma empresa pode ser bem mais complicado do que se imagina, principalmente quando a missão é desenvolver talentos. Esse é um trabalho diário que proporciona alguns desafios na área.

Lidar com os colaboradores já é algo complexo. Diferente do que acontece com computadores, as questões não podem ser resolvidas de maneira simplesmente racional, é preciso considerar o lado emocional.

Nessa lógica, torna-se fundamental se preocupar com as necessidades de cada colaborador e saber colocá-las em função dos objetivos da empresa.

Fazer com que esses colaboradores se desenvolvam dentro da organização traz inúmeros benefícios, inclusive nos resultados financeiros, já que o turnover — taxa de rotatividade de colaboradores — diminuirá e você terá mais profissionais engajados e com ótima produtividade no seu quadro de funcionários.

Aprofunde-se no assunto e continue lendo este artigo para saber como você pode desenvolver pessoas, fazendo com que elas se tornem talentos, quais são as melhores estratégias para retê-los e, no fim, como a tecnologia ajudará o setor de Recursos Humanos (RH) nesse processo!

Como desenvolver talentos?

Para que você transforme seus colaboradores em talentos de alta performance e maximize os resultados do seu negócio, é necessário aplicar táticas específicas para isso. Veja as principais delas a seguir.

Traçar e entender o perfil individual dos colaboradores

Antes de aplicar estratégias para identificar e desenvolver talentos, é preciso saber qual é o perfil do colaborador ideal para sua empresa, o que é feito com a estruturação de um plano de desenvolvimento individual (PDI). Essa ferramenta consiste em um roteiro com metas e objetivos cuja finalidade é a desenvolver sua equipe.

Para criá-lo, você deve analisar as competências e habilidades relevantes para seu trabalho. É importante saber que os talentos não devem apenas ter capacidades técnicas — conhecidas como hard skills —, mas também as habilidades interpessoais, comportamentos e personalidades dos colaboradores. Isso envolve aptidões mentais, emocionais e sociais, alguns exemplos delas são:

  • boa comunicação;
  • proatividade;
  • relacionamento interpessoal;
  • equilíbrio emocional;
  • adaptabilidade.

Você também vai gostar destes conteúdos
📌 Retenção de talentos: no que é preciso atuar de forma eficiente
📌 PDI: guia completo do Plano de Desenvolvimento Individual
📌 Como entrevistar um candidato com perguntas criativas

Após, é necessário identificar os pontos fortes e fracos de cada um de seus colaboradores, bem como tomar medidas adequadas para potencializar os primeiros e solucionar os segundos. Com todas essas informações, você saberá quais são as qualidades desejadas no seu pessoal.

Realizar treinamentos e capacitações

Treinamentos e capacitações dentro da empresa devem ser realizados constantemente para garantir que as habilidades dos funcionários sejam desenvolvidas, fazendo com que eles se tornem talentos.

Isso também é importante para fazer com que eles se sintam mais motivados a realizarem suas tarefas, já que eles conseguirão entregar resultados melhores, com mais agilidade e economia de recursos. Os colaboradores podem participar de workshops, palestras, treinamentos práticos e teóricos ou receber bolsas de estudos.

Propor desafios às equipes

Muitas pessoas são movidas por desafios, ou seja, elas precisam se superar ou atingir metas difíceis para potencializar suas habilidades. Entretanto, é preciso ter cuidado para não criar metas inalcançáveis, caso contrário poderá ocorrer um efeito contrário: eles ficarão desmotivados.

Para estruturar as metas adequadamente, você pode utilizar o método SMART. Essa é uma sigla em que cada letra representa uma qualidade que a meta deve ter, confira seus significados:

  • S — specific ou específica: deve ter um objetivo claro e ser facilmente entendido;
  • M — measurable ou mensurável: elas devem ser medidas de alguma forma;
  • A — attainable ou atingível: não devem ser inatingíveis ou quase impossíveis de serem batidas;
  • R — relevant ou relevante: devem trazer resultados relevantes à empresa, assim o talento observará os impactos de seu esforço;
  • T — time based ou temporal: deve ser atingida em um determinado prazo.

Como reter talentos?

Após desenvolver pessoas, é preciso tomar as medidas para que eles continuem trabalhando na empresa, pois eles são produtivos e se dedicam ao desenvolvimento do negócio.

Perder talentos é um problema para qualquer organização. Há casos em que determinado setor da companhia depende da atuação de um determinado colaborador e uma oferta de trabalho mais vantajosa para ele pode colocar tudo a perder.

Porém, somente a boa vontade não será suficiente para retê-los, é preciso pensar em formas para melhorar o ambiente de trabalho dentro da empresa. Mesmo quando o resultado não tem sido o esperado, uma boa gestão apresenta alternativas para evitar trocas desnecessárias dentro do quadro de funcionários.

Avaliação de desempenho e reconhecimento

Uma das estratégias que podem ser aplicadas é a avaliação de desempenho. É por meio dela que o gestor pode estudar o comportamento de um colaborador ou da equipe durante um determinado período de tempo.

Por meio do resultado das avaliações é possível identificar um comportamento inadequado e criar ações de correção. Essas ações podem ser feitas em três passos básicos:

  • apreciação diária do comportamento do funcionário;
  • identificação de problemas;
  • realização de entrevistas periódicas.

A ideia do procedimento é encontrar no funcionário justamente aquilo que ele pode oferecer de positivo para a empresa, para que, por meio de orientação, a companhia consiga aperfeiçoar seu desempenho.

Também é relevante pensar em formas de garantir que os esforços dos talentos sejam reconhecidos. Algumas alternativas para isso são o oferecimento de bônus, benefícios, prêmios ou fazer um plano de carreira bem estruturado.

Oferecer oportunidades de desenvolvimento

Bons líderes devem fornecer orientações e auxílios necessários para que seus subordinados se desenvolvam. A organização deve ter uma estrutura capaz de abraçar esses indivíduos, além de oferecer novos desafios e oportunidades de carreira.

Além de oferecer treinamentos, capacitações e um plano de carreira atrativo, você deverá criar um programa que facilite o crescimento dos funcionários dentro da empresa.

Por exemplo, atingir metas, realizar determinados treinamentos e apresentar comportamento adequado fazem com que ele consiga posições melhores na empresa ou obtenha posições estratégicas na empresa. Isso faz com que eles se sintam parte da empresa e importantes para o negócio.

Atentar-se à vivência dos valores da empresa

A forma que os colaboradores interagem dentro da empresa está diretamente ligado à retenção de talentos. Na hipótese que os colaboradores não se sentem pertencentes à empresa e procurarão outro lugar cujo ambiente são mais agradáveis de trabalhar.

Por essa razão é importante estudar o comportamento dos seus colaboradores e desenvolver um clima organizacional propício à retenção dos talentos. Você pode realizar confraternizações em aniversários, comemorar datas festivas ou quando eles atingirem metas.

Estude também formas de erradicar eventuais maus hábitos que existem dentro da empresa, como exclusão de membros em grupos, desrespeito e fofocas. Quando surgirem conflitos ou embates, você deve dialogar com as partes para que cheguem a um consenso.

Garantir uma comunicação horizontal

A comunicação é um dos principais instrumentos para a boa gestão de pessoas. Mesmo que um negócio seja hierarquizado em um nível vertical, é importante que a comunicação entre os operadores, supervisores e administradores seja horizontal.

Os gestores devem solicitar opiniões, feedbacks e pedidos de todo o pessoal e dar a devida importância a todas elas. Como os talentos se preocupam com o desenvolvimento da empresa e querem crescer na empresa, eles podem dar dicas importantes para melhorar os processos internos.

Essa tática também faz com que os talentos se sintam relevantes, já que eles terão liberdade para se comunicar com seus superiores e seu feedback impactará diretamente a rotina do negócio.

Como a tecnologia ajuda o RH a ser mais estratégico?

Existem softwares de gestão destinados ao RH que fornece inúmeros recursos para o setor, eles agilizam os processos relacionados à gestão de pessoas, agregam valor às práticas de captação e retenção de talentos e mais. Entenda a seguir quais funcionalidades desse tipo de programa ajudam o RH a se tornar mais estratégico.

Centralização das informações coletadas

A centralização de informações consiste em aglomerar todas as informações sobre o pessoal em um banco de dados unificado e integrado. Isso faz com que informações não sejam perdidas, elimina o excesso de documentos e padroniza os procedimentos da empresa.

Esse recurso também minimiza o tempo de busca pelas fichas de algum colaborador ou candidato à vaga, facilitando avaliação de desempenho, o recebimento de feedbacks, mensuração dos resultados, etc.

Análise mais precisa de dados

Quando os colaboradores precisam digitar e analisar manualmente, eles poderão cometer erros de digitação, esquecer detalhes, confundir dados entre muitos outros erros humanos.

Por outro lado, um software de gestão é capaz de trabalhar um grande volume de informações de forma mais rápida e eficiente que seres humanos. Além disso, eles não cometerão as mesmas falhas que uma pessoa, por isso são capazes fazer análises e exercer um controle mais preciso das informações.

Fornecimento de relatórios mais completos

Os relatórios produzidos pelo sistema de RH são mais complexos, completos e precisos que aqueles realizados manualmente. Isso ocorre graças ao amplo número de recursos que um bom programa dispõe, como:

  • triagem automática de currículos: ele acessa automaticamente os candidatos à vaga e detecta aqueles cujo currículo são ideais à empresa;
  • gerenciamento total do negócio: traz controle total das informações, como desligamentos, turnover, absenteísmos entre outras ocorrências;
  • dossiê do colaborador: realiza uma trajetória comportamental e financeira completa dentro da empresa, permitindo que você tome decisões mais adequadas possíveis sobre o negócio.

Como se não bastasse, a plataforma também realiza e emite relatórios que utilizam diferentes tipos de avaliações de desempenho, algumas delas são:

  • auto-avaliação: o próprio colaborador analisar seu desempenho, objetivos e resultados em busca de melhorias;
  • avaliação 180º: o colaborador recebe feedback apenas do seu gestor direto, que também é avaliado pelos seus subordinados;
  • avaliação 360º: ferramenta que permite avaliação de todos a sua volta, como subordinados, clientes, superiores, prestadores etc.

A habilidade de desenvolver pessoas e reter talentos é fundamental para qualquer empresa que deseja maximizar seu desenvolvimento. Mas em razão da complexidade do projeto, é necessário usar inteligentemente a tecnologia a seu favor e automatizar o máximo de operações desse processo.

Temos um e-Book que traz tudo o que você precisa saber para fazer o reconhecimento e recompensa de talentos corretamente! Baixe-o gratuitamente agora mesmo!

Gestão de Pessoas: como desenvolver talentos e crescer sua empresa 1Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

3 comentários

Deixar comentário.

Compartilhar