Institucional

Fortes Tecnologia participa de reunião para discutir mudanças no eSocial

Fortes se reúne com Receita Federal para mudanças no eSocial
Escrito por Fortes Tecnologia
Publicado em: 29/05/2019 Tempo estimado de leitura: 3 minutos

No último dia 27 de maio, A Fortes Tecnologia juntamente com outras empresas de softwares, o Serpro e Fenacon se reuniram com o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e membros da Receita Federal, em Brasília, para debater diversos assuntos pertinentes às entregas e mudanças no eSocial.

Na ocasião, foram discutidos outros assuntos importantes como SST e substituição de obrigações e a prorrogação de datas de entregas das fases da nova obrigação federal.

Entre os pleitos discutidos, estavam a prorrogação do fechamento do eSocial (evento S-1299) para até o dia 15 do mês subsequente. Com a provável alteração, as empresas podem ter um prazo maior para enviar os eventos e fechamentos sem atraso. Até então, os dados devem ser enviados até o dia 7 do mês subsequente.

Membros da reunião com CFC discutem mudanças no eSocial

Participaram da reunião organizada pelo Conselho Federal de Contabilidade, além do presidente do CFC, Zulmir Breda, a vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, Lucélia Lecheta; o coordenador do Grupo de Trabalho (GT) do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) do CFC, Paulo Roberto Silva; a conselheira do CFC e membro do GT Confederativo do e-Social, Ângela Andrade Dantas; o chefe da Assessoria Especial para Cooperação e Integração Fiscal da Receita Federal do Brasil, Altemir Linhares de Melo – membro do Comitê Gestor do eSocial; o representante do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Alexandre Ávila; e o vice-presidente de Administração da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis (Fenacon), Wilson Gimenez.

Também estiveram presentes na reunião, em função da importância que representam na implantação do eSocial e pelo conhecimento dos problemas que estão acontecendo nesse processo, gestores e empresários de nove empresas de softwares contábeis. Entre as empresas de software que compareceram à reunião estavam a Fortes Tecnologia, Contimatic Phoeniex, SCI, Mastermaq, Domínio Sistemas, Tron Informática e Alterdata Software.

O presidente do conselho de administração da Fortes Tecnologia, José Carlos Fortes, representou a empresa neste encontro. Os representantes das empresas de softwares puderam ouvir as ações que serão efetivadas pela Receita Federal, além de pleitear novas ações e demandas em comum a todos para o andamento fluído do eSocial.

Fortes Tecnologia destaca impactos do eSocial em reunião com CFC e Receita Federal

De acordo com José Carlos Fortes, presidente do conselho de administração da Fortes Tecnologia, a atual situação das empresas é desfavorável por conta do desalinhamento da estrutura prevista com a que está sendo realizada. “Em 30 anos de empresa, nunca passamos por dificuldades como está sendo para atender aos nossos clientes. O fisco tem, de fato, dificultado algumas ações das empresas contábeis e nós precisamos ajudá-los de forma mais breve possível”, salientou.

Ainda segundo presidente do conselho, o investimento das empresas está sendo alto para que prejudique cada vez menos os usuários de softwares contábeis.”Tivemos que ampliar equipes de desenvolvimento, atendimento e relacionamento com cliente. Tudo isso gerou custo e, ainda assim, o atendimento ao cliente ficou comprometido por conta da enorme dificuldade dos clientes estão tendo para atender as exigências de implantação do eSocial”, ressaltou José Carlos Fortes.

Já Altemir de Melo, membro do Comitê Gestor do eSocial, ressaltou que a implementação do Sistema tem resultado em algumas dificuldades para o Comitê. “A princípio, o modelo de gestão que tínhamos, em 2014, parecia correto, mas, ao longo do tempo, se mostrou insuficiente”, afirmou o chefe da Assessoria Especial para Cooperação e Integração Fiscal da Receita Federal. Ele comentou dos preparativos para algumas mudanças, como, por exemplo, a alteração do prazo para envio do fechamento da folha de pagamento à plataforma eSocial, que hoje é até o dia 7 do mês subsequente.

Altemir mencionou ainda que a Receita Federal não é o único órgão do Governo interessado no e-Social, pois trata-se de um sistema que unificou várias obrigações acessórias de áreas distintas da RFB e que as alterações necessárias, muitas vezes, são lentas, já que todos os interessados são ouvidos.

A próxima reunião já está marcada para o dia 4 de julho com a finalidade de se buscar uma avaliação nos progressos e aceitação das novas regras, além de debater com as empresas e a classe contábil novos avanços para a melhoria do e-Social.

Fonte: Conselho Federal de Contabilidade

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar