Gestão contábil

Escritório de contabilidade: ser uma franquia ou começar do zero?

Escritório de contabilidade: ser uma franquia ou começar do zero? 1
Atualizado em: 27/12/2018 Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Quando se fala em modelo de franquia basicamente pensamos no  proprietário (franqueador) que cede ao franqueado o direito de utilizar-se da marca e modelo de negócio. O processo de franquia engloba toda uma cultura e história, que cabe ao seu franqueado levá-la adiante. E antes de avaliar se vale a pena investir em franquias de contabilidade, por exemplo, é preciso se perguntar: tenho perfil para empreender neste segmento?

De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising – ABF (2017), diversas franquias brasileiras tem expandindo-se cada vez mais no mercado internacional além do crescente desempenho nacional. Temos alguns exemplos no mercado Norte Americano: Liberty Tax Service (fundada em 1997, com 3,823 unidades) e a SiempreTax+ (especializada em serviços para latinos). Em Portugal, há várias como: COOPERFINANCE, POST SCRIPTUM e CCOUNT SERVICE. No Reino Unido, temos também alguns casos interessantes:  Avanti Tax Accountants, Smart PA, TaxAssist Accountants.

No Brasil, existem as seguintes redes: 
• NTW Contabilidade: criada em 2011, foi a primeira rede brasileira, com 66 unidades no Brasil, além de uma unidade em Moçambique, na capital Maputo.
Sevilha Contabilidade: Possui 22 unidades, iniciou a expansão por meio de franquias em 2013. E por sinal, é um grande parceiro da Fortes Tecnologia. Assista o nosso caso de sucesso e conheça um pouco da história do Sevilha com a Fortes. 
 
Comprar uma franquia pode ser uma boa maneira para você começar seu próprio negócio de forma mais segura. Isso porque as franquias de contabilidade podem diminuir o risco de iniciar uma empresa, permitindo que você use uma marca estabelecida.

As franquias de contabilidade surgiram de negócios independentes, conquistaram espaço dentro do mercado e estão se destacando em meio à alta competitividade, oferecendo serviços contábeis, tributários, ou financeiros.

O que você precisa saber para ser um franqueador

Se o seu interesse percebe tal oportunidade apontando seu nome à lista de grandes franqueadores, há algumas coisas em que deve se centrar com a inovação na contabilidade: sua franquia precisa ser original e ter uma cultura própria.

No que isso pode me interessar para o seu escritório de contabilidade? Com as franquias de escritório de contabilidade você inicia no mercado com renome, histórico de sucesso e uma marca à sua disposição, diferentemente de começar do “zero”!  Além do mais, essa prática é uma forte inovação no setor contábil.  

Não tenho dúvida da sua disposição e capacidade necessária para iniciar no mundo das franquias. Você pode sim se tornar um franqueado de sucesso e posteriormente, se tornar seu próprio franqueador! Lembre-se, se você não der o primeiro passo rumo ao futuro, nunca sairá do lugar. Inove!

Um franqueador, além de originalidade, precisa criar e planejar detalhadamente seu processo de atendimento, visando integrar seu cliente. Vale lembrar que a tecnologia torna-se uma grande aliada dos escritórios e das franquias de contabilidade, neste caso, com o uso de plataformas e softwares, facilitando, organizando e reduzindo erros e proporcionando maior segurança e integração entre você e seu cliente.

O que um modelo de franquia de escritório de contabilidade deve oferecer?

O franqueador precisa desenvolver um modelo que ofereça aos franqueado condições que permitam que ingresse no negócio com toda estrutura organizada e capacitação para que consiga focar na geração de receita. Veja alguns pontos que um modelo de franquia deve oferecer:

  • Atendimento: encantamento de clientes também faz parte das franquias. O bom atendimento, seja online ou presencial, é fundamental para encantar os interessados na franquia e selecionar os que tem o perfil adequado. Um processo de venda de franquia pode ser a saída para essa organização.
  • Entrega das obrigações fiscais, tributárias e folhas de pagamento: é necessário prestar contas e elas devem estar muito bem definidas e estruturadas. Existe uma legislação aplicada às franquias desde 1994, a Lei do Franchising, que estabelece claramente as responsabilidades das partes e a não existência de vínculos trabalhistas e fiscais entre franqueadora e franqueado.
  • Investimento na parte comercial e de marketing: ambos setores são extremamentes importantes para se obter o êxito em um negócio, pois além da administração de contas, sua habilidade em se relacionar na linha de frente com o público é que fará de você um verdadeiro sucesso. Invista em estratégias de comunicação e publicidade da rede. Com isso, estará presente na mídia por meio de matérias publicadas em jornais, portais, ações digitais, entre outros meios.
  • Estrutura de CSC (Centro de serviço compartilhado): É comum em empresas com várias unidades de negócios a centralização de atividades como Marketing, RH e TI, fiquem centralizadas em um único ponto que é o chamado CSC. Entre os principais ganhos estão a redução de custos e a centralização do conhecimento e padronização dos processos. No modelo de franquia este é um grande diferencial porque dá segurança ao franqueado que sabe onde poderá buscar suporte no dia a dia da operação.

Se você está avaliando ser um franqueado, saiba que…

Existem ótimas opções de franquia no mercado, mas isso não é suficiente. É verdade que ao integrar a rede de franquia, o franqueado passa a usufruir do conhecimento técnico e de negócios de quem já está no mercado há algum tempo, além da infraestrutura tecnológica e física. Porém, não é só isso. Existem as responsabilidades do franqueado, assim como riscos.

Na maioria das vezes o processo de franquia é ditado pelo franqueador que estabelece o procedimento que, normalmente, é composto das seguintes etapas:

  • Abordagem do potencial franqueado para o franqueador;
  • Verificação do potencial franqueado pelo franqueador;
  • Garantia de que a franquia é rentável e adequada para ele;
  • Envio do contrato de franquia para o franqueado assinar e retornar.

Diante disso, antes de fechar qualquer contrato, faça uma análise do seu negócio quanto ao investimento. É preciso ter capital suficiente para iniciar e manter a operação até que ela se torne rentável. O risco de se gastar mais do que havia sido planejado é uma possibilidade em qualquer empreendimento.

Quanto ao contrato de franquias de escritório de contabilidade

O contrato de franquia é um documento muito importante e rege as obrigações legais do franqueador e do franqueado. Muitas vezes, pode ser muito demorado e complexo e, portanto, ambas as partes devem tomar assessoria jurídica de advogados especializados em franquias. Se você é um franqueado, o documento geralmente contém requisitos onerosos para você. Você deve obter conselhos legais para que você esteja plenamente consciente das suas obrigações.

Procure uma que se adeque aquilo que acredita, que o faz sentir prazer e orgulho pela marca e não só trabalhar ou visar o lucro, pois vale ressaltar que a franquia também se encaixa em um padrão e a sua empresa não poderá atuar de forma distinta.

Em meio a excelentes opções, os modelos de franquias contábeis são crescentes. Várias empresas vem se expandindo por todo território nacional, pois percebem que juntos é que se faz um crescimento ainda mais consolidado e seguro.

Obter uma franquia possibilita a vantagem de reconhecimento do nome de forma mais rápida, uma vez que você está operando seu negócio sob uma marca já estabelecida. Além disso, as oportunidades de franquia oferecem um sistema turnkey que é um regime de trabalho que consiste no fornecimento de um pacote completo de serviços e soluções para um projeto em todas as suas etapas, para operar o negócio.

Baixe o checklist e saiba como ser um consultor contador!Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Roberto Dias Duarte

Deixar comentário.

Compartilhar