Gestão financeira

8 dicas para fazer um planejamento financeiro impecável para sua empresa (e não importa o tamanho)

8 dicas para fazer um planejamento financeiro impecável para sua empresa (e não importa o tamanho) 1
Atualizado em: 24/10/2018 Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Obter um grande faturamento e garantir boa lucratividade é objetivo de qualquer empresário. Mas, para ter sucesso, não basta apenas trabalhar duro e cruzar os dedos: é essencial ter um bom planejamento financeiro, para manter sua empresa competitiva e sustentável.

Diante das incertezas econômicas — especialmente em épocas de crise — essa necessidade ganha contornos maiores, principalmente para as micro e pequenas empresas.
Existe uma série de práticas a serem adotadas para começar, de fato, a controlar financeiramente tudo o que acontece no seu negócio. Apresentamos abaixo algumas das mais importantes.

1) Analise sua situação financeira atual

O primeiro passo em qualquer planejamento é sempre se inteirar sobre a real situação das coisas. Analisar a condição financeira de uma empresa é, antes de tudo, saber como está sua sustentabilidade e seu potencial de crescimento. Por isso, coloque na ponta do lápis:

  • Todas as receitas;
  • Custos e despesas;
  • Dívidas de curto, médio e longo prazo.

Analise a situação do mercado e seu posicionamento dentro dele, avaliando sua aceitação em relação a seu público-alvo.

A análise dessas informações dará uma visão completa de como você fatura, para onde estão indo os recursos da sua empresa e de como ela se encontra em relação à concorrência. Isso pode parecer bem óbvio, mas acredite: muitas PMEs não executam esse planejamento da forma correta.

Seja por desconhecimento ou falta de organização, no final das contas, essa falta de rigor faz com que vários empresários não tenham a menor ideia de quanto lucram — ou perdem — por mês com seus negócios, tampouco sabem o que fazer para melhorá-lo.

2) Registre as movimentações financeiras corretamente

Não ter um método preciso para registrar a movimentação financeira é um dos erros mais comuns no fluxo de caixa de uma empresa.

Mantenha uma rotina em que todas as saídas e entradas de dinheiro sejam registradas imediatamente após ocorrerem. Estabeleça essa prática e cuide para que seja tratada com muita disciplina por sua equipe.

Também incorpore o hábito de controlar todas as operações de perto: avalie e monitore cada lançamento para saber como suas finanças estão se comportando. Isso permitirá entender com clareza a evolução do seu caixa e, a partir disso, tomar melhores decisões.

3) Controle e reduza os gastos

É preciso estabelecer prioridades e eliminar custos e despesas que não contribuem efetivamente para a geração de receitas. Com essa inciativa, não somente as finanças ficam mais organizadas, como a empresa se torna mais eficiente e aumenta sua margem de lucro.

Ainda que algumas despesas pareçam essenciais, manter um controle rígido e procurar produzir mais gastando menos precisam ser objetivos constantes.

4) Trace um plano de ação com metas e objetivos bem definidos

Depois de entender por completo a situação da empresa, é hora de tomar decisões e colocar as melhorias em prática. Para isso, defina o que deseja alcançar e, em seguida, estabeleça um plano para executar e tornar em realidade tudo o que você colocou no papel.

Como sugestão, siga os passos abaixo:

  • Comece definindo seus objetivos para curto, médio e longo prazo;
  • Mapeie as mudanças necessárias por setor;
  • Estabeleça metas a serem atingidas para cada mudança proposta;
  • Faça a divisão das tarefas e responsabilidades;
  • Estabeleça cronogramas para cada uma das ações definidas;
  • Acompanhe e documente a evolução do plano;
  • Realize avaliações periódicas para corrigir possíveis desvios antes que as metas fiquem comprometidas;

Sempre mensure os resultados obtidos. Não são todos os gestores que utilizam essas medições, seja por não saberem como aplicá-las ou não entenderem sua importância, porém são instrumentos fundamentais para o desenvolvimento de sua empresa.

Alcançando seus objetivos, comemore com sua equipe. Do contrário, identifique as causas para corrigir os próximos planos. Por isso, entenda também como fazer a análise de indicadores de desempenho financeiro.

5) Faça um planejamento financeiro e operacional para o longo prazo

Um bom planejamento financeiro exige que sejam feitas projeções para o médio e longo prazo.

Isso permite determinar o investimento necessário para a manutenção do seu negócio, levando em consideração o faturamento esperado. Além de balancear as despesas com as receitas previstas, você evita problemas relativos à necessidade de capital de giro.

É fundamental, então, conhecer o seu ciclo operacional e definir o custo de cada etapa do seu fluxo de negócios: Eles devem ser planejados de acordo com cada respectivo potencial de retorno.

6) Separe financeiramente a pessoa física da jurídica

Misturar finanças pessoais com o orçamento da sua empresa ainda é um erro muito comum entre os pequenos e médios empresários.

O empreendedor, na maioria das vezes, é quem fica responsável por boa parte das atividades de seu negócio e, por isso, tende a tratar o dinheiro dele como se fossem os do seu próprio bolso.

Fazer uma separação entre as duas partes é importantíssimo para manter o controle financeiro de qualquer empreendimento, não importando seu tamanho. Atente para dois fatores:

De onde está vindo o dinheiro para pagar suas contas pessoais? Se vem diretamente do caixa da sua empresa, você está fazendo isso muito errado.
Por quem estão sendo pagos os custos de manutenção das atividades dela? Se vêm da sua conta pessoal, está errado também.

Para corrigir isso, comece com o básico: tenha duas contas separadas; uma para a pessoa física e outra para a jurídica. Assim, é possível separar melhor o dia a dia empresarial de sua vida pessoal e o controle ficará mais fácil.

7) Procure a ajuda de profissionais e especialistas financeiros

Na maioria das vezes, o pequeno empresário não possui conhecimento suficiente sobre práticas de contabilidade e administração de empresas, o que faz com que diversos erros financeiros sejam cometidos durante seu percurso como empreendedor.

Nesses casos, o melhor é ter o auxílio de um bom profissional da área, como seu contador ou um especialista em gestão de negócios. Eles o orientarão, corrigindo quaisquer erros na sua gestão financeira e sanando eventuais dúvidas.

8) Utilize softwares e plataformas de gestão

Por meio de softwares específicos, é possível realizar toda a gestão financeira de um empreendimento dentro de um único sistema.

Ao centralizar e automatizar todas essas informações de uma maneira prática e intuitiva, um software de gestão financeira se transforma uma ótima ferramenta para controlar as entradas e saídas de dinheiro — os pagamentos, as dívidas e contas a receber —, fornecendo uma visão mais gerencial do seu fluxo de caixa.

Dê às finanças empresariais a devida atenção. Lembre-se sempre de que fluxo de caixa é o coração de qualquer negócio. Logo, conhecer e cuidar corretamente de seus recursos é trabalhar para que sua empresa continue operando bem e por um longo tempo.

Por isso, não perca tempo: coloque essas dicas em prática e melhore o seu planejamento financeiro o mais rápido possível! Não esqueça de curtir nossa página no Facebook e acompanhar os novos conteúdos.

Curtiu nosso conteúdo? Somos referência no mercado e se precisar de ajuda para otimizar os resultados na sua empresa, você pode contar com a gente. Pense grande, saiba como mudar sua empresa e fale agora com nosso especialista!

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_CaixaPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Geordânia Oliveira

Graduada em Administração de Empresas; Especialização em Gestão de Pessoas; MBA em Controladoria e Finanças; Com experiência 14 anos na área financeira; Consultora de Conhecimento Financeiro e Gestão de Estoque na Fortes Tecnologia em Sistemas; Produtora de Conteúdo sobre assuntos Financeiros; Instrutora do Fortes na Prática Presencial e Web; Instrutora dos Treinamentos dos Sistemas Fortes Financeiro e Fortes Compras e Estoque para os Colaboradores Internos, Clientes e Unidades da Fortes Tecnologia.

Deixar comentário.

Compartilhar