Gestão de pessoas

Como lidar com os conflitos entre as gerações X, Y e Z nas empresas?

Escrito por Marcos Costa

A relação entre os jovens profissionais de hoje e os que possuem mais anos de experiência dentro das empresas é muito mais conciliada, sem estabelecer esse vínculo de forma subordinada e hierárquica, mas, sim, de forma igualitária.

No ambiente empresarial, todos estão competindo pelos desafios e oportunidades. Algumas empresas já notaram talvez um cenário de conflito de ideias entre gerações e estabeleceram programas de integração para promover a união dos diferentes perfis.

Mas, quais seriam os principais conflitos, os seus motivos e o que as empresas podem fazer para amenizar e promover harmonia entre essas gerações? Hoje, vou trazer essas respostas para você. Acompanhe em nosso post.

Principais conflitos entre as gerações

O aumento na expectativa de vida, provocado principalmente pelos avanços científicos e tecnológicos, fez surgir um novo comportamento nas pessoas “mais experientes”, a ampliação da juventude.

Todos se sentem, ou pelo menos tentam ser mais jovens e produtivos. Executivos experientes que não tiveram oportunidades de fazer uma boa faculdade estão voltando para a sala de aula, em parte por pressão das empresas e em parte para continuarem se mantendo produtivos e empregáveis.

Se avaliarmos com mais profundidade, iremos identificar neste comportamento o melhor exemplo de tentativa de “sobrevivência”, diante da ameaça de perder a posição para os jovens, que inicialmente possuem mão de obra mais barata, que entram no mercado com uma graduação avançada e tem mais intimidade tecnológica. Todas essas características conferem à geração Y a percepção de um ritmo muito mais dinâmico que o dos mais velhos.

Exemplos de conflitos entre as gerações

Em algumas empresas, se falam que o contato entre profissionais de gerações diferentes é essencial. O perfil dos líderes mudou e agora as decisões são maturadas em grupo, o desafio dos gestores é de identificar, reconhecer e gerenciar, de modo apropriado, as potencialidades de cada profissional, para que, dessa maneira, seja possível o aproveitamento máximo dos conhecimentos individuais destes e, assim, gerar um alto rendimento gerando um resultado positivo para a empresa.

Alguns gestores acreditam que não há postura correta ou incorreta, apenas há a existência de visões e aspirações diferentes.

A grande vantagem da mescla de gerações, é interpretar a síntese de olhares e ideias distintas transformando em vantagens para as organizações. Assim, cada vez mais tarefas e processos importantes precisam ser divididos e não centralizados em um único perfil de profissional, ressaltando a necessidade de manter as diversas gerações no âmbito corporativo.

Qual a melhor maneira de gerenciar esses conflitos?

A melhor maneira de gerir os conflitos de gerações é, primeiramente, classificar os seus colaboradores e deixar evidente que cada geração possui características que acrescentam e beneficiam as organizações. Além disso, é necessário ter flexibilidade para aproveitar os benefícios dessa união.

Um bom aproveitamento dessa relação se concretiza de várias maneiras como, por exemplo, a constante estimulação ao trabalho em equipe reiteradamente reforçada pelos gestores das empresas, aproximando Baby Boomers, Geração X, Geração Y e Geração Z com metas em comum.

Sendo assim, podemos concluir que não existem maneiras corretas de gerir as diferentes gerações, pois estamos tratando de pessoas que, apesar das gerações que elas pertencem, possuem diferentes comportamentos nos mostrando que a geração a que elas fazem parte não são fatores comportamentais determinantes.

O melhor a se fazer para diminuir os conflitos é promover a união, fazendo com que elas trabalhem juntas e percebam que suas qualidades se complementam.

O papel do gestor é perceber essas qualidades e usá-las da melhor maneira possível, mostrando aos profissionais que todos eles possuem seu espaço dentro da empresa e, com isso, possuem sua relevância para o sucesso da organização.

Blog-Fortes-Tecnologia-calculo-de-custo-por-colaborador-facebook-linkedinPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Marcos Costa

Deixar comentário.

Compartilhar