Gestão de pessoas

Como elaborar um plano de carreira eficiente com metas práticas?

fortes-tecnologia-Como-elaborar-um-plano-de-carreira-eficiente_blog-fortes
Escrito por Karina Souza
Atualizado em: 29/10/2018 Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Reter bons profissionais é tão importante quanto atraí-los: isso é um fato. Entretanto, na hora de elaborar um plano de retenção, muitas empresas focam apenas em oferecer salários atrativos, recompensas e treinamentos.

Essas estratégias, por si só, não são suficientes para assegurar a permanência dos profissionais. Também é preciso proporcionar-lhes oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional dentro da empresa.

Um  plano de carreira, além de aumentar a satisfação do funcionário, o estimula a atingir as metas e o faz gerar mais valor para o negócio. A seguir, mostraremos um passo a passo que irá ajudá-lo a elaborar um plano de carreira para cada profissional, que seja adequado às necessidades da sua empresa. Acompanhe:

5 passos para elaborar um plano de carreira

A forma mais eficaz de conseguir alcançar esse objetivo é por meio de um plano de carreira. Ele é uma ferramenta que determina o caminho que cada profissional pode percorrer na empresa, bem como as habilidades e competências que ele deve obter para ocupar novas posições hierárquicas e atingir seus objetivos de carreira.

1. Descubra quais são os objetivos do colaborador

O primeiro passo é descobrir os objetivos de carreira de curto, médio e longo prazos do profissional. Para isso, o gestor deve convidá-lo a parar um pouco, examinar o presente e refletir sobre o que deseja para a própria carreira.

É importante saber como ele se vê em três meses, seis meses e um ano, por exemplo, e que cargos gostaria de ocupar. Essas informações serão a base do plano de carreira.

2. Mapeie habilidades e conhecimentos que precisam ser adquiridos

Depois de analisar os objetivos do profissional, o próximo passo é descobrir as habilidades e competências que ele precisará adquirir para atingi-los. Essas habilidades e conhecimentos o ajudarão na execução de suas atividades — tanto atuais como futuras — e na evolução dentro da empresa. Se o colaborador já possui alguma habilidade, a empresa também deve ajudar a desenvolvê-la.

3. Analise as competências necessárias para atingir os objetivos

Para mudar de cargo e atingir seus objetivos de carreira dentro da empresa, o colaborador precisa ter as competências determinadas por ela.

Essas competências podem ser, por exemplo:

  • A capacidade de inovar e se adaptar;

  • A facilidade para analisar tendências;

  • A habilidade de atender clientes;

  • A preparação para gerenciar projetos.

O gestor deve analisar as competências necessárias ao profissional e lhe explicitar cada uma delas, de forma a deixar o processo claramente definido para todas as partes.

4. Determine as atividades capazes de acelerar o desenvolvimento

O quarto passo é determinar as atividades que podem ajudar o profissional a desenvolver novas habilidades e conhecimentos. Se o objetivo do colaborador for, por exemplo, ter a sua capacidade de inovação aumentada, é preciso analisar quais atividades podem ser incorporadas ao seu dia a dia para estimulá-lo. Também devem ser consideradas as atividades que podem ajudá-lo a aperfeiçoar as habilidades que ele já possui.

5. Estabeleça metas

O último passo é — baseado naquilo que o colaborador disse no primeiro momento, sobre como se vê em um certo prazo — estabelecer metas para que ele atinja seus objetivos. Sem estabelecer metas e pontos de controle, é mais difícil que ele empreenda esforço para atingir esses objetivos, e o plano de carreira pode, facilmente, decorrer em fracasso.

E além de estabelecer as metas de curto, médio e longo prazos, o gestor também deve acompanhar os trabalhos do colaborador, analisando seu desempenho parcial e, assim, observando se o atingimento das metas será ou não possível.

A realização de todos esses passos leva um pouco de tempo e exige muita dedicação por parte do gestor e do departamento de RH. Porém, todo o esforço vale muito a pena. Além de reter os profissionais e aumentar a sua satisfação, o plano de carreira também pode ajudar a melhorar qualidade final dos processos, já que cada colaborador estará adquirindo novas habilidades e competências, o que é muito benéfico para a organização.

E então, aprendeu como elaborar um plano de carreira para os colaboradores da sua empresa? Se tiver ficado com alguma dúvida, ou quiser nos contar a sua experiência, aproveite o campo de comentários abaixo!

Blog-Fortes-Tecnologia-calculo-de-custo-por-colaborador-facebook-linkedinPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Karina Souza

Graduada em Recursos Humanos, Coach e Especialista em Gestão Empresarial. Atualmente é gerente de produtos na área de Gestão de Pessoas do Grupo Fortes, instrutora na área de RH, gestão de pessoas e SST. Participa como membra da Associação Brasileira de Recursos Humanos e do grupo de SST das empresas piloto do eSocial. Cursando Técnico de Segurança do Trabalho.

Deixar comentário.

Compartilhar