Gestão de pessoas

Cálculo de turnover: como saber se sua empresa está indo bem?

Fortes tecnologia apresenta cálculo de turnover
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 18/09/2019 Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Turnover é um índice que apresenta a rotatividade de colaboradores em uma empresa, nele são consideradas as demissões e contratações realizadas na organização em um determinado espaço de tempo. O cálculo de turnover traz grandes vantagens para a empresa e ser usada como uma métrica que apresenta a situação interna corporativa.

Continue lendo este artigo para entender mais sobre o cálculo de turnover e aprender a utilizá-lo a favor do negócio. Aqui você encontrará o que é esse cálculo e qual sua função, a importância de realizá-lo regularmente, quais são os tipos de turnover, o percentual ideal para uma empresa e como reduzir o índice. Confira!

O que é cálculo de turnover e qual seu objetivo?

O cálculo de turnover relaciona a movimentação de funcionários (entradas e saídas) e número total de funcionários. Sua finalidade principal é a de evidenciar se o grau da rotatividade está em um nível elevado, aceitável ou baixo.

Esse índice não indica as causas que geram a alta rotatividade, mas serve como termômetro de problemas que, caso não sejam solucionados, trarão complicações bastante graves.

Mas é um instrumento que pode ser usado pelo Recursos Humanos (RH) como um sinal que deve controlar melhor seu capital humano e aperfeiçoar o ambiente laboral, com o objetivo de aumentar a satisfação, engajamento e produtividade dos clientes internos.

Qual sua função e por que ele deve ser feito regularmente?

Caso o turnover da organização seja alto, os gestores devem estudar a situação do seu negócio, pois há alguma falha grave no processo de contratação ou na retenção de talentos.

Isso prejudica a empresa em diferentes aspectos, como o seu equilíbrio financeiro, sua produtividade e a sua imagem perante tanto o mercado de trabalho como de concorrentes. Por outro lado, a aplicação regular desse cálculo pode nortear os seguintes pontos:

  • a qualidade do clima organizacional;

  • se as condições de trabalho são favoráveis;

  • a forma de liderar de cada gestor;

  • se os benefícios e salários estão compatíveis com os praticados no mercado;

  • se o volume de trabalho está em um nível aceitável;

  • a qualidade do processo seletivo e contratações realizadas.

É importante saber que não basta aplicar o cálculo uma única vez, trata-se de um índice que deve ser aplicado periodicamente pelo RH, já que é possível que surjam novos problemas na rotatividade conforme a empresa se expandem ou o mercado se altera.

Quais são os tipos de turnover?

Há diversas fórmulas diferentes para calcular o turnover que se adaptam a diferentes situações. Confira as principais fórmulas abaixo e identifique a mais adequada para o seu negócio.

Geral

O primeiro cálculo de turnover é o que diz respeito sobre a movimentação de pessoas, ou seja, as entradas e saídas que alteram o quadro de funcionários da empresa. Sua fórmula é a seguinte:

Turnover geral = ([contratações mensais + rescisões mensais] / 2) / total de funcionários x100

Veja o exemplo de uma empresa que tem 40 funcionários, 6 admissões e 4 rescisões mensais:

[6+4] / 2 = 5;

5 / 40 = 0,125

0,125 x 100 = 12,5

Isso indica que a taxa de turnover geral é de 12,5%. Normalmente a meta da empresa é que esse percentual seja inferior a 10%.

De desligados

Essa fórmula considera a quantidade de colaboradores que saíram da empresa em um determinado período. Aplicando o seguinte cálculo:

Turnover de desligados = total de desligamentos mensais / total de colaboradores x100

Confira o exemplo anterior aplicado sobre essa fórmula:

4 / 40 = 0,1

0,1 x 100 = 10

Aqui o percentual de turnover é de 10%, se ele for alto poderá indicar falhas na criação de identidade organizacional (valores, missão e valores), no processo de recrutamento e capacidade de reter talentos.

Desligados v2.0

Como o nome indica, trata-se de uma evolução do cálculo anterior. Mas aqui são separados os colaboradores que foram rescindidos pela empresa e os que pediram a própria demissão, sendo que os desligamentos no cálculo são divididos em passivos e ativos. No caso dos que são demitidos, a fórmula é:

Turnover de desligados passivos = número de desligados passivos / total de funcionários x100

Já na hipótese dos que pediram demissão, o cálculo é:

Turnover de desligados ativos = número de desligados ativos / total de funcionários x100

De admissão

Esse indicador serve para avaliar a rotatividade nas contratações recentes, ou seja, dentro de 6 meses. O seu cálculo é:

Turnover de demissões = desligamentos em menos de 6 meses após contratação / total de colaboradores x100

Se o quadro de funcionários da empresa for de 105 pessoais e ela rescindiu 8 profissionais recentes, o cálculo será:

8 / 105 = 0,07

0,07 x 100 = 7%.

A função do índice é similar ao da taxa de desligamentos, mas é direcionada para compreensão de atitudes mais recentes na empresa.

Apresentar qual seria o percentual ideal de rotatividade?

Não existe um percentual ideal para a rotatividade, sendo que a empresa deve minimizá-lo ao máximo para minimizar seus custos, garantir a produtividade e reter seus talentos.

É recomendável que a empresa trabalhe para manter a taxa entre 5% e 10%, percentuais acima disso poderá agravar bastante as contas da empresa.

Mas tenha em mente que a rotatividade é algo comum e inevitável em qualquer empresa, por exemplo, a empresa pode fazer downsizing (redução estratégica do seu tamanho), bem como o colaborador pode se aposentar, mudar de cidade ou ramo, por exemplo.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que a empresa pode fazer para reduzir o turnover?

As dicas para reduzir o turnover são aplicáveis para identificar talentos nos processos seletivos e tomar medidas para retê-los, o que pode ser feito de diferentes formas. Algumas atitudes para estimular os profissionais a permanecer no trabalho são:

  • criação de um plano de carreira;

  • analisar e estabelecer metas factíveis e alcançáveis;

  • crie um ambiente agradável;

  • contrate talentos com valores compatíveis com os da empresa;

  • estimule o engajamento;

  • forneça feedback adequado.

Os indicadores turnover devem ser utilizados antes e constantemente depois de tomar as medidas para reter seus profissionais até que ele se aproxime do nível aceitável.

O cálculo de turnover é um dos principais indicadores a serem aplicados pelos gestores do RH, já que isso impacta diretamente no desenvolvimento do negócio. Para acompanhar o índice com precisão, agilidade e economia, é recomendável utilizar a tecnologia e facilitar o processo.

O que achou do nosso conteúdo? Queremos saber o que você pensa sobre o assunto. Por isso, deixe nos comentários as suas sugestões, críticas ou feedbacks!

Cálculo de turnover: como saber se sua empresa está indo bem? 1Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

1 comentário

  • Boa tarde!

    Estou calculando os índices de turnover da minha empresa, mas ainda fico muito perdida quando se trata do índice ideal… Como saber qual seria o índice ideal pra minha empresa?

    Tanto o geral, quanto o de desligados passivos e ativos… seriam 3 percentuais pra se ter como “meta”. Quais seriam esses percentuais?

    Obrigada.

Deixar comentário.

Compartilhar