Gestão financeira

Análise de apuração financeira: aprenda como usar um software inteligente para tomada de decisão

Fortes Tecnologia apresenta analise de apuracao financeira
Publicado em: 29/05/2019 Tempo estimado de leitura: 11 minutos

29Lidar com dinheiro em uma empresa pode ser um grande desafio, principalmente se você não tiver organização suficiente para controlar todas as entradas e saídas das finanças. Por isso, ter uma boa análise de apuração financeira que auxilie no planejamento, bem como sabedoria para alocar os recursos e uma boa definição de metas são aspectos importantes para essa gestão.

A apuração de resultados pode ser uma tarefa complexa para muitos, porém é fundamental para o desenvolvimento do negócio. Para vencer essa dificuldade, faz-se preciso saber o objetivo da Apuração Financeira (ARE), como obter os dados, utilizar a tecnologia para realizá-la de forma mais precisa, usar os dados para melhorar a tomada de decisões, entre outras informações.

É para auxiliar os nossos leitores a fazerem as decisões mais vantajosas para seus negócios que fizemos este artigo. Aqui trazemos o conteúdo necessário para que você possa entender como utilizar melhor os seus dados financeiros. Acompanhe!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual o objetivo da Análise de Apuração de Dados Financeiros?

demonstração ou apuração do resultado do exercício (DRE) consiste em um relatório contábil que evidencia custos, despesas, receitas e resultados da empresa. Sua finalidade é a de evidenciar o resultado líquido em um determinado intervalo de tempo.

Ele é obrigatoriamente elaborado no final de cada exercício social (que geralmente é de 12 meses), mas é possível que ele seja feito semanal, quinzenal, mensalmente ou semestralmente conforme a necessidade da empresa.

Esses demonstrativos sumariza as finanças da empresa e evidencia se ela obteve prejuízo ou lucros naquele período. O resultado alcançado representa as contas de receita (capital recebido pela empresa) e de gastos (despesas e custos).

Como ter dados financeiros certos para a tomada de decisão?

A apuração de resultado tem um papel importante na tomada de decisão por parte dos gestores das empresas e concentra em si informações de grande relevância para a realização de planejamentos estratégicos e financeiros.

O período para analisar uma apuração financeira varia conforme as peculiaridades e necessidades de cada empresa, pois o relatório fornece resultados abrangentes do resultado da empresa no período analisado. Confira abaixo algumas dicas de como obter os dados financeiros certos.

Elabore o DRE

É fundamental lembrar que a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) está prevista na lei brasileira e deve ser apresentada pelas empresas anualmente. Portanto, o 1º cuidado a ser tomado é a realização periódica da apuração, evitando que a empresa seja punida por essa omissão.

Fique atento às multas

Em 2º lugar, é importante recordar que a empresa está sujeita a multas e medidas processuais caso efetue de forma equivocada no cumprimento das obrigações tributárias, erros como recolher valores menores que o exigido, prestar informações errôneas ou atrasar o pagamento geram multas bastante onerosas.

Como os impostos são justamente calculados sobre o lucro, a análise de apuração financeira deve ser executado com precisão para que nenhuma consequência negativa ocorra.

Use a tecnologia a seu favor

Atualmente, a maior parte das empresas opta por utilizar um software para ajudar na gestão financeira. Esses programas são conhecidos como sistemas de gestão e, ao contrário do que muita gente pensa, não são de uso exclusivo das grandes organizações. Pelo contrário: existem softwares desenvolvidos especialmente para auxiliar as pequenas e médias empresas a organizar sua contabilidade no cotidiano da rotina corporativa.

Como a tecnologia torna todo o processo mais preciso?

Uma grande parcela das organizações utilizam softwares de gestão financeira para auxiliar na administração do negócio, automatizar processos, minimizar erros de cálculos, retrabalhos ou falhas processuais etc. Essa tecnologia coleta dados, realiza a análise de apuração financeira e gera relatórios dinâmicos e customizáveis conforme as necessidades da empresa.

Tudo isso é realizado em tempo real, ou seja, não é necessário esperar dias ou semanas para que as informações sejam trabalhadas. Isso ocorre pelo fato de que os computadores conseguem executar um grande volume de operações rapidamente, diferente dos humanos.

Além disso, os relatórios podem ser moldados para diferentes demandas de gestão. Isso permite que a extração de dados seja feita tanto de forma específica quanto geral da empresa, permitindo incluir ou excluir determinadas contas, como impostos, deduções etc. É graças à flexibilidade, agilidade e precisão que a análise e tomada de decisões se tornam mais vantajosas.

Como utilizar os dados para melhorar as tomadas de decisões?

Organizações que têm a capacidade de fazer análises avançadas aumentam suas chances de conquistar melhores desempenhos financeiros que seus concorrentes no mercado. As informações obtidas na análise de apuração financeira são úteis para tomar diferentes de tipos de decisões.

Um desses tipos consiste na decisão de investimentos, que envolve um processo de identificação, avaliação e seleção das opções para aplicar os recursos do negócio, alguns exemplos dessas alternativas são:

  • investimento em expansão;

  • realização de novos negócios;

  • aquisição de tecnologia;

  • investimentos em planos de expansão, marketing, reestruturação etc.

O segundo tipo consiste nas decisões de financiamento, que estrutura as fontes de recursos ou financiamentos a serem buscadas pela empresa, algumas das possibilidades são:

  • venda de ativo do negócio;

  • aporte de capital social por sócios;

  • realizar empréstimos em instituições financeiras ou bancárias.

Por fim, existe uma terceira categoria de decisão que é a de dividendos, que é a distribuição do lucro aos acionistas ou sócios. Como todas essas decisões são importantes para o negócio, é fundamental que elas sejam feitas com o suporte de um bom sistema de gestão.

Conforme uma pesquisa realizada pela consultora de negócios Bain & Company, empresas que fazem análise de apuração financeira com apoio da tecnologia tomam decisões 5 vezes mais rapidamente. Os dados também mostram que é aumentada em 3 vezes as chances de executar atividades como planejado, bem como é dobrada a probabilidade das informações serem usadas nas tomadas de decisões.

Dessa forma, o gestor conseguirá analisar o orçamento de forma mais clara e rápida, avaliar a estrutura de custos, efetuar cortes adequados, definir melhor a capacidade de investimentos, fazer projeções de faturamento, entre outras análises relevantes de forma mais rápida e assertiva.

Quais são as diferenças entre resultado financeiro e econômico?

Muitos gestores confundem o resultado financeiro e econômico ou acreditam que se trata do mesmo conceito, mas entender as diferenças entre os dois tipos de resultados é fundamental para realizar uma análise mais adequada. Entenda melhor sobre os dois conceitos a seguir.

Resultado Financeiro

Consiste em um indicador que demonstra o saldo de recebimento subtraído dos pagamentos da empresa em um determinado período de tempo, que pode ser diário, semanal, mensal, trimestral etc. Esse resultado é avaliado pelo Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC) e por meio do regime de caixa, que registra entradas e saídas de caixa no período do efetivo pagamento ou recebimento, independente de quando foram realizadas.

Será com esse indicado que o gesto conseguirá obter uma visão financeira detalhada e objetiva, podendo observar as saídas e entradas do período, bem como averiguar a disponibilidade de caixa para tomar as decisões.

Resultado Econômico

Esse indicador evidencia o lucro ou prejuízo da empresa por meio do regime de competência. Ele é ser estudado e avaliado pelo DRE. Com base em um plano de contas gerencial, pode-se analisar nesse demonstrativo quais são os tipos de receitas, os custos operacionais e todos os grupos de despesas da empresa, como as financeiras, administrativas, os encargos sociais, com pessoal etc.

Ainda por meio desse indicador é possível estudar os custos fixos, os variáveis, a margem de contribuição e o ponto de equilíbrio.

Qual é um passo a passo para fazer a apuração do resultado do exercício?

O artigo 187 da Lei 6.404/76 — a Lei das Sociedades Anônimas (SA) — instituiu a obrigatoriedade da DRE e trouxe os elementos basilares para a sua estruturação. Não existe um formato único para montar o relatório, mas se pode elaborá-lo da seguinte forma:

  • receitas brutas de vendas (vendas de produtos, mercadorias e prestação de serviços);

  • (-) deduções da receita bruta (devoluções de vendas, abatimentos, tributos incidentes);

  • = receita operacional líquida;

  • (-) custos das vendas (custo dos produtos vendidos, mercadorias e serviços prestados);

  • = resultado operacional bruto;

  • (-) despesa operacional (despesas administrativas e decorrentes das vendas);

  • (-) despesa financeira líquida (receitas financeiras e variação cambial e monetária)

  • outras receitas e despesas (descontos do custo de venda de bens e direitos do ativo não circulante);

  • = resultado operacional antes do IRPJ e CSLL;

  • (-) provisão para IR e CSLL;

  • = lucro líquido antes das participações;

  • (-) pró-labore;

  • = resultados líquidos do exercício.

Para apurar o resultado do exercício corretamente e chegar ao resultado líquido, é preciso seguir determinados passos. Confira-os abaixo.

1º passo: calcule a receita operacional líquida

Primeiro é preciso encontrar receita operacional líquida, obtida pela fórmula: Receita Operacional Bruta — Deduções da Receita Bruta. A primeira é formada por vendas de produtos mais vendas de mercadorias e prestação de serviço, já as deduções são devoluções, abatimentos, impostos e contribuições incidentes.

2º passo: encontre o resultado operacional bruto

Esse resultado é obtido ao subtrair os custos de vendas da receita operacional líquida. Sendo que os custos incluem os dos produtos vendidos, dos mercados e dos serviços prestados.

3º passo: resultado operacional antes do imposto de renda e da contribuição social sobre o lucro

Nessa etapa se obtém o resultado operacional antes de fazer a provisão do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). Segue-se a seguinte fórmula:

Resultado operacional pré-IRPJ/CSLL = resultado operacional bruto — despesa operacional — despesa financeira líquida — outras receitas e despesas.

4º passo: lucro líquido antes das participações

Esse lucro consiste no resultado operacional antes do IRPJ/CSLL menos a provisão para pagamento desses tributos.

5º passo: resultados líquidos do exercício

Por fim, alcança-se esse resultado utilizando a seguinte fórmula: Lucro Líquido Antes das Participações — distribuição dos lucros entre colaboradores, gestores, debenturistas, fundos de previdência e de assistência.

Como avaliar se um negócio é ou não lucrativo?

Uma das principais finalidades da análise de apuração de dados financeiros é identificar se um negócio é ou não lucrativo. Para isso, é muito importante que o gestor saiba analisar tanto os resultados econômicos quanto os financeiros.

Imagine uma empresa que faturou 100 mil reais em um determinado mês, mas teve custos e despesas no mesmo período de 80 mil reais. Nessa hipótese, há um resultado econômico de 20%, sendo de 20 mil reais no campo prático.

Nesse exemplo, tem-se o seguinte resultado financeiro: desses 100 mil reais que a empresa faturou, 50% foram percebidos à vista e o restante em 30 dias. Em relação aos custos e despesas, 60 mil foram quitados à vista e os demais em 30 dias.

Como as receitas foram 50 mil e as despesas e custos de 60 mil no primeiro mês, ocorreu um resultado financeiro foi negativo de 10 mil reais. Já no segundo mês a situação é diferente, ocorrendo um resultado financeiro positivo de 30 mil (receita de 50 mil e obrigações de 20 mil).

No período onde ocorre o resultado financeiro negativo, faz-se necessário que haja aumento do capital de giro, conseguido com antecipação de recebíveis, empréstimos, aporte de sócios, entre outras decisões que devem ser tomadas com cuidado para não gerar uma crise financeira.

Também é importante analisar o resultado econômico pelo fato de que é possível que a empresa lucre em um curto prazo de tempo, mas tenha prejuízos em um longo período. Como a apuração financeira traz amplas informações, o gestor poderá focar na resolução de problemas, cortar despesas desnecessárias, tomar decisões para não arcar com um resultado financeiro negativo etc.

Faça a análise de apuração financeira na prática com o Fortes Financeiro

Um software financeiro pode te ajudar a ganhar mais tempo, agilidade e te dar informações precisas de acordo com os dados que foram lançados. De forma rápida você terá informações se os gastos aumentaram ou diminuíram, se o seu faturamento está crescendo ou não.

Tudo isso é feito de forma organizada, intuitiva e no período desejado, o que é fundamental no mundo corporativo atual, onde erros, atrasos e morosidade podem acarretar em danos de difícil reparação. Por isso, demonstramos como montar uma apuração financeira pelo nosso Sistema Fortes Financeiro na prática, você pode conferir nosso manual completo clicando aqui.

O documento tem único padrão, assim ele varia de acordo com o ramo da empresa e o seu tamanho. A partir das informações e relações fornecidas apuração, é possível refletir sobre os custos e reavaliar possíveis mudanças, essa informação também é importante para saber em que momento se encontra sua empresa, se é momento de investir ou de requisitar aporte de terceiros.

Percebe-se que a apuração de dados é bastante vantajosa ao negócio, já que suas informações permitem que os gestores tenham uma visão ampla do negócio e saibam quais são as decisões mais adequadas a serem tomadas.

Quer aprofundar seus conhecimentos em análise de apuração financeira? Baixe já nosso Guia Completo de Apuração do Resultado do Exercício e saiba como fazer uma análise inteligente para a tomada de decisões da sua empresa!

Fortes_Tecnologia_Banner_Fluxo_de_CaixaPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Geordânia Oliveira

Graduada em Administração de Empresas; Especialização em Gestão de Pessoas; MBA em Controladoria e Finanças; Com experiência 14 anos na área financeira; Consultora de Conhecimento Financeiro e Gestão de Estoque na Fortes Tecnologia em Sistemas; Produtora de Conteúdo sobre assuntos Financeiros; Instrutora do Fortes na Prática Presencial e Web; Instrutora dos Treinamentos dos Sistemas Fortes Financeiro e Fortes Compras e Estoque para os Colaboradores Internos, Clientes e Unidades da Fortes Tecnologia.

1 comentário

Deixar comentário.

Compartilhar