Fortes Pessoal

Ampliação da Licença Paternidade de 5 para 20 dias

foto-02 (1)A partir de agora as empresas que participam do Programa Empresa Cidadã e que sejam tributadas pelo o lucro real, poderão ampliar a licença paternidade atualmente com 5 dias, para 20. A lei foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff  no dia 08 de março de 2016, última terça-feira.

Este benefício já existe para a gestante, empregada da empresa que participa do programa. Neste caso a licença maternidade de 120 pode ser ampliada para 180 dias conforme a Lei nº 11.770, de 9 de setembro de 2008.

Benefícios Fiscais

Conforme o art. 5o da Lei nº 11.770, de 9 de setembro de 2008, a pessoa jurídica tributada com base no lucro real poderá deduzir do imposto de renda da pessoa jurídica devido, em cada período de apuração, o total da remuneração integral da empregada pago nos 60 (sessenta) dias de prorrogação de sua licença-maternidade.

Lembrando que na GPS (Guia da Previdência Social) a empresa não poderá fazer nenhuma dedução do salário maternidade pago a empregada.

Estas regras serão aplicadas também quando a empresa conceder a prorrogação da licença paternidade de 5 para 20 dias.

OBS. A medida será divulgada oficialmente nesta quarta-feira dia 9 de março em Diário Oficial.

Sobre o autor

Patrícia Capistrano

Há 14 anos na área trabalhista, atualmente como Consultora de Relacionamento da Fortes Tecnologia, membro da Comissão de Normas Técnicas Aplicadas às Áreas Trabalhistas e Previdenciária do CRC-CE, graduanda em Direito pela FANOR. Atuou como consultora e coordenadora no suporte de gestão de pessoas da Fortes Tecnologia. É instrutora e palestrante do Programa de Apoio ao Estudante (PAE); Fortes na Prática (FNP); professora da Fortes Treinamentos e Simples Treinamentos com cursos voltados para área trabalhista e atualmente é destaque com palestras sobre eSocial e Reforma Trabalhista em diversas regiões do País.

1 comentário

Deixar comentário.

Compartilhar