Fortes Fiscal

Faça o seu acompanhamento tributário do Simples Nacional da maneira certa

Faça o seu acompanhamento tributário do Simples Nacional da maneira certa 1
Escrito por Sherman Alcantara
Publicado em: 27/06/2017 Tempo estimado de leitura: 1 minuto

O Simples Nacional é um regime diferenciado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, conforme disposto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

Esse regime, abrange os seguintes tributos: IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI, ICMS, ISS e a Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social a cargo da pessoa jurídica (CPP);

Mas, apesar das empresas optantes pelo Simples Nacional terem uma redução em sua carga tributária, o contribuinte deve estar de olho no faturamento da sua empresa.

Tudo isso porque conforme for sua receita bruta, a empresa estará enquadrada em uma determinada faixas de  tributação.

Como fazer o acompanhamento tributário no Fortes Fiscal

Pensando nisso, na versão 6.89 do Fortes Fiscal,  disponibilizamos em nosso sistema o relatório de acompanhamento tributário, onde a empresa pode acompanhar:

1) As informações societárias da empresa

2) A próxima faixa de tributação do imposto com base nos últimos 12 meses

3) Quanto a empresa está próxima de exceder o limite de faturamento.

Acompanhamento tributário

Veja agora onde emitir o acompanhamento tributário da sua empresa:

No Fortes Fiscal, acesse o menu de Relatórios – Tributos Federais e localize a opção Simples Nacional – Acompanhamento Tributário para que seja exibida a tela:

Faça o seu acompanhamento tributário do Simples Nacional da maneira certa 2

Informe a competência da emissão do relatório e selecione a opção de “Visualizar” para que o relatório seja exibido conforme a tela a seguir:

Faça o seu acompanhamento tributário do Simples Nacional da maneira certa 3

Dessa forma você terá o controle da tributação da sua empresa, bem como os limites de faturamento anual do Simples Nacional.

Gostou da dica? Então, veja também que temos sobre SPED ECF e aprenda com nossas dicas como gerar sem complicação!

 

Sobre o autor

Sherman Alcantara

Formado em Contabilidade e Direito pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). MBA em Contabilidade e Direito Tributário pelo IPOG. Foi Analista fiscal na empresa Gênesis Contabilidade. Atualmente é Consultor Técnico da Fortes Tecnologia, onde há mais de 5 anos ministra treinamentos sobre o Tema SPED Contribuições em parceria com o CRCCE.

Deixar comentário.

Compartilhar