Gestão de transporte

5 erros que a sua transportadora de cargas não pode cometer

5 erros que a sua transportadora de cargas não pode cometer 1
Escrito por Fortes Tecnologia
Atualizado em: 19/10/2018 Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Você já se perguntou porque a transportadora de cargas consegue ser mais eficiente do que a sua no mercado? Isso provavelmente tem a ver com a forma como a sua empresa é gerida. A verdade é que a tarefa de administrar uma transportadora não é fácil e exige planejamento e organização para que erros sejam evitados, bons serviços sejam prestados e tudo saia conforme o esperado.

E é exatamente sobre esses erros que falaremos no post de hoje. Quando cometidos, eles podem afetar o crescimento da empresa e impactar a sua reputação no mercado competitivo da atualidade.

A seguir, listamos os cinco maiores erros que você definitivamente não pode cometer ao gerenciar a sua transportadora de cargas. Confira:

5 erros que a sua transportadora de cargas não pode cometer

1) Não gerir os custos operacionais

Se o gestor não administra os custos operacionais da transportadora, então não pode tomar decisões assertivas, nem formar os preços de seus serviços de forma que sejam adequados para pagar as despesas do negócio e obter o lucro desejado. É por isso que ele precisa conhecer, entender e gerir adequadamente cada um dos custos relacionados às atividades de transporte de cargas, que podem ser fixos e variáveis.

  • Custos fixos: são aqueles que são pagos mensalmente, como salário dos motoristas, licenciamento e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores);

  • Custos variáveis: variam de acordo com as distâncias percorridas pelos veículos, como combustível, lubrificante, insumos e manutenções periódicas.

2) Não realizar um bom atendimento

O primeiro contato que o cliente tem com a transportadora é um dos fatores que determinarão se ele contratará os seus serviços ou não. É por isso que o gestor deve estar sempre procurando melhorar a forma como a empresa atende o seu público. Vale lembrar que a qualidade do contato pessoal jamais deve ser negligenciado, pois é o atendimento humano e personalizado que diferencia a transportadora das suas concorrentes.

3) Não cumprir os prazos de entrega

Não existe nada mais frustrante para um cliente do que não receber a sua carga no prazo acordado. Isto impacta a sua experiência e minimiza as chances de voltar a contratar os serviços da transportadora futuramente. Para evitar atrasos e manter a qualidade do serviço dentro dos padrões acordados, é importante que o gestor planeje as entregas e conte com ferramentas tecnológicas que o ajudem a ter uma visão ampla de todos os processos.

4) Não contratar um seguro de cargas

Alguns gestores consideram o seguro de cargas um ‘custo’ desnecessário. Mas a verdade é que ele é fundamental para a transportadora evitar as possíveis perdas de recursos financeiros decorrentes de quebras, furtos e extravios de mercadorias. Somente com o seguro é que a empresa poderá ser indenizada caso ocorra algum incidente no decorrer das operações.

5) Não adotar tecnologias eficientes

O mercado da atualidade exige que todas as empresas façam ‘mais com menos’, ou seja, prestem serviços de qualidade em um prazo cada vez menor. E para atender a essas exigências, as transportadoras precisam contar com sistemas de gestão de transporte que as ajudem a gerir os processos de entrega de forma simples e prática. Agilidade, preço e qualidade são diferenciais do mercado, e garantem destaque em meio à concorrência.

E você, já cometeu algum desses erros na sua transportadora de cargas? Como o identificou e o corrigiu? Compartilhe suas experiências ou questionamentos com a gente pelo campo de comentários abaixo!

Sobre o autor

Fortes Tecnologia

Deixar comentário.

Compartilhar